conecte-se conosco


Mato Grosso

Sema entrega 45 coletes balísticos para fiscais que atuam no combate aos crimes ambientais

Publicado


Para combater crimes ambientais em áreas de risco, fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) contam com 45 novos coletes balísticos. Os acessórios de segurança foram adquiridos com recursos do Programa (REM) na ordem de R$ 80,7 mil.

Antes de terem os próprios acessórios, os fiscais utilizavam coletes das forças de Segurança Pública. Conforme o superintendente de fiscalização da Sema-MT, Bruno Saturnino, servidores das  sedes regionais e da Sema de Cuiabá já saem hoje para campo com coletes próprios da Secretaria.

A aquisição é importante para a continuidade do trabalho de combate ao desmatamento ilegal  com segurança, ressalta. “Vimos a necessidade devido ao grau de risco que passamos durante o trabalho de fiscalização, principalmente nas áreas mais hostis, na região Norte e Noroeste de Mato Grosso”, explica o superintendente.

Conforme a coordenadora do Sub-Programa de fortalecimento institucional do Programa REM, Francieli Nascimento, uma das missões do programa é fortalecer os órgãos executores e que realizam a fiscalização ambiental. “Os coletes balísticos são EPIs financiados pelo Programa REM que estão melhorando as condições de trabalho dos técnicos e garantindo a segurança complementar ao apoio que agentes de Segurança Pública do Estado prestam às equipes de fiscalização”, conta.

Programa REM

O Programa Global REDD Early Movers (REM) remunera e premia o esforço de mitigação das mudanças climáticas. O estado de Mato Grosso tem o apoio do Programa REM desde dezembro de 2017, e até o final da iniciativa receberá R$ 232,4 milhões (cerca de 44 milhões de euros) para fortalecer a sua fiscalização, operacionalização e responsabilização.

Com orientação de Lorena Bruschi*

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Auxílio do programa SER Família deverá ser depositado entre final de outubro e início de novembro

Publicado

 

Os cartões do programa Ser Família deverão ser abastecidos entre final de outubro e início do mês de novembro. Com isso, mais de 100 mil pessoas de Mato Grosso serão beneficiadas com o auxílio de R$ 200 a cada dois meses.

A transferência de recurso é assegurada pela Lei 602/2021 que permitiu a ampliação do programa emergencial, que teve prazo de cinco meses encerrando em setembro, para até dezembro de 2022. Neste ano, ainda serão pagas para todos os beneficiários duas parcelas, referentes aos meses de outubro e dezembro.

A secretária de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, explica que a pausa na transferência do recurso foi necessária para ajuste no programa. “Trocamos a empresa que administra o cartão e teremos que fazer a troca dos cartões”, justifica.

No entanto, somente os beneficiários dos municípios de Várzea Grande e Cuiabá receberão o auxílio, referente ao mês de outubro, com o cartão atual. Nas demais cidades, será feita a substituição dos cartões de todos os beneficiários para o recebimento das duas parcelas.

Os municípios receberão os referidos cartões até o dia 5 de novembro. Desta forma, o beneficiário deverá procurar a Secretaria de Assistência Social para fazer a troca do cartão.

“Tínhamos um saldo com a empresa anterior que permitirá o pagamento do recurso para os beneficiários cuiabanos e várzea-grandenses, referente a parcela de outubro”, diz Rosamaria. Ela esclarece ainda que o recurso é garantido para aquelas famílias que já recebiam o auxilio emergencial.

O Ser Família é fornecido às famílias com renda mensal per capita de até R$ 89, inscritas no Cadastro Único das Políticas Sociais Brasileiras do Ministério da Cidadania (CadÚnico), e também no Programa Bolsa Família.

 

Continue lendo

Mato Grosso

Treinamento do Indea busca melhoria na gestão de programas de defesa sanitária

Publicado


Servidores das áreas finalísticas da defesa agropecuária, equipe do Planejamento (Núcleo de Gestão Estratégica para Resultados) e Tecnologia da Informação (TI) do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) receberam capacitação sobre o software Power-BI e em conceito de Business Intelligence (BI). O objetivo é criar um ambiente organizacional favorável à assimilação e desenvolvimento do conceito dentro da organização.

O software permite a elaboração de painéis visuais que reúnem e organizam dados de forma mais clara e com atualização automática. Com a ferramenta é possível melhorar o planejamento das informações, detectando falhas mais facilmente e produzindo estratégias eficazes na área de defesa sanitária.

O Business Intelligence combina análise empresarial, mineração de dados, visualização de dados, ferramentas/infraestrutura de dados e práticas recomendadas para ajudar as organizações a tomar decisões impulsionadas por dados.

Conforme a presidente do Indea-MT, Emanuele Almeida, o treinamento é importante para otimizar a eficácia do órgão. “Investir na formação dos servidores resulta em melhor atendimento aos cidadãos que necessitam dos serviços do Instituto”, explica.

A qualificação é resultado de parceria entre o Indea e o Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (FESA).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana