conecte-se conosco


Mato Grosso

Semana do Meio Ambiente debate importância da floresta para economia e bem estar

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) convida a população para participar dos debates que serão realizados em comemoração a Semana do Meio Ambiente, que este ano será toda virtual, e terá como tema “Floresta em Pé: Garantia de Vida” e ações no contexto da Covid-19.

Todos os eventos poderão ser acompanhados pelo canal do YouTube da Sema Mato Grosso. Os debates serão abertos ao público que poderá interagir com perguntas e comentários pelo chat.

A população também está convidada a postar fotos de práticas de responsabilidade ambiental e social no Facebook e Instagram. Informações detalhadas sobre essa ação, que valoriza a conservação do meio ambiente, podem ser encontradas nas redes sociais da Sema.

Na quinta-feira (04.06) será realizado o debate virtual com secretários de Meio Ambiente dos estados amazônicos contra o desmatamento ilegal e outros ilícitos ambientais. O evento será às 16h de Cuiabá (17h de Brasília).   

No sexta (05.06) serão apresentados dois eventos. O “Floresta em Pé: Garantia de Renda”, acontecerá às 9h e “Floresta em Pé: Garantia de Qualidade de Vida”, será as 17h, no horário de Cuiabá. A informação completa com todos os convidados e mediadores pode ser conferida na agenda logo abaixo.

Os participantes dos três debates devem se identificar pelo chat para receber o certificado online. Para receber o certificado de 6 horas é necessário acompanhar e se identificar durante as três videoconferências.  

A programação inclui ainda oficina preparatória e aula aberta para alunos do ensino fundamental e médio, nos dias 04 e 05 de junho com o tema “Como Salvar o Nosso Planeta”. As opções de horário são entre 10 e 11h e entre 16 e 17h nos dois dias.  

 

AGENDA:

QUINTA-FEIRA (04.06):

* Debate virtual com secretários de Meio Ambiente dos estados amazônicos contra o desmatamento ilegal e outros ilícitos ambientais.

Horário: 16h de Cuiabá (17h de Brasília)

Estados participantes: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

Link de Inscrição: https://forms.gle/FKx9ds46TdmUFu8s8

 

SEXTA-FEIRA (05.06):

* Webinar 1:  “Floresta em Pé: Garantia de Renda”

Horário: 9h de Cuiabá

Mediador: Mauren Lazzaretti – secretária de Estado de Meio Ambiente

Participantes: Caio Penido: Pecuarista e presidente do IMAC;  Marino Franz: produtor rural e fundador da Fiagril; Rafael Mason: empresário e presidente do Cipem

Inscrição: https://forms.gle/Db764F8sASMnVzvu9

 

* Webinar 2: “Floresta em Pé: Garantia de Qualidade de Vida”

Horário: 17h de Cuiabá

Mediador: Alex Marega – Secretário-adjunto Executivo Meio Ambiente

Participantes: Thais Mauad: médica e professora da USP; Keyla Maia: médica pneumologista; Ane Alencar: Pesquisadora do IPAM;  Daniel Nepstad: Pesquisador e diretor executivo do Earth Innovation

Inscrição: https://forms.gle/Db764F8sASMnVzvu9

 

CONHEÇA OS CONVIDADOS

Mauren Lazzaretti:  É secretaria de Meio Ambiente desde 2019 e preside os conselhos estaduais de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Pesca. Também atuou como secretária adjunta de Licenciamento Ambiental e Recursos Hídricos. Possui especialização em Direito Tributário, Perícia e Auditoria Ambiental e Processo Civil. Foi vice-presidente da Comissão do Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil entre 2013 e 2016 e presidiu a mesma comissão no biênio 2016/2018.

Alex Marega: Secretario-adjunto Executivo de Meio Ambiente desde 2019. Servidor público ocupou diversos cargos de liderança nos últimos 14 anos.  Formado em administração com MBA em  Gestão Estratégica de Marketing, foi professor de graduação e pós graduação. Atuou em nível executivo nas áreas de gestão, assessoria, consultoria e elaboração de projetos para organizações públicas e privadas.

Caio Penido: Produtor rural e presidente do Instituto Mato-grossense da Carne (IMAC) e do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS). Sócio/diretor da Agropecuária Água Viva e da Encruzilhada Filmes e membro do Conselho de Administração do Grupo Roncador. Mais de 10 anos de atuação como executivo do setor da agropecuária e mineração. É um dos responsáveis pelo núcleo de articulação agroambiental Liga do Araguaia, com projetos de pecuária sustentável em parceria com organizações públicas e privadas, nacionais e internacionais.

Rafael Mason: Empresário do Setor de Base Florestal, sócio da Indústria SM Laminados Importação e Exportação LTDA. Atualmente é presidente do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (CIPEM) pelo segundo mandato bienal consecutivo, e vice-presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT). Possui graduação em Engenharia Florestal, pela Universidade Federal de Mato Grosso e pós-graduação em Comércio Exterior no Mercado de Venda de Madeira Tropical, pela Universidade de Toronto.

Marino Franz: Produtor rural. Foi sócio fundador da Fiagril, acionista e cofundador do grupo Tapajós e sócio confundador da FS  Bioenergia, primeira usina de etanol de milho do Brasil.  Foi prefeito de Lucas do Rio Verde por duas gestões 2005/2008 e 2009/2012 e vice prefeito na gestão 2000/2004. Participou da fundação da Cooperativa de Crédito Sicredi, foi fundador da Cooperativa de Produtores de Lucas do Rio Verde (COOAGRIL), fundador da EMA alimentos, adquirida pela Sadia/BRF e vice-presidente da Fundação de Pesquisa Rio Verde.

Daniel Nepstad: Diretor executivo e cientista sênior do Earth Innovation Institute. Possui Doutorado em Ecologia Florestal pela Universidade de Yale. Há mais de 27 anos estuda os efeitos das mudanças climáticas, políticas e uso do solo na floresta Amazônica. Foi Presidente Fundador do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) e é uma autoridade mundial em REDD e em desenvolvimento rural de baixas emissões (DRBE). Foi Cientista Sênior do Centro de Pesquisas Woods Hole e é co-fundador da Aliança da Terra. Atua no Conselho de Diretores do Forest Trends, no Conselho de Assessoria Externa da Secção Florestal do Banco Mundial.

Thais Mauad: Professora associada do Departamento de Patologia da Universidade de São Paulo. Possui graduação em Medicina e doutorado em Patologia pela USP. Experiência em Anatomia Patológica, atuando principalmente nos seguintes temas: patologia pulmonar e ambiental, com enfâse em asma e outras doenças pulmonares obstrutivas crônicas. Foi vice-coordenadora do INCT Análise Integrada do Risco Ambienta e Fez parte do Comitê Internacional ATS/ERS para nova definição de asma grave. Coordenadora do Grupo de Estudos em Agricultura Urbana do Instituto de Estudos Avançados da USP.

Keyla Maia: Médica pneumologista da Universidade Federal de Mato Grosso desde 1987. Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo, Mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Mato Grosso. Doutoranda em Pneumologia pela Universidade de São Paulo (USP). Conselheira do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso de 2013 à 2018, tendo sido coordenadora do departamento de ensino médico 2014-2015. Foi presidente da Sociedade de Pneumologia de Mato Grosso, da qual é membro fundadora. Coordenadora do programa de controle de tabagismo da Unimed Cuiabá – Inspirar, desde maio 2017.

Ane Alencar: Diretora de Ciência do IPAM. Formada em Geografia pela Universidade Federal do Pará, tem mestrado em Sensoriamento Remoto e Sistema de informação Geográfica pela Universidade de Boston e doutorado em Recursos Florestais e Conservação pela Universidade da Flórida. Seu principal foco de pesquisa tem sido entender os impactos das mudanças climáticas e da fragmentação florestal causada pelo desmatamento na ocorrência e aumento dos incêndios florestais na Amazônia brasileira.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

O Mato Grosso Saúde esclarece sobre ligações telefônicas da empresa Odonto Servidor

Publicado


.

O Mato Grosso Saúde vem informar a todos os beneficiários e servidores do Estado que a empresa Odonto Servidor, por meio da empresa Obasp (Ordem Brasileira de Assistência ao Servidor Público), não possui qualquer tipo de vínculo com o Instituto de Assistência de Saúde do Servidor do Estado.

O Instituto pede que, caso os servidores recebam ligações da referida empresa e julguem suspeito, que entre em contato imediatamente com a ouvidoria do Mato Grosso Saúde para informar o ocorrido pelo telefone (65) 3613-7714, pelo e-mail [email protected] ou pelo site da Ouvidoria Geral

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Mesmo com fechamento temporário, Detran-MT continua emitindo CNH em todo Estado

Publicado


.

Mesmo com o fechamento temporário em razão da pandemia do novo coronavírus, o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) continua emitindo a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) aos condutores que solicitam o documento via aplicativo MT Cidadão.

O documento é enviado pelos correios no endereço cadastrado junto ao Detran-MT ou na unidade escolhida pelo condutor para retirada. 

Desde o dia 22 de junho, quando o atendimento presencial do Detran foi suspenso em 17 municípios do Estado, até a data de ontem (01.07), que a Autarquia já está com 53 municípios com atendimento suspenso, foram abertos 1.782 processos de renovação da habilitação pelo aplicativo MT Cidadão em todo Estado, sendo que 287 condutores já receberam suas CNHs em casa, via correios.

Somente entre a última segunda-feira (29.06) até quarta-feira (01.07), foram emitidas em torno de 800 CNHs aos condutores via correios.

O diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, explica que, com a suspensão temporária do atendimento na maioria das unidades da Autarquia, o condutor que precisa renovar a CNH pode fazer todo o processo via aplicativo MT Cidadão. “Estão solicitando a entrega do documento pelos correios e o Detran está emitindo e enviando”.

Alessandro ressalta ainda que, o Detran também está emitindo as CNHs em que os processos foram abertos pelo aplicativo MT Cidadão e foram solicitadas para entrega nas Ciretrans.

“Estamos emitindo o documento e guardando dentro do malote para que, assim que retornar o expediente e o atendimento ao público nas Ciretrans, que estão temporariamente fechadas, vamos enviar os documentos para essas unidades para que o condutor consiga ir retirar a sua CNH”, disse.

Suspensão do atendimento

O Detran-MT está com o atendimento ao público presencial suspenso desde o dia 22 de junho em 17 municípios do Estado, e no dia 29 de junho suspendeu o atendimento em mais 36 municípios, totalizando 53 cidades com atendimento suspensos.

A medida considerou o Boletim Informativo nº 109, divulgado no dia 25 de junho pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), com o panorama da situação epidemiológica  do Covid-19 em Mato Grosso. CONFIRA AQUI AS UNIDADES QUE ESTÃO FECHADAS TEMPORARIAMENTE

Os municípios elencados na lista foram considerados de risco muito alto e alto risco de contágio do novo coronavírus, conforme o boletim informativo da SES-MT.

Os cidadãos que já estavam com o atendimento agendado para as referidas unidades estão sendo contactados pelo Detran-MT para reagendamento do atendimento para após o período de suspensão.

Orientações

A orientação do Detran-MT neste momento de prevenção ao novo coronavírus é que o cidadão verifique sempre se o serviço que ele deseja está disponível de forma digital, no site da Autarquia (www.detran.mt.gov.br).

Através do site ou pelo aplicativo MT Cidadão, podem ser feitas a solicitação da segunda via da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), troca para a CNH definitiva, solicitação da Permissão Internacional para Dirigir (PID), além da emissão de taxas como o IPVA, Seguro DPVAT e multas, consulta a informações de veículo, informações de condutor, resultado de Recurso de Infração, Certidão Negativa de Multa, emissão da Certidão de Condutor, validar documentos e Certidão de Propriedade.

Licenciamento

Um dos serviços disponíveis online é a impressão do Licenciamento Anual de Veículos, que pode ser feito em papel A4, em qualquer lugar em que o cidadão tenha acesso à impressora e a internet.

O serviço foi autorizado pelo Denatran e disponibilizado pelo Governo do Estado no site do Detran-MT e pelo aplicativo MT Cidadão. O documento em papel A4 tem o mesmo valor jurídico do conhecido “verdinho”, que era impresso em papel moeda.

“O cidadão que já tem o veículo emplacado em seu nome e deseja ter acesso ao documento, este ficará disponível de forma automática após o pagamento de todos os débitos obrigatórios para trafegabilidade do veículo”, reforçou o diretor de Veículos do Detran-MT, Augusto Cordeiro.

Suspensão de prazos

Conforme a deliberação n° 185 de 19 de março de 2020, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o Detran-MT reforça que continua valendo a suspensão do prazo para os seguintes serviços:

– Transferência de propriedade do veículo;

– Emplacamento por mudança de cidade ou município;

– Primeiro emplacamento veicular;

– Prazo de validade indeterminado da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Permissão para Dirigir (PPD), para os motoristas que estão com o documento vencido desde o dia desde o dia 19 de fevereiro de 2020.

Habilitação

Para os motoristas que estão com a CNH vencida a partir do dia 19 de fevereiro de 2020, bem como a Permissão para Dirigir (PPD), estes documentos estão com o prazo de validade indeterminado, como explica o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.

“Isso quer dizer que, se a CNH do motorista venceu em 20 de fevereiro de 2020, embora já estejamos no mês de junho, o documento permanecerá válido para fins de fiscalização de trânsito. Ou seja, o agente de trânsito ao abordar um motorista com o documento vencido a partir da referida data, não pode autuar esse condutor por estar com a CNH vencida há mais de 30 dias”, destacou.

Entretanto, o diretor alerta aos motoristas que, caso a CNH esteja vencida antes do dia 19 de fevereiro de 2020, data estipulada pela deliberação do Contran, estes não devem conduzir veículos, pois estão em situação irregular e poderão ser autuados em uma fiscalização de trânsito.

Quanto aos processos administrativos em trâmite de primeira habilitação, que possui uma periodicidade de 12 meses, o prazo foi ampliado para 18 meses para que o processo do candidato permaneça ativo no órgão ou entidade executiva de trânsito dos Estados e do Distrito Federal.

“Ou seja, o candidato a primeira habilitação ganha mais seis meses para finalizar o seu processo”, observou Alessandro.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana