conecte-se conosco


Saúde

SP: Comitê de Saúde aponta subnotificação de casos de Covid no estado

Publicado

source
Comitê de Saúde de São Paulo diz que há subnotificação de casos de Covid-19 no estado
Rovena Rosa/Agência Brasil – 10.03.2022

Comitê de Saúde de São Paulo diz que há subnotificação de casos de Covid-19 no estado

Nesta quarta-feira (1º), o coordenador do Comitê de Saúde do estado de São Paulo, João Gabbardo, disse que o número de casos de Covid-19 no estado é muito maior do que o indicado pelos índices, já que eles não incluem os dados de testes realizados em casa.

Devido a essa subnotificação, o comitê recomendou que a população volte a usar máscaras de proteção contra a doença em ambientes fechados, como salas de aula , escritórios e cinemas.

“Nessa última semana, o aumento foi bastante significativo, nós tivemos 41% de aumento nas internações e tivemos mais de 80%, 84% no número de casos, e a gente sabe que o número de casos é muito maior do que isso porque muitas pessoas estão fazendo autoteste, comprando na farmácia e estes testes não entram nas estatísticas de novos casos, então certamente o número de casos é maior do que esse que aparece nas estatísticas”, disse o médico em entrevista à GloboNews .

A orientação também vem em meio a uma alta de 120% nas internações por Covid-19 no mês de maio. Além disso, 10 milhões de pessoas em São Paulo ainda estão com a dose de reforço da vacina atrasada.

De acordo com Gabbardo, a decisão também foi colocada como uma recomendação devido à dificuldade de criar fiscalização e multas. “Se nós quisermos tornar isso obrigatório, nós vamos ter fiscalização, deve haver penalidades, multas e nesse momento a gente sabe que é muito difícil que as secretarias municipais de saúde, as vigilâncias sanitárias dos municípios tenham condições de fazer, de ter essa função de fiscalização”, afirmou.

O secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, porém, afirmou que a gestão estadual não vai voltar a decretar o uso obrigatório de máscaras. “A medida não será retomada frente aos índices que, a despeito de terem elevado, ainda estão muito distantes daquilo que nós tivemos no pico causado pela variante Ômicron do coronavírus, no início de 2022. Na ocasião, nós tínhamos quase 11,3 mil pessoas internadas, sendo 4,1 mil em UTIs”, disse ele à rádio  CBN .

A Prefeitura de São Paulo informou que deve fazer uma reunião ainda hoje para avaliar os índices da última semana e decidir se o uso de máscara voltará a ser obrigatório ou não.

A recomendação dos especialistas do governo de São Paulo é que pessoas que se enquadram no grupo de risco para a Covid continuem usando máscara até mesmo em lugares abertos . Eles também pediram que a população complete o esquema vacinal com a dose de reforço para adultos e adolescentes e a quarta dose para idosos e pessoas com comorbidades.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG SAÚDE

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Saúde

Brasil tem 17 casos confirmados para a varíola dos macacos

Publicado

O Brasil registra, no momento, um total de 17 casos confirmados para a varíola dos macacos – monkeypox –, sendo 11 em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e quatro no Rio de Janeiro. Outros dez casos seguem em investigação. Do total de caso, cinco seriam autóctones, o que significa que houve transmissão local da doença. Dois deles no Rio de Janeiro e três em São Paulo.

Nesta sexta-feira (24), a pasta foi notificada de três novos casos da doença no país, sendo dois no estado do Rio de Janeiro e outro no estado de São Paulo, confirmados pelos laboratórios da Fiocruz-RJ e Adolf Lutz em São Paulo.

Os dois casos do Rio de Janeiro já tinham sido confirmados pela prefeitura na noite de quinta-feira (23). 

Em São Paulo, trata-se de um caso importado, com histórico de viagem para a Europa. O paciente é do sexo masculino, 29 anos, residente na capital paulista. Segundo informações do MS, os casos apresentam quadro clínico estável, sem complicações e estão sendo monitorados pelas Secretarias de Saúde dos estados e municípios.

São Paulo

Ontem (23), o Ministério da Saúde foi notificado de três casos autóctones confirmados para a varíola dos macacos no estado de São Paulo, segundo divulgou a pasta. São três pacientes do sexo masculino, residentes na capital paulista, com idade entre 24 e 37 anos, sem histórico de viagem para países com casos confirmados.

De acordo com o MS, os casos ainda estão em investigação para a busca de vínculos de transmissão. Eles estão isolados, com quadro clínico estável, sem complicações e sendo monitorados pelas Secretarias de Saúde do Estado e do município.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Saúde

Saúde amplia público da campanha de vacinação contra gripe

Publicado

O Ministério da Saúde informou que a partir de amanhã (25) os estados e municípios poderão ampliar a campanha contra a gripe para toda a população a partir de 6 meses de vida, enquanto durarem os estoques da vacina contra a influenza. Segundo o ministério, a ideia é que a ampliação na vacinação evite casos de complicações decorrentes da doença e impeça eventuais mortes e uma possível “pressão sobre o sistema de saúde”.

A campanha nacional de imunização contra a influenza começou no dia 4 de abril. O Ministério da Saúde já distribuiu para estados e o Distrito Federal as 80 milhões de doses contratadas para imunizar a população brasileira. Até o momento, a mobilização contra a doença atingiu 53,5% de cobertura vacinal.

Hoje (24), os pontos de vacinação atenderam exclusivamente pessoas que pertencem ao público-alvo da campanha, entre crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, indígenas e idosos. Quem faz parte do público-alvo e ainda não se imunizou, também poderá se vacinar após a ampliação da campanha. Para tomar o imunizante da gripe, basta ir a qualquer posto de vacinação.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana