conecte-se conosco


Política MT

Semana na Assembleia tem CPI’s, audiências públicas e CST’s; confira agenda

Publicado

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realiza nesta semana duas audiências públicas, duas Câmaras Setoriais Temáticas (CST’s) e uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), além de reuniões de comissões. A sessão ordinária programada para todas as quartas-feiras, nesta semana foi antecipada pela Mesa Diretora para amanhã, terça-feira (12) às 10 horas, no Plenário das Deliberações Renê Barbour.

Confira como ficaram as atividades que serão realizadas na Assembleia Legislativa na semana:

Segunda-feira (11/07)

A semana começa às 8 horas com reunião remota da Câmara Setorial Temática (CST) de Assistência aos Pacientes Oncológicos, na sala 202, deputada Sarita Baracat.

Às 14 horas, a Câmara Setorial Temática (CST do Agronegócio), realiza a sexta reunião ordinária na sala 201, deputado Oscar Soares. A CST do agronegócio está debatendo propostas referentes a quatro temas: a morosidade em licenciamento e autorizações ambientais, incluindo os cadastros ambientais rurais; os resíduos sólidos e desconhecimentos da lei e falta de oportunidade; a outorga de uso de resíduos hídricos; e as solicitações indevidas de reintegração de posse de margens de reservatórios de uso múltiplos.

Também às 14 horas, está programada uma Audiência Pública remota para discutir “A violência política de Gênero”, na sala 202, deputada Sarita Baracat.

Terça-feira, 12/07

Às 8 horas acontece reunião ordinária remota da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), na sala 201 deputado Oscar Soares, para deliberarem proposições que serão votadas em Plenário.

A Assembleia Legislativa realiza, a partir das 10 horas, no Plenário das Deliberações mais uma sessão ordinária hibrida (presencial e on-line). Até o fechamento desta edição a Ordem do Dia – matérias à votação de debate em Plenário – não foi fornecida.

Já às 16 horas, na sala 201, deputado Oscar Soares, integrantes da Comissão de Trabalho e Administração promovem reunião ordinária remota para discutir proposições que serão votadas em Plenário.

Também às 16 horas, mas na sala 202, deputada Sarita Baracat, está programada reunião ordinária remota da Comissão de Direitos Humanos.

Quarta-feira, 13/07

A partir das 15 horas, na sala 202, deputada Sarita Baracat, acontece mais uma reunião ordinária remota da CPI do Leite e seus derivados. Entre os principais questionamentos, estão a questão do valor de remuneração dos pequenos produtores de leite e a criação do Índice do Leite Cru. A proposta está sendo estudada pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Quinta-feira, 14/07

A liberação da pesca, transporte e comercialização do dourado, é tema de uma audiência pública remota. O evento está programado para a sala 202, deputada Sarita Baracat.

Sexta-feira, 15/07

Até o fechamento da edição, nenhum evento estava agendado para este dia.

Vale lembrar que a agenda das atividades parlamentares pode ser alterada no decorrer da semana, de acordo com os interesses da Mesa Diretora e dos Parlamentares autores dos eventos.

 

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Senador ironiza Emanuel por lançar esposa ao governo e filho à reeleição: “É muita coragem para um homem só”

Publicado

Jaime Campos lembra que prefeito de Cuiabá adotou postura parecida nas eleições de 2020

“Eu acho que o Emanuel foi muito corajoso. Ele é prefeito da capital, o filho é deputado federal e lança a esposa como candidata a governadora? Vamos respeitar, é muita coragem por um homem só”. A declaração com leve tom de ironia foi dada na manhã desta terça-feira (9) pelo senador Jaime Campos (União Brasil) à rádio CBN Cuiabá, devido o fato do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) decidir articular politicamente a candidatura da primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinhero (PV) ao governo do Estado, mesmo tendo o filho Emanuelzinho (MDB) como candidato à reeleição à Câmara Federal.

“Não sei avaliar se é coragem ou vaidade. Isso extrapola qualquer capacidade de raciocínio de um cidadão em sã consciência, eu não tô entendendo [essa decisão de Emanuel]. Mas de qualquer forma, tem que respeitar. A decisão é dele. Ele é uma pessoa madura, tem capacidade de fazer o que acha melhor. Sobretudo porque envolve a família dele, é a esposa dele e o filho dele também”, completou o senador.

Jaime lembrou que o fato não é inédito e que em 2020, o emedebista lançou o filho na disputa pela prefeitura de Várzea Grande, mesmo ele sendo candidato à reeleição em Cuiabá.  “O Emanuel, com todo respeito que tenho por ele. É meu amigo pessoal, mas há menos de dois anos, ele lançou candidatura à reeleição em Cuiabá e atravessou a ponte, foi para Várzea Grande e lançou o deputado federal Emanuelzinho, filho dele, a prefeito. Então, de lá pra cá, eu já estou vacinado. Ele é corajoso. Como é que o cidadão que disputar a reeleição em Cuiabá e lançar o filho em Várzea Grande?, questionou”.

Márcia Pinheiro foi oficializada candidata a governadora na noite da última sexta-feira e terá além do seu partido, o PV, apoio do PT, PCdoB, PP e PSD. Para Jaime, o fato de Mauro Mendes ser o favorito na disputa ao governo, e de ela ser confirmada na disputa apenas no dia da convenção, não vai atrapalhar de apresentar o nome para a população e lembrou do poder de articulação de Emanuel Pinheiro em reverter situações políticas adversas, como em 2020, o que seria favorável na campanha da esposa.

“Eu espero que ela possa ter um bom desempenho, levar uma boa proposta para que a população possa avaliar ela e os demais candidatos também. O Emanuel é valente, temos que respeitar. Em 2020 ele vinha de uma campanha difícil e foi reeleito prefeito de Cuiabá .A derrota dele era quase um fato consumado e ele foi lá, e quando ninguém apostava nem uma moedinha, venceu a eleição. Isso serve de alerta. Ninguém deve subestimar ninguém em eleição”.

 

Continue lendo

Política MT

Após dobradinha com Mauro, Wellington ‘fecha’ apoio com a maioria dos prefeitos do MDB para o Senado

Publicado

O senador Wellington Fagundes ao lado do ex-secretário Mauro Carvalho (esquerda) e do prefeito Léo Bortolin: apoio de 80% dos prefeitos da legenda

A maioria dos prefeitos do MDB decidiu apoiar a reeleição do senador Wellington Fagundes (PL). A dobradinha com o governador Mauro Mendes (União Brasil) por mais quatro anos no comando do Palácio Paiaguás também encontra eco junto aos prefeitos emedebistas.

A afirmação é do prefeito de Primavera do Leste, Léo Bortolin. Segundo ele, apesar do MDB ter definido pela independência dos correligionários, ele e a maioria dos prefeitos decidiram não mexer “no time que já está ganhando e fazendo o melhor pelo Estado”.

“Cerca de 80% dos prefeitos do MDB que estão juntos nesta campanha, ao lado do presidente Bolsonaro, do governador Mauro Mendes e do senador Wellington. O MDB e o PL estão caminhando juntos. A convenção do MDB liberou os prefeitos e os correligionários para escolherem qual caminho seguir pelo Senado. Mas a maioria já confirmou e vai estar ao lado de Wellington Fagundes. Cerca de 20 prefeitos já estão juntos com Wellington”, Bortolin.

O prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat também é um apoiadores da reeleição de Wellington. “É um senador que tem serviços prestados a Várzea Grande e a Mato Grosso e veja que através das emendas e esforços do senador Wellington Fagundes conseguimos ampliar nossa malha asfáltica levando pavimento para diversos bairros e retomar as obras do Instituto Federal de Mato Grosso, o IFMT e também da Universidade Federal de Mato Grosso”, disse Kalil.

“Mas considero como mais importante são os recursos que estão ajudando na solução do problema crônico do desabastecimento de água em Várzea Grande que será solucionado até 2024 com as obras que estão em execução e com aquelas que ainda serão realizadas”.

Kalil afirmou que a boa relação dele com os membros da bancada federal, estadual e com o governador Mauro Mendes, coloca a gestão de Várzea Grande em destaque e como resolutiva visando uma melhor qualidade de vida para as pessoas.

Entre os prefeitos do MDB que já declararam apoio publicamente a Wellington Fagundes estão Dr. Mariano (Água Boa), Adair José Alves de Moura (Alto Paraguai), Osmar Froner (Chapada dos Guimarães), Parassu de Souza Freitas (Luciara), Vanderlei de Abreu (Porto dos Gaúchos), José Guedes de Souza (Rondolândia), André (Vila Bela da Santíssima Trindade.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana