conecte-se conosco


Política Nacional

Sessão especial celebra Dia de Tereza de Benguela e da Mulher Negra

Publicado

O Senado fará sessão especial para homenagear o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra nesta segunda-feira (11), às 10h. O requerimento que pede a homenagem (RQS 496/2022) é da senadora Leila Barros (PDT-DF), com objetivo de celebrar a data e “fomentar o debate sobre a emancipação das mulheres negras e o fim da desigualdade étnico-racial.”

Símbolo de resistência e liderança na luta contra a escravização, Tereza de Benguela, ou ‘‘Rainha Tereza”, viveu no século 18 e assumiu a liderança do quilombo chefiado pelo marido, José Piolho, depois que ele foi assassinado, em Mato Grosso. Tereza apoiou a luta da comunidade negra e indígena contra a escravidão por duas décadas.

O dia 25 de julho foi instituído como Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra por lei em 2014. A data foi criada para lembrar a luta das mulheres contra a escravização. 

Leila destaca que, apesar de a população negra e parda ser a maioria no Brasil, é também a que mais sofre com a violação de direitos fundamentais, realidade que encontra raízes no passado escravagista do país. Nesse contexto, as mulheres negras são as maiores vítimas, acrescenta a parlamentar.

“Urge, pois, ainda hoje — inobstante as muitas lutas e algumas conquistas) —, reflexão e discussão sobre as estruturas racistas e patriarcais que, historicamente, têm garantido a manutenção de privilégios em desfavor da população negra, em especial das mulheres negras, em nosso país”, diz no requerimento.

Joás Benjamin sob supervisão de Patrícia Oliveira

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Vera Lúcia, do PSTU, registra de candidatura à Presidência no TSE

Publicado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu ontem (6) o pedido de registro de candidatura da operária Vera Lúcia, do PSTU, à presidência da República. A candidata à vice-presidência é a indígena Raquel Tremembé.

No pedido de registro, Vera declarou depósito de R$ 8,8 mil em poupança como único item da lista de bens. De acordo com informações do site do TSE, ainda não houve cadastramento da lista de bens de Raquel.

A candidatura do PSTU não tem coligações e o partido não participa de nenhuma federação partidária.

Conforme proposta de governo enviada ao TSE, a chapa do PSTU defende uma “alternativa socialista à barbárie promovida pelo capitalismo”.

O pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral é o primeiro passo para a oficialização dos nomes dos candidatos que foram aprovados nas convenções partidárias e pretendem concorrer às eleições de outubro.

Oficialmente, a campanha eleitoral, quando os candidatos podem efetivamente pedir votos e divulgar seus números, começa no dia 16 de agosto. O registro no TSE e nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) deve ser feito até o dia 15 de agosto.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política Nacional

Continue lendo

Política Nacional

Simone Tebet registra candidatura à Presidência no TSE

Publicado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu ontem (6) o pedido de registro de candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) à presidência da República. A chapa também é composta pela senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), candidata à vice-presidência.

No pedido de registro, Tebet declarou possuir bens declarados no valor de R$ 2,3 milhões, entre imóveis e depósito em conta bancária. A lista de bens de Mara Gabrilli soma R$ 12,8 milhões, entre imóveis e investimentos financeiros. 

As candidaturas serão apoiadas pela federação partidária PSDB-Cidadania e o Podemos. 

O pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral é o primeiro passo para a oficialização dos nomes dos candidatos que foram aprovados nas convenções partidárias e pretendem concorrer às eleições de outubro.

Oficialmente, a campanha eleitoral, quando os candidatos podem efetivamente pedir votos e divulgar seus números, começa no dia 16 de agosto. O registro no TSE e nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) deve ser feito até o dia 15 de agosto.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana