conecte-se conosco


Mato Grosso

SER Mulher atende bairro Pedra 90 com ações de combate à violência doméstica

Publicado

A região do Pedra 90, em Cuiabá, recebeu nesta terça-feira (27.08) a primeira ação do programa SER Mulher, sustentado em três grandes pilares: Superação, Esperança e Respeito. Mulheres, crianças e adolescentes participaram de uma extensa programação preparada especialmente para o Agosto Lilás, mês alusivo ao combate à violência domésticas e familiar. 

O evento, realizado na Escola Estadual Malik Didier, foi coordenado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, e organizado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), em parceria com a coordenadora estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Erotides Kneip.

Ao longo dos seus 72 anos, Dona Neide da Silva já presenciou vários tipos de violações cometidas contra mulheres. Ela mora há mais de 24 anos no Pedra 90, um dos bairros que registram alto incidência de violência doméstica, segundo estatísticas da Secretaria de Estado de Segurança Pública. 

Ela foi uma das dezenas de mulheres que participaram da palestra proferida pela juíza da 1ª Vara Especializada da Violência Doméstica e Familiar de Cuiabá, Ana Graziela Vaz de Campos Alves, que abordou vários aspectos da Lei Maria da Penha e os tipos de violência, além dos mecanismos de denúncia e combate. 

A programação do evento incluiu ainda atividades para as crianças com o “Círculo da Paz”, que é coordenado pela equipe psicossocial do Tribunal de Justiça e trabalha de maneira lúdica com o tema da violência doméstica.

O público feminino também pode conferir serviços oferecidos pelo Senac, Instituto Galvan, Natura, Hinode e Tecnovida. E também houve sorteio de brindes, ofertados por alguns empresários e comerciantes do Pedra 90.

No ônibus lilás foram disponibilizados atendimentos psicossociais e jurídicos. A própria desembargadora Maria Erotides Kneip realizou os atendimentos jurídicos. Os veículos são equipados com salas climatizadas.

A primeira-dama Virginia Mendes ressaltou a importância das ações de conscientização sobre o combate à violência doméstica nos bairros e municípios do interior.

“Esse contato é essencial, pois hoje aqui pude ouvir alguns relatos e depoimentos que mostram o quanto a violência doméstica desestrutura uma família e o quanto nós, mulheres, precisamos nos unir e somar forças para combater todo tipo de violência. Só assim conseguiremos quebrar o ciclo da violência. Estou muito feliz em estar ao lado da desembargadora Maria Erotides Kneip em mais esta ação em favor das mulheres”, destacou a primeira-dama.

Além das ações itinerantes com os ônibus, a primeira-dama também está empenhada na implantação da primeira delegacia 24 horas de atendimento à violência doméstica e familiar.

“Sabemos que boa parte das agressões ocorrem em horários em que normalmente não há muita opção para a vítima pedir ajuda, como tarde da noite e aos finais de semana. A delegacia 24 horas, que será lançada em setembro, virá para cobrir essa lacuna”, ressaltou Virginia. 

Para a desembargadora Maria Erotides Kneip, o alinhamento entre os poderes traz bons resultados, como a realização desta ação.

“O Executivo deve trabalhar na prevenção e no atendimento as vítimas. O Judiciário deve evitar que as causas aconteçam e levar a justiça quando os casos acontecem. A justiça deve estar próxima do problema, próxima da comunidade. Quando uma mulher sofre uma agressão todas nós morremos um pouquinho e devemos nos unir para enfrentar este problema”, pontuou.  

A secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, reforçou que as ações do SER Mulher serão sempre alinhadas nos pilares da Superação, da Esperança e do Respeito.

“A intenção é despertar na mulher a força para superar os obstáculos e ter de volta a dignidade, respeito e igualdade perante todos. Também será trabalho, por meio do SER Mulher, ações de qualificação profissional e outras iniciativas de empoderamento feminino”, informou.

A secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, lembrou que além das mulheres que foram vítimas, é preciso um olhar atento para as crianças que convivem com a situação.

“A importância da conscientização e da informação deve acontecer desde a educação infantil. A valorização da mulher na sociedade é algo que precisa ser trabalhado desde cedo e só por meio de ações como esta é que conseguiremos transformar esta triste realidade e quebrar o ciclo da violência”. 

A desembargadora aposentada Shelma Lombardi de Kato, que foi a primeira mulher a ocupar o cargo de juíza no Brasil e pioneira na defesa dos direitos da mulher, dos direitos humanos e dos mais vulneráveis, disse da necessidade de se quebrar a cultura da violência e construir a do amor e do respeito. “É algo complexo, mas não é impossível”, destacou durante o evento.

De acordo com a empresária Margareth Buzetti, também pioneira, pois é a primeira mulher a assumir a presidência da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá, a defesa e garantia dos direitos das mulheres é uma ação conjunta, de responsabilidade de toda a sociedade.

“Precisamos exigir de todos, da família, dos maridos, dos companheiros, nas relações de trabalho essa igualdade. Temos diferenças biológicas com os homens, mas somos iguais nos direitos e nos deveres”. 

Estiveram também no evento a ex-deputada federal Teté Bezerra, a coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem) de Cuiabá, Rosana Leite, a secretária adjunta de Direitos Humanos da Setasc, Salete Morockoski, a secretária adjunta de Cidadania, Rosi Porcionato e outras lideranças femininas no bairro.

Números

Conforme levantamento da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), no período de janeiro a junho deste ano, somam 44 homicídios dolosos registrados contra vítimas femininas em Mato Grosso.

Desses, 21 deles foram identificados como feminicídios. As ocorrências de feminicídios correspondem a 48% das mortes registradas de vítimas femininas no estado. Os dados são compilados com base no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP) e informações fornecidas por unidades da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT).

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Sábado (30): Mato Grosso registra 2.413 casos e 58 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (30.05), 2.413 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 58 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. A última morte envolveu uma residente de Barra do Garças.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (723), Várzea Grande (227), Rondonópolis (191), Tangará da Serra (111), Primavera do Leste (101), Sorriso (84), Lucas do Rio Verde (74), Confresa (74), Barra do Garças (73), Sinop (55), Rosário Oeste (42), Campo Verde (40), Jaciara (37), Alta Floresta (37), Cáceres (32), Nova Mutum (31), Pontes e Lacerda (28), Peixoto de Azevedo (25), Aripuanã (25) e Sapezal (22). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 157 novas confirmações em Aripuanã (14), Barra do Bugres (1), Barra do Garças (1), Cáceres (1), Campo Novo do Parecis (2), Campo Verde (8), Canarana (4), Colniza (1), Confresa (3), Cuiabá (34), Denise (3), Juara (2), Lambari D’Oeste (1), Mirassol D’Oeste (1), Nossa Senhora do Livramento (1), Nova Maringá (1), Nova Olímpia (1), Nova Ubiratã (2), Primavera do Leste (5), Rondonópolis (21),  Sapezal (14), Sinop (2), Sorriso (9), Tangará da Serra (13), Várzea Grande (11) e municípios de outros Estados (1).

Contudo, a área técnica esclareceu que houve a correção de seis casos de duplicidade nos municípios de Cuiabá (3), Lucas do Rio Verde (1) e Várzea Grande (2).  

Dos 2.413 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.533 estão em isolamento domiciliar e 675 estão recuperados. Há ainda 147 pacientes hospitalizados, sendo 76 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 71 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 250 leitos de UTI e 856 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado. 

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,1% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,9% masculino; além disso, 692 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 7.233 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 297 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Neste sábado, o Governo Federal confirmou 498.440 casos da Covid-19 no Brasil e 28.834 óbitos oriundos da doença. Em relação ao dia anterior foram 33.274 novos casos confirmados e 956 óbitos.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Bombeiros resgatam vítimas soterradas em silo de grãos em Nova Maringá

Publicado


.

O Corpo de Bombeiros Militar localizou, na madrugada deste sábado (30.05), o corpo da segunda vítima que estava soterrada em um silo de grãos numa fazenda em Nova Maringá. A 5ª CIBM de Novo Mutum, a 180 km da localidade, foi acionada na tarde de quinta-feira (28.05) para atender a ocorrência. Segundo informações, duas pessoas estavam soterradas dentro de um silo de grãos. Uma equipe composta por quatro bombeiros militares se deslocou até o Armazém Safra, para fazer o atendimento, enquanto uma outra equipe do Ciopaer de Sorriso se deslocou para avaliar as condições no local e prestar os primeiros atendimentos.

A primeira vítima foi resgatada com vida ainda na quinta-feira. Os militares do Ciopaer retiraram o homem de 18 anos, que ainda estava sobre a soja e rapidamente foi resgatado. Iniciaram-se então os trabalhos de busca pela segunda vítima que havia desaparecido.

Devido ao tamanho do silo, que tem capacidade de armazenar 500 mil sacas de soja, a equipe teve que realizar o escoamento e transilagem da carga. Esse tipo de ocorrência requer um trabalho muito complexo, pois coloca em risco a vida de todos que estão atuando no local, devido à grande instabilidade causada pelo volume excessivo de grãos que poderia acabar soterrando toda a equipe.

A primeira equipe retornou na noite de sexta-feira (29) e a segunda equipe assumiu às 21h. As buscas se estenderam até a madrugada de sábado (30), às 5h da manhã, quando foi resgatado o corpo do homem de 26 anos. O atendimento durou cerca de 39 horas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana