conecte-se conosco


Mato Grosso

Seplag capacita auditores do Estado em gestão por processo

Publicado

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Superintendência de Desenvolvimento Organizacional (SDO) e do Escritório de Gerenciamento de Processos (EGProcess/SDO), ministrou nesta semana (de 25 a 27 de setembro) as capacitações em Gestão por Processos e em Introdução a BPMN (Business Process Management Notation) para os auditores e demais servidores da Controladoria Geral do Estado (CGE).   

O objetivo é fortalecer a cultura de gestão por processo no órgão e integrar o controle interno ao desenvolvimento organizacional, explica a coordenadora do Escritório de Gerenciamento de Processos, Regina Imada Doy.

“A continuidade e a atualização do manual técnico ocorrerão com o acompanhamento e monitoramento dos controles internos dentro de cada órgão. Por isso é importante que os auditores do Estado tenham essa visão de gestão por processo”, disse.

Segundo Imada Doy, até 2020, todos os órgãos e entidades deverão ter o manual técnico de processos e procedimentos.

“É importante também que todos comecem a entender o que é a gestão por processos e como ela funciona, tendo sempre como foco o nosso público final que é a sociedade”, acrescenta.

A Seplag tem capacitado órgãos e entidades com o objetivo de habilitar os servidores públicos no uso da ferramenta de modelagem de processos organizacionais, adotada pelo Estado, em conformidade com o Decreto nº 1375, que institui o Manual Técnico de Processos e Procedimentos.

O Decreto estipulou prazo para elaboração dos manuais técnicos de processos e procedimentos do Poder Executivo estadual, tendo o ano de 2020 como limite para os processos dos órgãos centrais e 2022 para os órgãos/entidades finalísticas.

A pasta é o órgão central de desenvolvimento organizacional e tem entre as suas competências a de promover a governança de processos e disseminar a cultura de gestão por processos no âmbito do Executivo estadual, por meio de capacitações em gestão por processos, workshops e oficinas.

De acordo com o superintendente de Controle em Gestão Sistêmica da CGE, Paulo Netto, o conhecimento do curso será aplicado na identificação das causas de problemas e falhas. “A realização do curso se dá em virtude da necessidade dos auditores serem capazes de mapear os processos de trabalho que serão avaliados. O objetivo é aperfeiçoar a capacidade desses profissionais para detectar as causas dos problemas e as falhas nos trabalhos da auditoria”, completa.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Parque Tecnológico MT convoca empresas brasileiras para feira virtual na China

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio do Parque Tecnológico Mato Grosso, apoiará o evento China Hi-Tech Fair (CHTF), recrutando empresas brasileiras de tecnologia para participarem da feira, que será realizada entre os dias 11 a 15 de novembro. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (Sedec) também é parceira da ação. 

A CHTF é uma das feiras internacionais de tecnologia mais influentes do mundo. Este ano o evento será nos formatos presencial, realizado no Centro de Convenções e Exposições na cidade chinesa Shenzhen, e pela primeira vez em formato virtual para participantes de outras localidades.

Segundo o secretário da Seciteci, Nilton Borgato, o encontro será uma excelente oportunidade para as empresas brasileiras serem apresentadas ao maior mercado de tecnologia do mundo, a China.

“A China integra o centro de transações, realizações e exibições de produtos do mundo. Além disso, promove fóruns de alto nível sobre ambientes de inovação, atraindo projetos de milhares de empresas brasileiras. O formato virtual permitirá uma participação mais global, com intercâmbio de conteúdo e conhecimento”, diz ele.

De acordo com a superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, como a participação de outros países será somente de forma virtual, as empresas brasileiras que quiserem se inscrever deverão preencher o formulário disponível no site do Parque Tecnológico até o dia 25 de julho.

“Desta vez, por conta da pandemia, foi criado o encontro em formato virtual para fomentar a participação de pessoas do mundo inteiro. No Brasil, a Seciteci que vai recrutar empresas, além de realizar as inscrições e dar o suporte necessário”, explica.

Rogério Nunes, coordenador do Parque Tecnológico de Mato Grosso, explica que existem muitas empresas brasileiras com potencial tecnológico e a ideia é facilitar o encontro de empreendedores brasileiros com outras potências mundiais, participantes do evento.

“A China se destaca mundialmente em termos de tecnologias e na criação de produtos avançados para diversas áreas, por isso temos muito a aprender com eles. Neste contexto, o Parque Tecnológico vai atuar como um elo de integração entre brasileiros e organizadores da feira, além de empresários de diversas partes do mundo, tudo virtualmente”, esclarece.

As inscrições podem ser feitas AQUI até o dia 25 de julho.

China Hi-Tech Fair

A feira é organizada em conjunto pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais, Administração Nacional da Propriedade Intelectual, Academia de Ciências da China, Academia Chinesa de Engenharia e Governo Popular Municipal de Shenzhen.

O sistema de participação virtual foi implantado este ano em virtude da pandemia da Covid-19. Este formato incentivará as empresas a exibirem virtualmente suas tecnologias e produtos por meio de comunicação instantânea com o público profissional no local.

Ao mesmo tempo, membros de delegação que estiveram na China poderão comparecer à feira para ajudar as empresas a fazerem contato com clientes e outros expositores.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Equipe de saúde realiza testes rápidos nos reeducandos da Penitenciária Central do Estado

Publicado


.

Profissionais de Saúde do Sistema Penitenciário começaram a aplicar testes rápidos nos reeducandos da Penitenciária Central de Cuiabá (PCE), nesta quarta-feira (15.07). O exame é para detectar casos de Covid-19 dentro da unidade penal em presos sintomáticos e amostragem de cada raio de pessoas assintomáticas. Ao todo, o Governo do Estado disponibilizou mais de cinco mil testes para serem utilizados pela população carcerária de Mato Grosso.

Desde o início da pandemia, o Sistema Penitenciário do Estado tem atuado no sentido de prevenir a contaminação e controle da doença nas unidades penais. Como medida preventiva foram adotados protocolos de atuação, através de notas técnicas orientativas, plano de contingenciamento e demais normativas das áreas técnicas da saúde, além da distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

A coordenadora de Saúde do Sistema Penitenciário, Lenil da Costa Figueiredo, ressalta que esta ação na PCE é mais uma das que já vem sendo realizada no Estado. “Iniciamos um processo rigoroso de triagem de quem adentra ao sistema e estamos monitorando os reeducados com sintomas e disponibilizando medicamentos e testes rápidos. Nosso trabalho visa também uma atuação preventiva”, frisa.

Desde o início da pandemia até hoje nenhum recuperando da PCE precisou ser hospitalizado devido a Covid-19 e não houve nenhuma morte.

“O trabalho preventivo que fizemos tratando logo no início os presos sintomáticos, sem esperar que agravasse fez toda diferença. Fizemos isolamento de celas, de raios se tivesse presos em mais celas com sintomas, para evitar a propagação na unidade. Fizemos um grande esforço junto com a equipe de saúde para manter o controle da doença dentro da unidade. Como a ação foi rápida desde o início, nenhum preso daqui precisou ser internado”, destacou o diretor da PCE, Agno Ramos.

Dentro da PCE há uma unidade de saúde e os profissionais atuam de segunda a sexta-feira, mas desde o dia 04 de julho, passou a trabalharem também aos fins de semana, caso haja necessidade de atender presos que estejam com suspeita ou casos confirmados da doença.  

Covid-19 no Sispen

Dados do Sistema Penitenciário, atualizados em 13 de julho, apontam no Sistema Penitenciário de Mato Grosso 59 reeducandos aguardam resultado do teste rápido. Outros 179 casos foram confirmados, 309 testaram negativo, 104 se curaram e dois morreram.

Mato Grosso conta com pelo menos 11,3 mil pessoas presas, entre homens e mulheres, distribuídos em 48 unidades penais.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana