conecte-se conosco


Saúde

Socorro especializado pode ser decisivo para evitar suicídio

Publicado

O atendimento de equipes especializadas e multidisciplinares pode ser determinante para evitar o suicídio. A opinião é do psiquiatra Leonardo Luz, do Conselho Federal de Medicina. “O Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – 192] deve ser acionado porque é uma emergência médica”, afirma.

Representante do Piauí, o médico reconhece, no entanto, que não há em todas as localidades do país serviço de urgência para casos de suicídio. “Há relatos Brasil afora onde o Samu não têm equipe para o atendimento, os bombeiros e a polícia é que acabam cuidando. Eles podem até ser rápidos, mas não têm recursos para fazer esse atendimento”.

No Distrito Federal, a Central de Informações Toxicológicas e Atendimento Psicossocial (Ceitap), da Secretaria de Saúde, mantém um carro do Samu disponível para equipe especializada, formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e condutor socorrista.

Segundo a gerente da Ceitap, a enfermeira Carla Pelloso, a equipe “consegue intervir no momento em que a pessoa está em situação na qual perde o controle dos próprios atos e tem esses pensamentos acentuados de morte”. A iniciativa envolve conversa e acolhimento para que “a pessoa deixe de pensar no ato [de matar-se], vislumbre outro caminho e perceba que aquela não é a única saída”.

A psicóloga Janaína Milagres, especialista em psicopatologia e psicodiagnóstico infantil e psicologia hospitalar e da saúde, lembra que “o apoio psicológico no momento de crise é de grande importância para aliviar o sofrimento, diminuindo a angústia das emoções e das situações traumatizantes”.

Conforme o psiquiatra Leonardo Luz, a interlocução é uma “fala ativa para ganhar tempo” e levantar informações “para classificar risco”, conhecer histórico pessoal e identificar o perfil de quem ameaça se matar.

Entender os sinais

 Depressão, suicidio

Depressão – Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com o site da campanha Setembro Amarelo, de esclarecimento sobre suicídio, entre as causas em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias (como álcool e drogas). O site informa que no Brasil são registrados cerca de 12 mil suicídios por ano (mais de 1 milhão no mundo). Cerca de 96,8% dos casos estão relacionados a transtornos mentais.

Leonardo Luz diz que o suicídio é a última etapa de um processo que, em geral, segue os momentos de ideação, planejamento ou intenção e tentativa. A avaliação médica pode identificar a necessidade de psicoterapia e de prescrição de medicamentos.

Para Janaína Milagres, é necessário que familiares e amigos fiquem atentos ao comportamento. A avaliação é de que antes do ato de suicídio a pessoa exibe sinais que poderão resultar na tentativa.

“O pedido de socorro acontece de várias formas. Muitas atitudes podem ser previsões de um comportamento suicida, como alta agressividade e nível extremo de impulsividade”.

Na internet, é possível localizar em sites especializados mais informações sobre o suicídio. Além do site da campanha Setembro Amarelo, o Conselho Federal de Medicina mantém manuais, protocolos e cartilhas sobre o ato, e o Ministério da Saúde descreve em seu glossário várias informações úteis para leigos e médicos, como onde buscar ajuda e ter publicações especializadas.

Edição: Graça Adjuto

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo assina MP que libera R$ 1,9 bilhão para produzir vacina da Covid-19

Publicado


source
Enfermeiro aplicando vacina
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Vacina de Oxford é uma das mais promissoras do mundo contra a Saúde

O governo federal assinou nesta quinta-feira (6) uma Medida Provisória (MP) que libera R$ 1,9 bilhão para a produção da vacina de Oxford contra a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). O imunizante está em suas fases finais de testes e é desenvolvido em pareceria com a empresa AstraZeneca.

A liberação dos recursos foi feita em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, onde o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou a MP. O valor vai permitir a compra de 100 milhões de doses da vacina caso seja comprovada a sua eficácia e segurança.

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, estava presente no local e fez um discurso inicial. “Estamos garantindo a aplicação de recursos de uma vacina que tem se mostrado a mais promissora do mundo. O investimento é significativo, não apenas no seu valor, mas também na ponta para a busca de soluções que permitam ao Brasil desenvolver tecnologias para os brasileiros”, afirmou o chefe da pasta.

Segundo o general, essa não será a única medida adotada contra a Covid-19. “Queremos garantir a ampliação do acesso ao serviço de saúde para a população de forma permanente”, completou Pazuello.

A partir do momento em que são publicadas no Diário Oficial da União, uma MP tem um período de vigência de 60 dias, podendo ser renovada pelo mesmo período. Nesse intervalo, ela precisa ser aprovada na Câmara e no Senado para virar lei. Caso isso não aconteça no prazo, ela perde a validade.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Saúde

Estado do Rio chega a 174 mil casos e quase 14 mil mortes por covid-19

Publicado


.

O estado do Rio de Janeiro atingiu 174.064 pessoas infectadas e 13.941 mortas pelo novo coronavírus. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (6), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). São 1.385 casos e 86 óbitos a mais registrados em 24 horas, desde ontem. Há outros 971 óbitos em investigação e 155.312 pacientes se recuperaram da doença.

A capital lidera o número de casos confirmados, com 75.517 pessoas infectadas desde o início da pandemia. Entre os demais municípios com maior número de casos, estão São Gonçalo (9.106), Niterói (9.079), Duque de Caxias (6.533), Macaé (5.931), Nova Iguaçu (4.330), Angra dos Reis (3.976), Volta Redonda (3.867), Itaboraí (3.452), Campos dos Goytacazes (3.242), Teresópolis (2.757), Belford Roxo (2.623), Magé (2.563), São João de Meriti (2.414) e Maricá (2.285).

A liderança no número de mortes também é da capital, com 8.540 óbitos. Em seguida, entre os municípios com maior número de mortes, estão São Gonçalo (598), Duque de Caxias (590), Nova Iguaçu (446), São João de Meriti (330), Niterói (309), Campos dos Goytacazes (228), Belford Roxo (222), Itaboraí (171), Magé (165), Petrópolis (146), Mesquita (142), Volta Redonda (132), Nilópolis (131), Angra dos Reis (119), Macaé (119), Itaguaí (96), Teresópolis (89) e Cabo Frio (89).

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana