conecte-se conosco


Esportes

Série B: em jogo isolado, Brasil-RS e Sport-PE ficam no empate sem gols

Publicado

Neste domingo, em partida válida pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Brasil de Pelotas e Sport ficaram em um empate por 0 a 0, no estádio Bento de Freitas. O jogo foi pobre tecnicamente e sem chances grandes chances de gol. O Leão da Ilha perdeu a oportunidade de se aproximar do Bragantino, mas manteve-se na terceira posição.

Com o empate, o Brasil de Pelotas foi a 38 pontos, na 12ª colocação da Série B. Na próxima rodada, a equipe recebe o Cuiabá, no sábado que vem, às 16h30. Enquanto isso, o Sport chegou aos 53 pontos, seis a menos do que o Bragantino. O próximo compromisso do time é contra o Paraná, na quarta-feira, às 19h15.

A primeira etapa teve um nível técnico muito baixo no Bento de Freitas. As duas equipes tiveram muita dificuldade para construir jogadas trabalhadas e as defesas prevaleceram sobre os ataques. A única finalização foi de Diogo Oliveira, do brasil, porém a bola foi por cima do travessão, sem grande perigo.

Na volta do intervalo, o Xavante voltou pressionando no campo de ataque. Charles bobeou e Juba encheu o pé, parando em defesa de Luan Polli. Na sequência, o time perdeu grande chance. Cristian cruzou para trás e Guilherme Queiroz, na marca do pênalti, finalizou em cima do goleiro.

Leia Também:  Único brasileiro escolhido no Draft da NBA, Didi atuará ao lado da sensação Zion

A última chance perigosa da partida foi do Sport, com Élton. Após trama de Hyuri e Guilherme, a bola sobrou para o centroavante, que finalizou e parou em defesa de Carlos Eduardo. No rebote, chutou para fora.

FICHA TÉCNICA
BRASIL DE PELOTAS 0 X 0 SPORT
Local: 
Estádio Bento Freitas, Pelotas (RS)
Data: 
20 de outubro de 2019, domingo
Horário: 
16h (de Brasília)
Árbitro: 
William Machado Steffen (SC)
Assistentes: Éder Alexandre (SC) e Eli Alves Sviderski (SC)
Cartões amarelos: Ednei, Eduardo Person, Nirley (Brasil de Pelotas) Eduardo Person (Sport)

BRASIL DE PELOTAS: Carlos Eduardo; Ednei (Ricardo Luz), Nirley, Heverton e Willian Formiga; Cristian, Eduardo Person, Diogo Oliveira, Juba (Maicon Assis) e Guilherme Queiroz (Rodrigo Pelezinho).

Técnico: Bolívar

SPORT: Luan Polli; Norberto, Rafael Theyre, Adryelson e Sander; Willian Farias, Charles e Leandrinho (Pedro Carmona); Marquinho (Hyuri), Guilherme e Hernane Brocador (Élton).
Técnico: Guto Ferreira

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Na Série A: Bragantino empata, segura o placar, leva o título da Série B e afunda o Criciúma

Publicado

Bragantino jogou com o regulamento e se sagrou campeão, depois de acessar a elite

O Bragantino é o campeão da Série B 2019! O clube de Bragança Paulista conquistou o bicampeonato ao empatar com o Criciúma, nesta sexta-feira, no Nabi Abi Chedid. Depois de garantir o acesso, o Braga soltou o grito de campeão com três rodadas de antecedência. A campanha foi quase perfeita e foi coroada com a taça inquestionável. O Tigre saiu na frente do placar com Andrew, e Morato empatou para a alegria da torcida que compareceu em bom número nas arquibancadas. O empate foi o suficiente para o Bragantino não ser mais alcançado por ninguém. Festa em Bragança Paulista.

Na tabela

Com o empate, o Bragantino foi aos 72 pontos e abriu a vantagem necessária para o Sport, segundo colocado. O Criciúma somou um ponto importante, mas segue afundado na zona de rebaixamento. O Tigre foi aos 35 pontos, em 18º lugar, e precisa secar os adversários diretos para se manter vivo.

igre e o secador ligado

Perto do fim do jogo, os atletas se desentenderam após uma falta marcada e sobrou cartões para todos os lados. Pior para o Bragantino, que viu Rayan levar o segundo amarelo e ir para o chuveiro mais cedo.

Primeiro tempo

Embalado pela torcida que lotou o estádio, o Bragantino quase abriu o placar logo aos cinco minutos em chute cruzado de Claudinho. O Tigre respondeu em cabeçada de Sandro, aos nove, que parou na trave. Apesar da superioridade em campo, o Bragantino não criou mais oportunidades claras. E foi o Tigre que abriu o placar em bela jogada individual de Andrew. Ele arrancou do meio-campo, tentou tabelar com Léo Gamalho, a bola bateu na zaga e voltou para ele seguir em velocidade até se livrar da marcação e do goleiro para empurrar para dentro, aos 26. Depois de abrir o placar, o Tigre ainda teve a chance de ampliar, mas Reis demorou para concluir e no contra-ataque veio o empate do time da casa. Morato fez bela jogada individual e bateu para colocar números iguais no placar, aos 37.

Leia Também:  Atlético-MG empata com o Goiás e retoma posição no G4 do Brasileiro

Segundo tempo

Na etapa final, o Bragantino teve mais ímpeto e posse de bola. Aos 10, Wesley soltou o pé da entrada da área e assustou a meta do Criciúma. A resposta veio em cabeçada de Marlon, aos 19, que raspou a trave. Apesar dos dois times buscarem a vitória, os gols não saíram mais. A etapa final foi com menos chances, mas o suficiente para o Bragantino garantir a taça.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o Bragantino visita o Coritiba, domingo, às 16h, no Couto Pereira. O Criciúma joga na terça-feira, contra o Paraná, no Heriberto Hülse, às 19h15.

Continue lendo

Esportes

Na mesmice, Brasil toma show da Argentina e permanência de Tite começa a ser questionada

Publicado

Brasil teve uma tarde para se esquecer nesta sexta-feira, na derrota para a Argentina por 1 a 0, no estádio Universitário Rei Saud, na Arábia Saudita. A seleção, comandada pelo técnico Tite, foi facilmente neutralizada pelos hermanos, que não fizeram muito esforço para vencer o arquirrival.

Após um bom início, o Brasil caiu de produção drasticamente com o pênalti perdido por Gabriel Jesus. O atacante do Manchester City foi o que mais finalizou, já que Roberto Firmino passou em branco, Willian pouco produziu pelos lados de campo e Lucas Paquetá, jogou?
O meio de campo da seleção brasileira também deixou a desejar. O Brasil perdeu todas as divididas e as chamadas ‘segunda bola’. Arthur ficou muito abaixo. Mas quem teve atuação desastrosa, novamente, foi Alex Sandro. O lateral-esquerdo fez uma partida pífia e aumenta a preocupação no setor, já que Filipe Luis e Marcelo dificilmente terão condições para a Copa do Mundo de 2020.

O ponto positivo vai para Alisson. O goleiro fez importantes defesas durante o duelo e ainda defendeu o pênalti cobrado por Messi. No entanto, teve azar. No rebote, o argentino deu a vitória para sua seleção.

Leia Também:  Série D: quatro partidas do Vitória-PE têm o local definido

Os reservas que entraram também não conseguiram mudar o destino do duelo e pouco chamaram a atenção. No entanto, a maioria das mudanças foi feita tarde demais.

INTERROGAÇÃO

Há um ponto de interrogação também no trabalho de Tite. O treinador segue sem fazer muitas experiências, fazendo com que a seleção continue ‘mais da mesma’. O Brasil parece ser um time cansado e sem qualidade. O ex-corintiano parece ter perdido mão e, talvez, não mereça mais um ciclo à frente da ‘amarelinha’.

ARGENTINA A Argentina fez uma partida segura, sem muito brilho, é verdade, mas fez o suficiente para vencer o Brasil, sem correr qualquer risco de ver a vitória ir por água abaixo. O goleiro Andrada praticamente assistiu o jogo.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana