conecte-se conosco


Policial

Sindicato emite nota e qualifica policial penal morto por vereador como pai exemplar (vídeo)

Publicado

O crime aconteceu na sexta-feira (1), por volta das 19h30, no bairro Duque de Caxias, região central de Cuiabá

Comovido pela morte do policial penal, Alexandre Miyagawa de Barros, de 41 anos, na noite desta sexta-feira (1), em Cuiabá, o presidente do Sindicato dos Profissionais do Sistema Socioeducativo, Paulo Cesar de Souza, adiantou que a entidade espera o resultado das investigações da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), para depois, tomar qualquer decisão a respeito do caso.

O agente penal, foi morto após ser alvejado pelo vereador de Cuiabá, Tenente Coronel Paccola (Republicanos). Na versão do vereador, Alexandre estaria ameaçando de morte a sua esposa, fato negado por ela.

“Vamos aguardar as investigações de todo o caso. Porque a gente não tem como argumentar tudo por agora. Tem algumas imagens. O jurídico nos orientou a aguardar a finalização da investigação da DHPP que estava fazendo todo o levantamento para gente poder auxiliar a família e o que for preciso, em relação a justiça. Nosso jurídico já está mobilizado para o que for preciso para darmos suporte para família. É o que a gente pode fazer. Infelizmente, ele não vai  voltar a vida”, lamentou Souza.

NOTA DE PESAR

O Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso emitiu nota de pesar, destacando que Alexandre nunca respondeu qualquer processo administrativo ou judicial.

 Alexandre Miyagawa, carinhosamente conhecido entre os amigos por “Japão”, veio a óbitoO sindicato informa que esta prestando todo o auxílio aos familiares do servidor falecido. O sindicato informa ainda que o servidor Alexandre Miyagawa era um exemplo de Pai, cidadão e servidor. Sempre prestou o seu serviço junto ao sistema socioeducativo com lisura, transparência, respeito e dedicação. Durante todo o período em que laborou junto ao sistema socioeducativo sempre se destacou no desempenho de sua função. Nunca respondeu a qualquer processo administrativo ou judicial. O servidor deixa saudades. O sindicato informar, em que pese todas as informações veiculadas a respeito do fato que levou a óbito o servidor, que acredita na seriedade da polícia civil do Estado de Mato Grosso, bem como na justiça e que os fatos que envolvem o crime serão devidamente esclarecidos, levando a responsabilização do envolvido. Por fim o sindicato se solidariza a família enlutada, pedindo força a Deus para confortar o coração dos familiares e amigos do servidor Alexandre Miyagawa, carinhosamente conhecido entre os amigos por “Japão”.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Maconha é apreendida na BR 364 em Rondonópolis

Publicado

Na tarde de ontem (09), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 30 kg de maconha em um ônibus.

A ocorrência aconteceu na BR 364, município de Rondonópolis, quando um ônibus foi parado para fiscalização.

Durante a verificação dos passageiros, uma mulher apresentou bastante inquietação e nervosismo e a todo momento entrava em contradição a respeito da viagem, o que gerou suspeita por parte da equipe policial.

Indagada se possuía bagagens, informou que não possuía, porém estava em posse de tickets de bagagem despachada. Com isso, foi realizada uma busca com o cão de faro no compartimento externo, o qual indicou presença de ilícitos ao farejar duas malas.

Ao verificar a identificação das bagagens, constatou-se que a numeração dos tickets eram iguais às da passageira que tinha sido fiscalizada inicialmente.

Em virtude disso, os policiais abriram as malas pertencentes à passageira e encontraram a quantidade de 38 tabletes de droga, pesando um total de 30 kg de maconha.

Perguntada sobre o ilícito, a mulher afirmou ter pego em Foz do Iguaçu e entregaria na cidade de Rio branco/AC.

Diante dos fatos, a passageira foi detida, a princípio, pelo crime de tráfico e foi encaminhada à Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Rondonópolis

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Após denúncia, Polícia Federal resgata homens de trabalho escravo em fazenda de MT

Publicado

Guiratinga/MT. A Polícia Federal participou, nesta terça-feira (9), de ação de fiscalização do Ministério Público do Trabalho e Ministério do Trabalho e Emprego em uma fazenda na área rural de Guiratinga.

A ação foi motivada por uma denúncia sobre a possível prática de redução de condição análoga à escravidão nessa localidade. O proprietário do imóvel já havia sido autuado anteriormente, pelo mesmo motivo, em 2016.

Após a auditoria, observou-se que parte da notícia anônima procedia. Por isso, foi realizada a autuação administrativa do proprietário e a libertação de 3 trabalhadores.

O provável crime de redução a condição análoga à de escravidão será investigado pela Polícia Federal.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana