conecte-se conosco


Mato Grosso

SES promove evento para discutir ações de valorização à vida nesta terça-feira (10)

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio do setor de Promoção e Humanização da Saúde, realizará nesta terça-feira (10.09), a partir das 9h, o encontro de Promoção da Saúde como Prevenção ao Suicídio, que ocorrerá no auditório da Escola de Saúde Pública. O evento integra a agenda do Setembro Amarelo, mês dedicado às diversas ações voltadas à saúde mental.

O encontro é destinado a estudantes, professores e profissionais da saúde, que vão trabalhar com temas de estudos sobre a relação entre a medicalização do mal-estar e seus efeitos colaterais a médio prazo e qualidade de vida. Além disso, os benefícios da atividade física na qualidade de vida da sociedade também serão tratados no evento.

De acordo com a servidora responsável pela coordenação do evento, Daniela Bezerra, a organização está sendo pensada desde o ano passado. As ações foram articuladas com setores da sociedade que trabalham na área para promover discursões sobre a temática.

“A programação tem o objetivo de colocar as pessoas de diferentes setores da sociedade para discutir e construir nova ideias de como pensar políticas afirmativas de promoção da saúde para a prevenção do suicídio”, afirmou Daniela.

O suicídio é um fenômeno complexo, que pode afetar indivíduos em diferentes fases e situações da vida. Neste caso, não é possível determinar um único fator, é necessário observar alguns sinais que são manifestados em uma crise suicida, como sofrimento, manifestações verbais que chamam a atenção de amigos e pessoas próximas.

Leia Também:  Inscrições estão abertas para a 21ª Corrida "Homens do Mato" da Polícia Militar

Todos os fatores de riscos deverão ser debatidos durante o encontro, que apresenta variadas temáticas para a construção de ações que possam promover a melhor forma de prevenção ao suicídio e reverter os dados negativos.

Confira a programação completa

Local: Auditório da Escola de Saúde Pública

Data: 10 de setembro de 2019

Horário: Período integral das 9h às 12h  e das 14h às 17h

Manhã

Mesa de abertura

Dra. Daniela Santos Bezerra, especialista em Psicologia Hospitalar em Hospital Geral pelo HCFMUSP e em Administração Hospitalar pela UFMT, mestrado e doutorado em Psicanálise pela UERJ, servidora da Coordenadoria da Promoção e Humanização da Saúde da SES e Profa. Dra. Karine Wlasenko Nicolau Psicóloga social com especialização em Saúde Coletiva (ênfase em Educação e Saúde – UNB), mestrado em Política Social pela UFMT e doutorado em Ciências e Tecnologias em Saúde pela UnB, Coordenadora da Graduação em Saúde Coletiva da UFMT.

Mesa atividade física – academia da saúde  

Esp. Andressa Fantim Giroldo – Fisioterapeuta, técnica responsável pela Academia da Saúde da COPHS SES, especialista em Neurologia Adulto e Infantil, Urgência e Emergência, UTI Neonatal e pediátrica, Hospitalar, Ergonomia e Ginástica Laboral.

Leia Também:  Governo do Estado entrega laudo de vistoria da readequação de esgoto

Esp. Max Elias da Silva Moraes – Profissional da Educação Física; servidor da SEPLAG; membro do LAPPEX-UFMT Laboratório de Pesquisa em Psicologia do Exercício; treinador CORE 360.

Esp. Rêmolo Claudio Abbas de Carvalho – especialista em Fisiologia do Exercício e Prescrição do Treinamento Físico; Personal Trainer; Conselheiro do Conselho Regional de Educação Física e Administrador e Fundador do Movimento Social Educação Física Legal de MT.

Tarde

Mesa PICS 

Profa. Msc. Else Saliés – COPHS SES, Fisioterapeuta, Especialista em Docência Universitária, UEG.  Mestre em Gestão em Saúde- UTAD/PT, responsável pela política estadual das PICS/COPHS SES.

Prof. Msc. Jonatan Costa Gomes – Enfermeiro. Mestre em enfermagem. Doutorando no PPGEL/UFMT. Especialista em PICS. Docente universitário no IESMT.

Msc. Vanessa Ferraz Leite – Enfermeira, mestre em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT), doutoranda membro do Núcleo de Estudos em Saúde Mental (NESM) da Faculdade de Enfermagem da UFMT, Instrutora de Yoga pelo Instituto Yoga Clássico Mato Grosso e Pan American Comission for Yoga (PACY), Terapeuta em Ayurveda pela ESCOLA de Ayurveda (sede Porto Alegre).

Serviço

A Escola de Saúde Pública fica localizada na Avenida Adauto Botelho, nº 552, bairro Coophema. Para mais informações, entre em contato pelo número: 3613-2323.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Governo efetua pagamento de R$ 3,9 milhões aos hospitais filantrópicos

Publicado

Após o anúncio da suspenção de serviços do Hospital Geral, ocasionado pela ausência de transferência do recurso por parte da Prefeitura de Cuiabá, o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), repassou nesta quinta-feira (05) o valor de R$ 3.949.799.84 para o Fundo Municipal de Saúde (FMS). O montante deve ser transferido pela gestão municipal aos hospitais filantrópicos.

O pagamento faz parte do cumprimento da decisão anunciada pelo secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, durante a reunião com os gestores dos hospitais, que aconteceu na última terça-feira (03.12), na sede da SES-MT. Os diretores da unidade confirmaram que o município está inadimplente com os repasses.

“Conforme ficou acordado em reunião com os gestores dos hospitais filantrópicos, o governo do Estado antecipa recursos como forma de auxiliar a reativação dos serviços suspensos e conter qualquer crise na Saúde de Mato Grosso. Esse é um diálogo e uma medida preventiva, que objetiva evitar o fechamento – como foi o caso da Santa Casa – de mais uma unidade na capital”, declarou o secretário.

Leia Também:  Confira como era e como ficou o Hospital Estadual Santa Casa após a requisição do Estado

Os relatórios financeiros da SES-MT apontaram que, em 2019, o Poder Executivo Estadual está absolutamente adimplente com os cincos programas que garantem os recursos aos hospitais filantrópicos. A realidade foi confirmada pela presidente do Hospital Geral, Flávia Galindo: “No caso específico do Estado, não há nenhum atraso com os hospitais filantrópicos”.

Para resolver as dificuldades enfrentadas pelos gestores dos filantrópicos e não deixar a população desassistida, o recurso do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF), pago mensalmente no dia 15, foi antecipado. Na quarta-feira (04.12), a Secretaria Adjunta de Aquisições e Finanças realizou a transação bancária para pagar o recurso referente ao mês de novembro.

Além disso, a gestão estadual tem se empenhado para garantir que todos os repasses sejam efetivados dentro do prazo previsto, seguindo os trâmites legais e internos. “O governo do Estado reitera a rigorosidade nos repasses daquilo que é de sua responsabilidade e faz um grande esforço para repassar, ainda este ano, tudo aquilo que é competência de 2019”.

Fonte: GOV MT
Leia Também:  Almerinda retorna com muito humor ao Cine Teatro Cuiabá
Continue lendo

Mato Grosso

Governo e PF vão integrar dados e instituir força-tarefa contra crime organizado

Publicado

Dois termos de cooperação técnica entre a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) foram assinados na tarde de quinta-feira (05.12), no gabinete do governador Mauro Mendes, criando a força-tarefa entre os órgãos de segurança pública e a integração do banco de dados do Sistema Nacional de Registro de Armas (Sinarm) da PF com a Sesp.

A força-tarefa, sediada na Superintendência da Polícia Federal de Mato Grosso, é composta por policiais federais, rodoviário federais, militares, civis e agentes penitenciários e tem atuação interagências similar ao Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que funciona no Ministério Público Estadual (MPE).  

“Hoje em dia, sem atuação em conjunto, não é possível realizar uma política de segurança pública de qualidade que, ao final, faça a defesa dos interesses do cidadão. A força-tarefa tem uma atuação em sinergia entre as instituições, a gente percebe que hoje há atuações isoladas e através de ações mais integradas, os resultados serão mais ágeis e efetivos”, argumentou o superintendente da Polícia Federal, Áderson Vieira Leite.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, destaca que para evitar o retrabalho, membros da força-tarefa já discutiu com o Gaeco, as formas de atuação contra o crime organizado.

“Já conversamos com o Gaeco, já tivemos a reunião com a força-tarefa para a gente não fazer retrabalho e dividir as atuações, de forma que cada um pegue um segmento do crime organizado e cada um faça o seu sem precisar de fazer o retrabalho, que conflitem os interesses das instituições”.

Leia Também:  Escolas de Rondonópolis e Guiratinga são contempladas com kits

Em relação ao acesso ao banco de dados do Sinarm da Polícia Federal, instituição responsável pela guarda das informações, agora o acesso será em tempo real, tornando mais ágil a checagem dos dados de armas de fogo no país.

“É mais um banco de dados para fazer consulta, mais um banco de dados que vem agregar, para saber se a arma de fogo que foi apreendida está regularmente registrada ou não. Nesta linha que esse banco Sinarm vem somar ao nosso banco de dados para que os nossos policiais tenham mais informações no trabalho de rua”, destacou o secretário de Segurança Pública.

Além desses dois termos de cooperação assinados Sesp, há outros dois convênios em andamento para celebrar parceria com a Polícia Federal. A ideia é ter uma gama a mais de informações, já que a PF tem atuação em todo o país e está mais estruturada no âmbito federal.

Poucos recursos e desafios de investimentos

O governador Mauro Mendes destacou que estado brasileiro tem que rever as estratégias para produzir um resultado melhor. “O que nós fizemos hoje é assinar termo de cooperação para que possamos trabalhar em conjunto, trocar mais informações e que nossa infraestrutura possa ser compartilhada e produzir resultados com recursos que nós temos. Essa cooperação é fundamental porque nós temos poucas condições de crescer o nosso contingente assim como a Polícia Federal, mas trabalhando juntos poderemos produzir melhores resultados”.

Leia Também:  Polícia Militar prende dois e desmonta "central ‘’ de falsificação de documentos

Mendes disse ainda que os governantes precisam buscar soluções criativas por meio das parcerias e uso da tecnologia e inovação para atingir resultados esperados pela população, sem consumir mais recursos públicos, que são escassos.

“A busca pela tecnologia é importante para que as empresas privadas sobrevivam e agora está ‘caindo a ficha’ dos governantes dessa nova exigência. Temos que melhorar a prestação de serviço, reduzir custo e não dá para fazer isso trazendo mais profissionais para dentro do governo, porque custa caro e existe impedimento legal. A solução é investir em tecnologia”, defendeu.

O governador citou o Projeto Águia, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública, que vai de encontro ao desafio de melhorar a segurança pública e o controle fiscal, por meio de câmeras inteligentes com sistemas inteligentes, no controle da sonegação e combate a diversos crimes em Mato Grosso.   

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana