conecte-se conosco


Cuiabá

Sine Municipal oferece 240 vagas com salário de até R$ 3,8 mil

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

O Sine Municipal oferece 240 vagas de emprego nesta semana, algumas delas para Várzea Grande. As oportunidades são para todos os níveis de escolaridade. Os destaques são para mecânico de empilhadeira, com salário de R$ 3.800,00, mais vale transporte, ticket alimentação, assistência médica e odontológica e seguro de vida. Além disso, continuam disponíveis em Várzea Grande, 100 vagas para técnico em enfermagem, com salário de R$ 1.300,00, com vale transporte e alimentação. O atendimento está sendo realizado por meio de plataforma online, canais de acesso por telefone e presencialmente nas duas unidades do Sine Municipal: Coxipó e Shopping Popular.

Instalador de insulfilm, lavador de carros, mecânico de socorro, montador de automóveis, motofretista, nutricionista, operador de betoneira, pedreiro, motorista entregador, motorista de caminhão, pizzaiolo, serralheiro, técnico de obras, vendedor de serviços, vendedor pracista, supervisor de exploração agrícola, supervisor de carga e descarga, carpinteiro, auxiliar de manutenção predial e cozinheiro geral são algumas das vagas disponíveis na plataforma de empregos do Sine Municipal. Confira AQUI a tabela de vagas.

Neste momento de pandemia, a orientação é que, caso seja possível, o público opte pelo atendimento online ou por telefone. O objetivo é conectar o serviço público ao cidadão, solucionando dúvidas e oferecendo orientações para evitar que as pessoas deixem suas residências neste momento em que a Prefeitura de Cuiabá adota uma série de medidas que reforçam a importância do isolamento social.

Para quem deseja se candidatar a alguma das vagas disponíveis, basta baixar em seu celular o aplicativo “Sine Fácil” ou acessar a página virtual do Emprega Brasil (empregabrasil.mte.gov.br), ou se dirigir a uma das duas unidades do Sine no Coxipó ou no Shopping Popular. Quem necessita solicitar o seguro desemprego, o acesso é pela página virtual www.gov.br/trabalho ou pelo aplicativo “Carteira de Trabalho Digital”.

Além dos canais virtuais, quem necessitar de informações sobre seguro desemprego, e quadro de vagas, tirar suas dúvidas sobre intermediação de mão de obra ou carteira de trabalho e previdência social pode entrar em contato pelos telefones (65) 99255–2450 (WhatsApp) ou pelos números fixos, (65) 3645–7250 ou 3645–7251.

Os empregadores que desejarem anunciar suas vagas no Sine, podem entrar em contato pelos telefones (65) 3645–7216 / 7237, pelo whats (65) 99255–2450 ou pelo email [email protected]

Horários e canais de atendimento Sine Municipal de Cuiabá

O Sine Municipal está realizando atendimento presencial, mediante agendamento. Na unidade do Shopping Popular, o atendimento é das 9h às 17h, sem pausa para almoço. Já na unidade Coxipó, o funcionamento é das 8h às 17h, também sem pausa para almoço.

Atendimento ao trabalhador

Sine Shopping Popular: (65) 3664-1503 / 99251-7480

Sine Coxipó: (65) 3675-3113 / 99337-2799

Atendimento ao empregador

 (65) 3645-7216 / (65) 3645-7237

Whatsapp (65) 99255-2450

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Após restauração, prefeitura reinstala bustos de políticos históricos na pça Alencastro

Publicado

Os bustos de personalidades históricas, localizados na praça Alencastro no centro de Cuiabá, retornaram ao seus lugares de origem. Eles foram retirados para restauração, após episódio de vandalismo que destruiu parte do rosto do busto do ex-governador Dante de Oliveira, por exemplo. A ação foi executada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Sustentável da Prefeitura de Cuiabá. As dez peças foram restauradas pelo escultor Fred Fogaça pelo valor total de R$ 17 mil.

“A restauração foi concluída e as peças retornaram para a praça, mas pedimos a colaboração da sociedade na manutenção do patrimônio público, para que possamos investir o dinheiro em novas benfeitorias e não em restauração por depredação”, disse o secretário de Meio Ambiente, Juares Samaniego.

O busto do ex-governador Dante Martins de Oliveira foi a peça que necessitou de mais dedicação do escultor Fred Fogaça. Ele teve o rosto totalmente destruído e teve que ser reconstruído por Fogaça.

“Ficou muito avariado o busto de Dante, provavelmente usaram uma marreta para destruir o nariz. Mas foi feito o restauro de refeito o óculos, que é uma parte bem delicada. Reforcei o material e e3les retornam como novos para a praça”, explicou o escultor. Todos os bustos são feitos de cimento com fibra e pintados com tintura de coloração que imita o bronze.

Os bustos de Dante Martins de Oliveira, José Maria de Alencastro, João Ponce de Arruda, José Garcia Neto, Júlio Strubing Muller foram levados ao ateliê de Fogaça, pois necessitavam de maiores reparos. Enquanto os outros cinco bustos, de Joaquim Duarte Murtinho, Eurico Gaspar Dutra, Francisco de Aquino Corrêa, Estevão Anastácio Monteiro de Mendonça e Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon receberam nova tintura no local.

Continue lendo

Cuiabá

Vacina Covid-19: Saiba quem pode e quando buscar os serviços para se imunizar

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá deu início a vacinação contra a Covid-19 na última quarta-feira (19). Para a força-tarefa, a Capital destinou um polo único no Centro de Eventos do Pantanal (para evitar aglomerações) e está seguindo a deliberação e critérios técnicos em quatro grupos designados pelo Ministério da Saúde (MS).  

São eles:  1ª  Trabalhadores da Área da Saúde, população acima de 60 anos institucionalizados, indígenas aldeados, população de 75 a 79 anos.  2ª população de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos, 60 a 64 anos. 3ª população com comorbidades, diabetes, melitus, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, cardiovasculares e cerebrovasculares. Indivíduos transplantados de órgão sólido e anemia falciforme. 4ª Trabalhadores da educação ensino básico, ensino superior, trabalhadores do sistema de privação de liberdade, forças de segurança e salvamento e forças armadas. 

O secretário adjunto de Assistência em Saúde, Luiz Gustavo Raboni e a Coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Flávia Oliveira respondem as principais perguntas que norteiam o tema. Acompanhe e veja quem e quando poderá se imunizar. 

Mesmo com as quatro fases, não vacinando todos da saúde, qual o critério de seleção? 

Luiz Gustavo: Como só recebemos cerca de oito mil doses do Governo Federal, precisamos priorizar a prioridade. Dentro do grupo da Saúde primeiro estamos imunizando os que estão atuando em linha de frente Covid. Ou seja, primeiro os que estão atuando direto no atendimento aos pacientes acometidos pela doença. 

Quando serão chamados os demais profissionais da Saúde? 

Na medida em que forem chegando mais doses, iremos chamando as demais categorias da Saúde e abrindo para os demais grupos.

Qual a idade mínima para se imunizar contra a Covid-19 e como foi definido o público alvo?

Luiz Gustavo: O Ministério da Saúde definiu o público alvo com base na faixa etária que mais foi acometida pela doença e os que mais evoluíram para óbito. Por conta disso, só poderão se vacinar pessoas acima de 18 anos, respeitando sempre as fases definidas pelo ministério da Saúde.

Grávidas e lactantes podem vacinar? 

Não. Esse público não foi testado pelos fabricantes da vacina. Sendo assim não há indicações de imunização de Covid -19 para grávidas e lactantes sob riscos de efeitos colaterais desconhecidos.

Quem fez bariátrica e ou, não tem 18 anos mas possui algumas das doenças descritas como comorbidade, pode ser vacinado? 

Luiz Gustavo: Neste momento não há prioridade para a pessoa que fez bariátrica. Mas se ele se enquadrar nos demais públicos ele se vacinará em sua devida fase ou vc quando for população geral. 

Quanto ao menor, mesmo com comorbidade, não serão vacinados menores de 18 anos – por não haver indicação do Ministério. 

Sou da Saúde. Como fazer para me cadastrar? 

Valéria Oliveira: Primeiro você precisa estar com o cartão do SUS em dia. Para atualizá-lo, só acessar o Conecte SUS. Feito isso, é necessário se cadastrar no Vacina Cuiabá. Com local e horário em mãos, se você estiver enquadrado na lista de aptos encaminhado pela unidade hospitalar ao qual trabalha, receberá a imunização. 

Fui pra vacinar, mas meu nome não estava na lista, posso comprovar com crachá e vacinar? 

Valéria Oliveira: Não. Os únicos aptos a vacinarem são os constantes nas listas encaminhados pelas unidades hospitalares. 

Caso os hospitais mandem listas com nomes que não estão aptos e ou, um servidor não apto vacine. O que acontecerá? 

Valéria Oliveira: Todas as listas dos hospitais serão auditadas e encaminhadas aos órgãos de controle. Caso hajam inconsistências serão punidos no rigor da lei. Quanto aos servidores serão demitidos e responderão processos. 

Vacinei e tive que esperar 30 minutos, por qual razão? 

Valéria Oliveira: O fabricante da vacina prevê que a pessoa permaneça no local por até 30 minutos para caso de haver reações adversas. Passado o período a pessoa poderá ir embora do local. 

Se eu não tomar a segunda dose fico imunizado do mesmo jeito?

Valéria Oliveira: Não. Os resultados comprobatórios de imunidade da doença só acontecem após a segunda dose concluída.

Idosos serão vacinados nesta primeira fase?

Valéria Oliveira: Idosos fazem parte da primeira fase de vacinação, porém, compõem o grupo 2. O grupo 1 é composto dos profissionais de saúde, cuja população está estimada em 21 mil pessoas, em Cuiabá. Como, até o momento, a capital recebeu somente 8.027 doses da vacina CoronaVac, referente à primeira etapa da imunização, somente trabalhadores da saúde que estão no contato direto com pacientes comCovid-19 serão contemplados.                                                                                                                                                                                                Além do Centro de Eventos do Pantanal, tem mais algum ponto da Prefeitura de Cuiabá disponível para vacinação?

Valéria Oliveira: No momento, não. Conforme a quantidade de doses enviadas aumente, podem ser abertos pontos de vacinação divididos em polos regionais e, posteriormente, serem abertos postos de vacinação nas unidades básicas de saúde                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           Tem que continuar usando máscara mesmo quem foi imunizado?

Valéria Oliveira: Sim, é importante manter os cuidados porque a vacina foi liberada pela Anvisa para uso emergencial, uma vez que os estudos clínicos do imunizante ainda não foram concluídos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana