conecte-se conosco


Mato Grosso

Sistema Penitenciário abre inscrições para Curso de Intervenção Rápida

Publicado

Estão abertas, até o dia 13 de outubro, as inscrições no processo seletivo para participar do II Curso de Intervenção Rápida do Sistema Penitenciário de Mato Grosso (2° CIR-MT). A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, lançou o edital esta semana.

O curso visa capacitar os servidores penitenciários para o desempenho de ações relativas ao Grupo de Intervenção Rápida (GIR-MT), rebeliões, motins, escoltas, entre outras práticas. Estão dispostas 76 vagas, sendo 25 para o Núcleo de Operações Táticas Especializado (NOTE) de Cuiabá e os núcleos de Sinop, Rondonópolis, Barra do Garças, Campo Novo do Parecis, Cáceres e Juína têm seis vagas cada um.

Além disso, estão reservadas 10 para as coirmãs, que são as unidades descentralizadas da Sesp-MT: Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Também são destinadas cinco vagas para demais servidores penitenciários.

Os interessados poderão se inscrever pelo formulário disponível no site http://www.sesp.mt.gov.br/cursos, ou de forma presencial. Nesta última opção, os candidatos deverão comparecer à sede da Coordenadoria de Ensino e Aperfeiçoamento do Servidor Penitenciário (CEASP), na Rua Thomé Fortes, nº 215- Setor Norte, Bairro Morada do Ouro, Cuiabá, no período de 07 a 13 de outubro de 2019, das 8h às 18h, munidos dos documentos constantes no item 4 do edital.

As inscrições para a participação na seleção do 2º CIR-MT serão divulgadas no dia 14 de outubro de 2019, no mesmo site http://www.sesp.mt.gov.br/cursos. A partir de então, os candidatos terão prazo de 24 horas para interpor recurso à Diretoria de Ensino Penitenciário (Denpen), que terá prazo de 48 horas para deferir ou indeferir o recurso administrativo.

A divulgação da relação dos candidatos aptos à realização do teste de aptidão física ocorrerá no dia 16 de outubro e os testes nos dias 28 e 29 do mesmo mês. O resultado final do processo seletivo será divulgado no dia 1º de novembro deste ano.

Tempo integral

O CIR terá caráter classificatório e eliminatório, com início no dia 08 de novembro de 2019, em regime de tempo integral (internato) durante aproximadamente 25 dias. As atividades poderão ocorrer aos sábados, domingos e feriados, em períodos diurno e noturno, de acordo com a conveniência e necessidade da coordenação. Somente participarão desta fase os 60 candidatos do Sistema Penitenciário (SISPEN-MT) e os 12 candidatos das instituições coirmãs que tiverem maior aproveitamento no teste de aptidão física.

Os agentes que concluírem curso estarão aptos a integrarem o quadro operacional do NOTE/GIR-MT das unidades de lotação. Eles deverão estagiar, preferencialmente, pelo período de dois anos no respectivo NOTE de lotação em que realizaram a inscrição. Inclusive, conforme previsto no edital, serão indeferidas as inscrições que não corresponderem ao núcleo da região de lotação do agente penitenciário.

Já os ocupantes das vagas destinadas às coirmãs, após a conclusão do curso, deverão retornar às unidades de origem, assim como os demais servidores do Sistema Penitenciário.

O edital e anexos, formulário de inscrição e demais informações sobre o curso estão disponíveis no link http://www.sesp.mt.gov.br/cursos. Dúvidas podem ser sanadas pelo telefone (65) 3644-2353.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Garimpo ilegal entre as regiões de Carlinda e Alta Floresta é multado em R$400 mil

Publicado


.

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema-MT) realizou fiscalização contra garimpo de ouro sem autorização de operação na região de Carlinda e Alta Floresta.  Fiscais da Unidade Descentralizada de Alta Floresta e da Coordenadoria de Fiscalização de Empreendimentos aplicaram multa de R$400 mil por supressão vegetal e operação ilegal na atividade e embargo. 

A operação ocorreu em parceria com a Polícia Judiciária Civil e incluiu a zona de amortização do Parque Estadual Cristalino e foi resultado de denúncias e de análise de imagens de satélite monitoradas pela regional de Alta Floresta. A fiscalização flagrou atividade implantada de extração mineral com sinais recentes de desmate e perfurações no solo trazendo significativo impacto nas florestas e corpos hídricos.

Foram feitos o levantamento em campo, por meio de uso de veículo aéreo não tripulado, da extensão do dano e também identificação de outros focos de desmatamento realizados pela atividade. Foram identificados aproximadamente 22,5 hectares de desmate entre áreas de preservação permanente e de mata nativa.

Os responsáveis responderão administrativamente o embargo e também pelas infrações cometidas.

Atividade essencial

As atividades de fiscalização ambiental, que incluem as ações de monitoramento e controle de crimes ambientas como desmatamento e exploração florestal ilegais, pesca predatória, caça ilegal, poluição causara por empreendimentos, dentre outros, seguem em pleno funcionamento durante a pandemia do Covid-19.

De acordo com artigo 8° do decreto Estadual 432/2020, a fiscalização ambiental é considerada atividade essencial no Estado. Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 65 3838 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android).

Monitoramento Diário

Desde 2019, por meio da Sema, o Estado de Mato Grosso é beneficiário da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal (ferramenta) adquirida pelo Programa REM, por meio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), com recursos da Alemanha e Reino Unido.

Além das imagens diárias de alta resolução espacial, são disponibilizados alertas semanais de desmatamento e degradação da vegetação em toda a área do Estado. Os alertas permitem detectar desmates a partir de um hectare e acompanhar a alteração da cobertura vegetal de forma rápida e precisa.

Denúncias

O cidadão pode denunciar crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144, nas regionais da Sema ou pelo aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Investigações resultam em 100 prisões e 100 quilos de entorpecentes apreendidos em Rondonópolis

Publicado


.

A Polícia Civil de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), por meio dos trabalhos da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município, concluiu o primeiro semestre deste ano com a prisão de 100 pessoas, sendo 82 em flagrante e outras 18 em cumprimento de mandados judiciais. As ações da delegacia especializada também resultaram na apreensão de 100 quilos de entorpecentes e a retirada de circulação de 16 armas de fogo.

Para o delegado titular da Derf de Rondonópolis, Vinicius Franciscon Prezoto, os números da produtividade demonstram o comprometimento dos policiais civis no combate à criminalidade e no serviço prestado à população. “Toda a equipe da Derf, mesmo com todas as dificuldades apresentadas a partir do início de março em razão da pandemia do novo coronavírus, os policiais permanecem atuando na missão e no fortalecimento da segurança pública na região”, frisou o delegado.

Produtividade

Entre os meses de janeiro e junho, a Derf prendeu 82 pessoas em situações de flagrante delito e 18 em ações deflagradas para cumprimento de mandados judiciais. As prisões em flagrante resultaram em 65 autos (alguns procedimentos com mais de uma pessoa presa) por diversas natureza como roubo, tráfico de drogas, estelionato, furto, porte e posse de arma de fogo, entre outros. 

As diversas ações operacionais da Derf-Rondonópolis foram subsidiadas por investigações para apurar crimes e desarticular facções criminosas, resultando na apreensão de aproximadamente 100 quilos de entorpecentes, como maconha, pasta base de cocaína, cocaína e drogas sintéticas.

Quase 50 veículos provenientes de roubos e furtos também foram recuperados pelos policiais civis.

“A Derf Rondonópolis sempre foi um exemplo a ser seguido, formada por delegados que lideram uma equipe incansável e os números alcançados demonstram claramente esse trabalho. A unidade especializada é essencial para a redução constante da criminalidade em nossa região e durante a pandemia demonstra o quão essencial é a atividade de Polícia Judiciária”, pontuou o delegado regional de Rondonópolis, Thiago Garcia Damasceno.

A Derf Rondonópolis tem adotado as medidas necessárias para a prevenção ao contágio pelo Covid-19, observando as recomendações estabelecidas pelas autoridades de saúde. 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana