conecte-se conosco


Entretenimento

Silvio Santos e Edir Macedo participam com Bolsonaro do desfile de 7 de setembro

Publicado

source

Jair Bolsonaro participa neste domingo (7) do seu primeiro desfile em comemoração à Independência do Brasil. O evento começou às 9h e deve durar até às 11h. Além de quebrar protocolos, o presidente contou com participação da família, de vários ministros e de dois importantes nomes da televisão brasileira: Silvio Santos e Edir Macedo .

Leia também: Mulher associa Bolsonaro a “bandido” no “Jogo das Três Pistas”

Bolsonaro, Silvio Santos e Edir Macedo arrow-options
Reprodução/TV Brasil

Silvio Santos e Edir Macedo surgem com Bolsonaro em desfile da Independência

Leia também: Jair Bolsonaro grava entrevista para Silvio Santos: “Maior comunicador do País”

Os donos do SBT e da Record TV ficaram próximos de Bolsonaro e acompanharam a abertura do desfile cívico militar. Tanto Silvio Santos quanto Edir Macedo possui uma boa relação com o atual presidente, algo que não acontece com os representantes da Rede Globo , outra forte emissora do país.

Leia também: Ao vivo, jornalista do SBT se revolta ao ouvir declaração de Bolsonaro

A presença de Edir Macedo, que segue uma linha conservadora e não nega apoio a Bolsonaro , não causou espanto, já a de Silvio Santo movimentou as redes sociais. Isso porque, o dono do SBT poucas vezes é visto fora do ambiente de trabalho. 

Fonte: IG Gente
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Entretenimento

Festival de Lambadão abre votação para público escolher banda preferida

Publicado


A votação já está aberta no site oficial da Associação Mato-Grossense de Cultura, realizadora do evento

Começou a disputa! Foram divulgados os nomes das bandas selecionadas pela curadoria do Festival de Lambadão. A votação online já está aberta ao público que vai escolher sua banda preferida pelo site oficial do evendo (www.amcmt.org.br).

O festival será realizado entre os dias 3 e 18 de abril em três cidades diferentes: nos dias 3 e 4, no Colônia Show Bar (Cuiabá); 11 e 12, no Atlântico (Várzea Grande) e 18 e 19, no Clube do Edemildes, em Poconé.

Nos dias 3, 4, 11 e 12 as 16 bandas se apresentam. Quatro em cada dia. Já no dia 18, apenas as bandas premiadas. Vale ressaltar, a votação será concluída no dia 13 de abril.

Em seguida, no domingo (19), é a vez do júri técnico escolher quais são as três melhores performances de dança. O festival recebeu 12 inscrições.

Os três melhores da música e dança serão premiados com o Troféu Chico Gil, além de ganharem dentre outros prêmios, horas em estúdio, equipamentos, instrumentos e valores em dinheiro, dependendo da colocação no concurso.

O músico e pesquisador musical dedicado à música popular, Levi Barros, que é também o presidente da Associação Mato-Grossense de Cultura (AMC), realizadora do evento, celebra a movimentação do segmento.

“Dentre as bandas que estão na disputa, temos grupos recém-formados concorrendo junto a outros nomes consagrados. Mas todos têm as mesmas condições já que é o público, que com seu voto, define quais são as primeiras colocadas”.

Bandas selecionadas

Amigos Banda Show

Arte Sentimento

Scort Som

Estrela Dalva

Nova Versão

Novo Som

Os Amigos

Os Three Boys

Real Som

Sensação

Stillus

Vegas

KinYou Banda Show

Lucianinho dos Teclados

Sensashow

Zezinho Lambadão Styllus

Premiação

O realizador do evento explica que esta é certamente a maior premiação da história que o seguimento já teve, pois, somando todos os prêmios, mais de R$ 20 mil reais serão distribuídos entre os primeiros lugares.

“Fora uma ajuda de custo que vão receber para se apresentarem, mesmo antes do resultado final”, explica Levi Barros.

A banda escolhida pelo público para ganhar o primeiro lugar vai faturar o prêmio de R$ 3 mil, gravação de um EP com três faixas em estúdio, gravação de videoclipe em estúdio, fotos profissionais em estúdio, um microfone profissional com fio, um jogo de peles de bateria, dois jogos de cordas para contrabaixo, dois jogos de cordas para guitarra, três pares de baquetas e três suportes para instrumento e roupas novas para todos os integrantes.

A música da banda vencedora também será usada como trilha sonora da divulgação da próxima edição do evento, além é claro, do troféu Chico Gil.

Já a segunda colocada ganhará R$ 2 mil mais a gravação de um EP com duas faixas; fotos profissionais em estúdio, um microfone profissional com fio, um jogo de cordas para contrabaixo, um jogo de cordas para guitarra, dois pares de baquetas e um suporte para instrumento, roupas novas e troféu.

O prêmio será de R$ 1 mil para a terceira colocada e ela ganhará também a gravação de um single, um microfone profissional com fio, um par de baquetas e um suporte para instrumento e roupas novas para todos os integrantes, além do troféu.

“A primeira colocada ainda poderá ter como parte da premiação, sua música tocada nas rádios comerciais, estatais, web rádios e rádios comunitárias de todo Estado de Mato Grosso que aderirem e assimilarem a nossa proposta”, ressalta Levi.

Já no caso dos dançarinos, o casal que for escolhido pelo júri vai faturar R$ 1.500,00; o segundo colocado, R$ 1.000,00 e o terceiro, R$ 500,00.

Levi Barros explica que o festival é viabilizado graças ao termo de fomento nº 0428-2019 da Secretaria de Esportes,Cultura e Lazer (Secel-MT) via emenda parlamentar do deputado Dilmar Dal Bosco.

Para a realização de seis edições com condições mínimas de profissionalismo, o valor direcionado é de R$ 363.173,00. O Festival de Lambadão é uma idealização da AMC em parceria com o Instituto Case

O Lambadão

O lambadão surgiu em meados de 1990 na baixada cuiabana, especialmente, graças à força de pioneiros em Poconé e Rosário Oeste e rapidamente se projetou por Cuiabá e Várzea Grande. O ritmo explodiu nacionalmente com a música ‘Ei amigo’ de Chico Gil, cantor e compositor que recebeu o título de Rei do Lambadão.

Segundo pesquisadores, o lambadão é uma música híbrida, que resulta da fusão entre a lambada paraense, o ritmo regional rasqueado e o gênero de origem indígena, carimbó.

A história começa com os garimpeiros que foram em busca da promessa do ouro nos anos 1970 e 1980 rumo ao Pará e, dada a escassez do minério, voltaram e outros por aqui se estabeleceram, especialmente em cidades ribeirinhas como Cuiabá, Rosário Oeste, Poconé e Várzea Grande. Logo o rasqueado foi adicionado a essas influências, originando um ritmo que não se pode ouvir sem reagir.

Entre os pares – que podem ser de homem com mulher, de mulher com mulher e homem com homem – não tem espaço para preconceito, tem gente de físico e talentos diversos.

O lambadão surgiu em meados de 1990 na baixada cuiabana, especialmente, graças à força de pioneiros em Poconé e Rosário Oeste e rapidamente se projetou por Cuiabá e Várzea Grande. O ritmo explodiu nacionalmente com a música ‘Ei amigo’ de Chico Gil, cantor e compositor que recebeu o título de Rei do Lambadão.

Segundo pesquisadores, o lambadão é uma música híbrida, que resulta da fusão entre a lambada paraense, o ritmo regional rasqueado e o gênero de origem indígena, carimbó.

A história começa com os garimpeiros que foram em busca da promessa do ouro nos anos 1970 e 1980 rumo ao Pará e, dada a escassez do minério, voltaram e outros por aqui se estabeleceram, especialmente em cidades ribeirinhas como Cuiabá, Rosário Oeste, Poconé e Várzea Grande. Logo o rasqueado foi adicionado a essas influências, originando um ritmo que não se pode ouvir sem reagir.

Entre os pares – que podem ser de homem com mulher, de mulher com mulher e homem com homem – não tem espaço para preconceito, tem gente de físico e talentos diversos.

Continue lendo

Entretenimento

Scheila Carvalho e Viviane Araújo deixam banheiro de idosa famoso

Publicado

source

A dona de casa Maria de Lourdes Tavares, de 69 anos, estava batendo um papo com as vizinhas na rua quando seu neto chegou para falar que tinha uma visita ilustre usando o banheiro dela. A idosa foi correndo com a amigas para casa e encontraram ninguém mais, ninguém menos que Scheila Carvalho.

Leia também: ‘Peladona de Congonhas’ revela motivo de não participar do Carnaval

Viviane Araújo e Scheila Carvalho desfilaram em Santos arrow-options
Reprodução/Twitter

Viviane Araújo e Scheila Carvalho desfilaram em Santos


Leia também:Luísa Sonza se inspira em Madonna para bloco de carnaval em São Paulo

“Ela abriu a porta e eu não acreditei. Fiquei muito emocionada, porque era ela mesma”, contou a idosa ao G1 . Scheila Carvalho estava, pois ia desfilar do Grupo Especial do carnaval de Santos, litoral de São Paulo, mesmo assim ela tirou algumas fotos com Maria de Lourdes e sua família.

Como se não bastasse, outra musa do carnaval bateu na porta da idosa também pedindo para usar o banheiro. Desta vez era Viviane Araújo , que assim como a ex-morena do É o Tchan, desfila pela União Imperial. “Ela só quis o banheiro, não aceitou nem água. Mas são muito simpáticas, nos agradeceram e tiramos fotos juntas”, falou a dona de casa.

Leia também: Só de calcinha, Aline Riscado posta foto de topless antes de curtir pré-carnaval

As visitas inusitadas deixaram a idosa popular no bairro em mora. A casa dela fica próxima a Passarela do Samba Dráusio da Cruz, local em que acontecem os desfiles. “Foram meu presente de carnaval. Fiquei muito emocionada. Fiquei o tempo todo pensando: ‘caramba, que coisa boa’, porque eu não conseguia acreditar. Gosto muito delas”, concluiu ao G1 .

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana