conecte-se conosco


Internacional

Sobe para 29 total de mortos em incêndios na Austrália

Publicado

Subiu hoje (19) para 29 o total de mortos nos incêndios na Austrália. Um homem de 84 anos com queimaduras graves morreu Sidney.

Ele estava hospitalizado desde 31 de dezembro por causa de queimaduras sofridas nos incêndios na localidade de Cobargo.

Incêndio na Austrália

Incêndios na Austrália já mataram 29 pessoas e milhares de animais. Cidades ficam poluídas pela fumaça-   Alkis Konstantinidis/ Reuters/Direitos Reservados

Nas últimas horas, a chuva e a descida de temperaturas estão ajudando os bombeiros a conter dezenas de focos ativos dos incêndios em Vitória e Nova Gales do Sul, o estado mais afetado pelo fogo e onde se registraram 21 mortos.

Desde que começaram, em setembro, os incêndios nas áreas verdes da Austrália devastaram uma área de mais de oito milhões de hectares, o equivalente ao tamanho da Irlanda, e estima-se que tenham matado milhares de animais selvagens.

Edição:

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

China diz que OMS aprovou uso emergencial de vacina contra coronavírus

Publicado


.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse à China que apoia e compreende que o país inicie a administração de vacinas contra coronavírus experimentais enquanto os testes clínicos ainda estão em andamento, disse uma autoridade de saúde chinesa nesta sexta-feira (25).

A China fez contato com a OMS no final de junho e lançou seu programa emergencial em julho, de acordo com Zheng Zhongwei, autoridade da Comissão Nacional de Saúde do país.

Centenas de milhares de trabalhadores essenciais e outros grupos limitados de pessoas que se consideram correrem risco alto de infecção receberam a vacina, embora sua eficácia e segurança ainda não tenham sido plenamente estabelecidas, já que os testes clínicos de estágio avançado estão incompletos.

“No final de junho, o Conselho de Estado da China aprovou o plano de um programa de uso emergencial de vacina contra coronavírus”, disse Zheng em uma coletiva de imprensa.

“Após a aprovação, em 29 de junho, fizemos contato com os representantes relevantes do escritório da OMS na China e obtivemos apoio e compreensão da OMS”, disse.

O representante da OMS na China não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

A cientista-chefe da agência, Soumya Swaminathan, disse em Genebra neste mês que autoridades reguladoras nacionais podem aprovar o uso de produtos médicos em suas próprias jurisdições na situação atual de emergência, mas descreveu a medida como uma “solução temporária”.

A solução de longo prazo está na conclusão dos testes de estágio avançado, disse a autoridade da OMS.

Continue lendo

Internacional

Ataque com faca deixa quatro feridos em Paris

Publicado


.

O premiê francês, Jean Castex, disse nesta sexta-feira (25) que quatro pessoas ficaram feridas em um ataque à faca que ocorreu nas proximidades da antiga sede da revista satírica Charlie Hebdo, em Paris, e a polícia afirmou que um suspeito foi preso.

Uma fonte policial havia dito anteriormente à Reuters que dois dos quatro feridos corriam risco de morte.

“Eu estava no meu escritório. Ouvi gritos na rua. Olhei pela janela e vi uma mulher que estava deitada no chão e havia levado uma pancada no rosto do que possivelmente era um facão”, disse uma testemunha à rádio Europa 1.

“Eu vi um segundo vizinho no chão e fui ajudar.”

A polícia de Paris informou que uma pessoa foi presa perto da Ópera da Bastilha.

Uma fonte policial disse que um facão foi encontrado no local. Outras fontes da afirmaram que um cutelo foi encontrado na região.

As autoridades locais pediram às pessoas que evitassem a área e disseram que uma operação policial estava em andamento em um distrito no nordeste de Paris. O vice-prefeito, Emmanuel Gregoire, twitou que a polícia estava em busca de um indivíduo “potencialmente perigoso”.

O metrô de Paris fechou linhas na área.

Em 2 de setembro 14 pessoas foram a julgamento em Paris, acusadas de serem cúmplices do ataque às instalações da Charlie Hebdo em janeiro de 2015, que matou 12 pessoas.

O tribunal ouviu que o grupo havia tentado vingar o profeta Maomé, quase uma década depois de a revista publicar desenhos que satirizavam o líder religioso.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana