conecte-se conosco


Tecnologia

Sem fofoca: Instagram tira aba “seguindo” do aplicativo

Publicado

source
instagram arrow-options
shutterstock

Instagram começa a remover a aba “seguindo”


A aba “seguindo” no Instagram será removida da rede social ainda esta semana, com a próxima atualização do aplicativo . O recurso, que atualmente fica ao lado da aba “você”, na seção com o ícone de coração, mostra as atividades dos seguidores, como curtidas , comentários e novos amigos. 

É verdade que algumas pessoas passavam um tempo na aba bisbilhotando as ações dos seguidores no Instagram , mas muita gente sequer sabia que a aba existia. A empresa confirmou o fim do recurso ao  BuzzFeed News usando exatamente essa justificativa. Segundo Vishal Shah, chefe de produto do Instagram, a aba era muito pouco utilizada. 

Leia também: Instagram lança ferramenta contra bullying e assédio; saiba como usar

A aba “seguindo” surgiu no Instagram em 2011, quando a janela “explorar” ainda não existia. Por isso, ela servia como uma boa forma de encontrar novos conteúdos , a partir daqueles que seus seguidores acessavam. Com o crescimento do “ explorar ”, porém, essa função do “seguindo” perdeu um pouco de força, se tornando realmente uma aba apenas para gerar fofocas. 

Leia Também:  Quais smartphones esperados para 2019 ainda não foram lançados?

Por um Instagram mais simples

Ao BuzzFeed News, o Instagram explicou que o motivo do fim do recurso é uma tentativa de simplificar o aplicativo, deixando-o o menos poluído possível . Outra questão que suporta essa afirmação da empresa é a criação do Threads na última semana. 

Leia também: 5 aplicativos que vão deixar seus Stories do Instagram um sucesso

Lançado pelo Instagram, o Threads é um novo aplicativo de mensagens que funciona como uma alternativa às mensagens diretas – algo parecido com a relação entre Messenger e Facebook . O fato de a rede social ter criado um aplicativo separado ao invés de incorporar novas funções ao próprio Instagram indica realmente uma tentativa de simplificar a plataforma.

Fonte: IG Tecnologia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Tecnologia

Publicado

source

Olhar Digital

aplicativo de iPhone arrow-options
Unsplash

Aplicativo mostra se seu iPhone foi invadido


Dan Guido é fundador de uma empresa de segurança cibernética, a Trail of Bits, e “surtou” quando o aplicativo de seu banco alertou que seu smartphone não era seguro. Dessa forma, resolveu criar um app para informar ao usuário se seu celular foi invadido. Depois de anos de desenvolvimento, o iVerify finalmente chegou à App Store .

Durante muito tempo acreditou-se que os iPhones eram os dispositivos mais seguros para se comprar. Porém, nos últimos meses, algumas pesquisas mostraram uma série de brechas no celular. Um pesquisador do Google encontrou 10 erros no iMessage que permitiam que hackers invadissem silenciosamente. Algumas semanas depois, o Google revelou que integrantes de um grupo da China, os “iugures”, tiveram seus telefones invadidos, supostamente por hackers que trabalhavam para o governo chinês.

Leia também: Os vilões: veja quais aplicativos acabam com a bateria do seu iPhone

O iVerify foi projetado para procurar anomalias e efeitos colaterais criados por hackers no iPhone . Segundo Guido, o segredo do seu aplicativo é se basear em jailbreaks públicos existentes e na engenharia reversa do sistema operacional do iPhone.

Leia Também:  Spotify e Deezer que se cuidem: Amazon Music chega ao País mais barata que eles

No entanto, o smartphone da Apple é projetado de uma maneira que limita ferramentas como o iVerify. O celular dificulta a coleta de dados de aplicativos instalados pelos usuários e, por esse e outros motivos, pesquisadores de segurança reclamaram que é quase impossível descobrir se o iPhone foi invadido.

Essa não é a primeira vez que um aplicativo com essa finalidade foi lançado. O iDevice foi lançado em 2016, mas rapidamente foi banido da App Store. Além de informar se seu celular foi invadido, o novo aplicativo ainda possui uma série de guias de instruções para ajudarem o usuário a proteger seu iPhone , como formas de melhorar a privacidade e reduzir as chances de ser invadido.

Leia também: Teste mostra que é fácil roubar dados via Google Home e Alexa; assista

O iVerify já vem encontrando alguns problemas com a Apple . A principal reclamação da desenvolvedora foi ao fato de o aplicativo recomendar apps específicos para melhorar a segurança, como o gerenciador de senhas 1Passoword, o aplicativo de mensagens criptografadas Signal, Google Authenticator, entre outros. A Apple afirmou que recomendar aplicativos específicos fere os termos de serviço da App Store. O iVerify também foi proibido de entrar na loja de aplicativos chinesa por recomendar VPNs, que são ilegais na China.

Leia Também:  Quais smartphones esperados para 2019 ainda não foram lançados?

O aplicativo está disponível na App Store por US$ 4,99 e o Trail of Bits planeja lançar uma tecnologia de detecção de jailbreak, conhecida como iVerify Core, para empresas que desejam integrá-lo a seus produtos ou personalizá-lo para seus funcionários.

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Tecnologia

Publicado

source

Olhar Digital

iphone arrow-options
Divulgação/Apple

Quando será que os iPhones serão dobráveis?


Em um clima nostálgico e futurista, fabricantes de celulares como Huawei , Xiaomi , Samsung e Motorola já apostaram no retorno do celular dobrável. Porém, entre essas grandes empresas está faltando uma gigante: a Apple .

Segundo analistas, a empresa poderia estar refinando a tecnologia dos aparelhos dobráveis  para um possível lançamento apenas em 2021. Até lá, a Samsung já deve estar na terceira versão do  Galaxy Fold e também, terá se passado tempo o suficiente para analisar se os dobráveis realmente vieram apra ficar ou ser era apenas mais uma moda passageira. Apesar de ser difícil imaginar como será o cenário de smartphones daqui a dois anos, uma coisa a gente conhece; o “roteiro” de inovações da Apple , que adota as tecnologias sempre depois que seus rivais no Android .

Leia também: iPhones devem deixar de existir; veja qual gadget é a próxima aposta da Apple

Os benefícios desse tempo de refinamento é que a empresa tem tempo para fazer com que a tecnologia funcione adequadamente, aprendendo com os obstáculos de outras empresas e esperando o mercado “acalmar” com a novidade. No caso de telefones dobráveis , se adotados pela Apple , podemos esperar um aprimoramento em preço, durabilidade, reparabilidade e necessidade.

Leia Também:  Galaxy A10s e A20s são lançados no Brasil com três e quatro câmeras

Atualmente, só existem três celulares dobráveis no mercado: o Galaxy Fold da Samsung, o Huawei Mate X  e o Morotola Razr , sendo que os dispositivos da Samsung e da Huawei custam por volta de US$ 2000 (R$ 8360, aproximadamente) e o da Motorola US$ 1500 (R$ 6270, aproximadamente). Todos são bem caros e quando a Apple chegar ao mercado é possível que o preço já esteja baixo.

Porém, nesse meio tempo é necessário que a Apple encontre seu nicho – e não precisa ser diferente daquilo do que já está em oferta. Ainda há muito o que se explorar em termos de design e forma, mas, por mais que um iPhone ou iPad seja lançado com a tecnologia dobrável, ele precisará de um motivo claro para existir além de ser o novo gadget do momento.


Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana