conecte-se conosco


Registro Geral

Senador defende Selma e se diz surpreso com rapidez no processo de cassação

Publicado


O senador Álvaro Dias, que saiu em defesa da colega no plenário

O senador paranaense Álvaro Dias, presidente nacional do Podemos, saiu em defesa de sua correligionária, senadora Selma Arruda, que enfrenta um processo de cassação de mandato por abuso de poder econômico e caixa 2 durante a campanha eleitoral do ano passado. De acordo com o parlamentar, a celeridade com que o processo andou provoca estranheza, já que durante o tempo em que ela atuou como juíza, contrariou interesses de muita gentes poderosa no estado.

“Não queremos estimular a retaliação e vingança porque prendeu poderosos do seu Estado como juíza, mas nós nos surpreendemos com essa rapidez da Justiça para levar a julgamento a senadora e juíza Selma. Acreditamos na Justiça sempre e esperamos que na próxima terça-feira [hoje] seja um julgamento de Justiça e a senadora possa continuar com seu trabalho (…). Ela é imprescindível no Senado Federal”, disse no plenário do Senado.

O recurso de Selma Arruda deve ser julgado na noite de terça-feira (3) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia Também:  Banco ligado a gigante do Agro estaria de olho no Cuiabá e pode investir pesado para garantir acesso a série A

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Três nomes da Assembleia já despontam como postulantes à vaga de Selma Arruda

Publicado

Eduardo Botelho revelou que AL pode fechar um torno de um só candidato

A cobiçada vaga da senadora Selma Arruda (Podemos), cassada na última terça-feira (10) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico, tem movimentado os bastidores políticos, com vários segmentos, buscando um nome para a disputa. Depois do agronegócio, que já ventilou os nomes do ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), Adilton Sachetti (PRB), Blairo Maggi (PP) e Nilson Leitão (PSDB), entre outros, a Assembleia Legislativa também sinaliza que pretende postular a vaga.

O presidente Eduardo Botelho (DEM) disse que se a Casa, decidir lançar um candidato, irá apoiá-lo, independentemente de partido. E citou nominalmente quem, de acordo com ele, tem chances reais de ser eleito na eleição suplementar que deve ocorrer entre março e junho de 2020.

“Na Assembleia tem vários nomes com condições de ganhar. Deputado Dilmar Dal Bosco vem de uma região muito grande. Lúdio Cabral poderia agregar essa ala da esquerda, que tem o voto aqui em Cuiabá e com votação muito grande. E é um grande parlamentar. Ainda temos Max Russi que é o 1º secretário”, disse.

Leia Também:  Após “quarentena” de seis meses, ex-governador reaparece em público e saboreia o famoso bolo de arroz em Cuiabá

Na opinião do democrata, o Legislativo deve fechar apoio ao nome do deputado que vier a ser escolhido.

Continue lendo

Registro Geral

Ministério Público pede bloqueio de R$ 13,2 milhões de ex-secretários de Taques

Publicado


Mutirão “Caravana da Transformação” tinha como meta zerar as filas de cirurgias oftalmológicas em todo o estado

Sete ex-secretários de Estado, sendo três de Saúde, três adjuntos de Administração Sistêmica e um da Casa Civil, e a empresa 20/20 Serviços Médicos foram acionados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por ato de improbidade administrativa cometido durante o mutirão Caravana da Transformação, realizada durante a gestão do ex-governador Pedro Taques (PSDB).

Segundo o promotor de Justiça Mauro Zaque, foram constatadas “irregularidades na definição da demanda contratada, onde os 14 mil procedimentos não possuíam base de origem da demanda no primeiro contrato e também houve superestimação de consultas e procedimentos no segundo contrato, o que ocasionou uma restrição na competição, pois exigiu uma alta capacidade econômico-financeira da empresa a ser contratada”.

São alvos da ação os ex-secretários estaduais de Saúde Eduardo Bermudez, Luiz Soares e João Batista Pereira da Silva, os ex-adjuntos de Saúde, Wanderson de Jesus Nogueira, Maura Lopes de Souza e Florinda Lafaete da Silva Ferreira Lopes, e ainda o ex-secretário da Casa Civil, José Adolpho de Lima Avelino Vieira, além da empresa 20/20 Serviços Médicos.

Leia Também:  Em despedida do cargo, Gcom do TCE participa de Encontro Internacional em Foz do Iguaçu; Raoni assume em dezembro

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana