conecte-se conosco


Política MT

Sérgio Moro autoriza uso da Força Nacional na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Publicado


Pedido foi formulado pelo senador Wellington Fagundes durante reunião do Bloco Parlamentar Vanguarda, da qual é líder

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, autorizou nesta terça-feira (3), o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, nas ações de Polícia Judiciária, no combate à criminalidade organizada na região de fronteira de Mato Grosso. A medida atende um pedido formulado ainda no mês de junho pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), durante reunião do Bloco Parlamentar Vanguarda.

De acordo com a portaria publicada na edição do Diário Oficial da União, também será implementado o Programa VIGIA,  em caráter episódico e planejado, pelo prazo de 180 dias. O programa é uma parceria entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Defesa visa a capacitação para policiais federais, civis e militares que atuam nas fronteiras do país.

Entre as linhas de atuação do programa estão operações integradas; aquisição de equipamentos; capacitações e bases operacionais com integração de sistemas. “O objetivo é aumentar a fiscalização e a repressão contra os crimes transfronteiriços, como contrabando, tráfico de drogas, armas e munições, que é o que mais estamos precisando neste momento” – disse o senador.

Em Mato Grosso, são mais de 720 quilômetros de divisa seca e  mais de 200 quilômetros de divisa por água. “Ou seja, 900 quilômetros de divisa, extremamente vulnerável” – disse o senador.

Ao anunciar a iniciativa, Fagundes lembrou que há muito a bancada federal vem lutando para impor uma vigilância mais eficiente na fronteira de Mato Grosso. “E ao agir nessa direção, pelo fortalecimento da segurança na nossa fronteira, em verdade, estamos buscando paz e segurança não apenas para a população das cidades de Mato Grosso, mas, sobretudo, atacando de maneira direta a bandidagem que teima em tomar conta do Brasil, através do tráfico de drogas e de armas e munição”, disse.

Na conversa com o ministro Sérgio Moro, em junho passado, acompanhado pelo senador Jayme Campos, Fagundes mostrou ao ministro a situação de abandono da faixa de fronteira em Mato Grosso. Destacou que a fronteira do Estado têm sido um caminho aberto para entrada de armas ilegais, e do contrabando, além, do tráfico de drogas – crime que, segundo ele, “tem destruído nossa juventude e as famílias brasileiras”.

Plano Integrado de Desenvolvimento

Além de atacar a criminalidade, Wellington Fagundes afirmou que se faz necessário seguir trabalhando na defesa da implantação de um projeto integrado de ocupação da faixa de fronteira. “Inclusive – ele explicou – para gerar desenvolvimento, oportunidades e emprego”. O senador do PL de Mato Grosso defendeu a regularização fundiária e investimentos em políticas públicas de atendimento específico às necessidades locais, dos municípios.

Fagundes atuou no ano passado como relator setorial de Orçamento de Justiça e Defesa. “Esperamos que esse trabalho da Força Nacional seja uma investidura para uma atuação mais efetiva das nossas forças de segurança nessa importante região brasileira”, acentuou.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Jornal Assembleia volta a ser exibido na próxima segunda

Publicado


.

Franchesca Bogo, apresentadora do telejornal da TV Assembleia.

Foto: Fablício Rodrigues

O Jornal Assembleia, diário que reúne as principais notícias do Parlamento estadual, retornará à grade da TV Assembleia na próxima segunda-feira (28). A exibição será às 13h, de segunda a sexta, com reprise durante a programação.

A jornalista Franchesca Bogo, responsável pela apresentação do periódico, adianta que os temas saúde e meio ambiente terão destaque nesta retomada. “Vamos ressaltar as ações da Casa no combate à Covid-19, como a apresentação de projetos de lei e aprovação de leis tratando do tema. Já no meio ambiente, vamos dar ênfase nas providências que a Assembleia tem tomado junto ao Congresso Nacional e a outras entidades para encontrar soluções na questão das queimadas no Pantanal”, afirma. Ela destaca ainda que matérias sobre o Pantanal tem sido usados por outras televisões públicas, como a TV Senado.

“Nós já estamos nos preparando, fazendo um apanhado do que foi produzido pela Casa, reeditando material”, completa Franchesca Bogo. “É importante lembrar que a TV Assembleia não deixou de fazer as transmissões dos eventos da Casa, mesmo com a redução das atividades no início da pandemia. Isso foi fundamental para levar à população o que estava sendo feito pelos deputados”, destaca o gerente de jornalismo da TV, Jorge Albert.

“Com o retorno do Jornal Assembleia vamos voltar a ter um resumo do que acontece na Casa e também será possível recapitular o que aconteceu nesse período em que o jornal estava suspenso”, resume Jorge Albert.

A programação da TV Assembleia passou por mudanças no início da pandemia, uma vez que o número de servidores em atividade foi reduzido como medida de enfrentamento ao novo coronavírus.  Com isso, o jornal foi suspenso por demandar um grande número de servidores para ser realizado, explica o superintendente da emissora, Jaime Neto.

Ainda assim, Jaime Neto lembra que o jornalismo não parou em nenhum momento. “Nós mantivemos o Assembleia Informa durante todo esse período, que são as informações mais instantâneas. Os programas de entrevistas, nós tiramos do ar por um tempo, mas depois voltamos a fazer de forma virtual”, relata.

A TV Assembleia pode ser sintonizada pelo canal 30.1. O sinal também é transmitido ao vivo no site da Assembleia. As matérias do jornal poderão ser acessadas no Youtube da TV Assembleia.

 

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

“Nunca na história essa área recebeu tantos recursos”, diz Emanuel Pinheiro sobre R$ 1 bilhão investido na saúde

Publicado

Segundo o candidato, o montante corresponde somente ao anos 2020 e representa cerca de 32% do orçamento total do Município [Foto – Marcus Mesquita]

Candidato à reeleição pelo Palácio Alencastro, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) defendeu nesta quarta-feira (23), em entrevista coletiva, a continuidade da mudança que sua gestão vem implementando em Cuiabá. Segundo ele, desde o primeiro dia de mandato, tem trabalhado pela melhoria na qualidade de vida da população, nas mais diversificadas áreas, e isso será mostrado durante sua campanha.

“Diferente da maioria dos meus adversários que se ofereceram para o cargo, eu fui convocado por diversos setores para essa disputa. Isso demonstra que a mudança que iniciamos em Cuiabá tem que continuar. Somos defensores de uma Cuiabá moderna, e por isso a colocamos na Agenda 21. Estamos no caminho certo, mas ainda há muita coisa para ser feito”, argumentou Pinheiro.

Pinheiro destacou que um dos maiores orgulhos que carrega é o de ter sido o prefeito que direcionou o maior orçamento da história para a saúde pública da Capital. Segundo ele, em 2020, a área recebeu mais de R$ 1 bilhão, o que corresponde a aproximadamente 32% do montante total do orçamento municipal. O gestor destacou ainda a entrega do maior hospital de Mato Grosso, o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) – Dr. Leoni Palma de Carvalho.

“A saúde sempre foi nossa maior prioridade e isso está refletido nos investimentos que fizemos. Nunca na história essa área recebeu tantos recursos. E isso foi um trabalho gradativo, que já vinha acontecendo muito antes da pandemia chegar. Entregamos aquele que é o meu grande chamego e símbolo da imponência e poder do cuiabano, que é o HMC. Carregamos a saúde do estado nas costas. Mas essa é uma missão que nos orgulhamos”, pontuou.

Elencando cada um das obras e ações tiradas do papel e colocadas em prática na cidade, o candidato afirmou que, durante a campanha, todos os projetos serão mostrados à população. “Fizemos muitas coisas e outras ainda estão em andamento e logo serão entregues. Tudo isso será mostrado, pois, às vezes, o cidadão está recebendo um benefício e nem faz ideia de que aquilo foi executado pela nossa gestão humanizada”, destacou.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana