conecte-se conosco


Entretenimento

Sem cair em clichês, “Fora de Série” é uma carta de amor adolescente

Publicado

De vez em quando surge um filme que, por um motivo ou outro marca uma geração de adolescentes. “Clube dos Cinco” o fez ao unir diferentes jovens em uma detenção, “10 Coisas que Eu Odeio em Você” tinha uma protagonista fora dos padrões das comédias românticas adolescentes, e “Curtindo a Vida Adoidado” mostra o que qualquer jovem queria viver pelo menos por um dia.

cena de fora de série
Divulgação

“Fora de Série”

Esses filmes fazem retratos adolescentes que, mesmo caindo no clichê eventualmente, tentam examinar esse grupo que, para quem já passou ou ainda não chegou nessa fase, parece indecifrável. “ Fora de Série ”, em diversos aspectos, poderia ser um desses filmes. Mas, a dedicação de Olivia Wilde em oferecer um olhar sincero, divertido e novo nesse grupo faz do longa ainda mais especial.

Leia também: Ancine quer aumentar participação feminina nas produções audiovisuais

Molly ( Beanie Feldstein ) e Amy (Kaitlyn Denver) não são as típicas protagonistas de filmes do gênero, não porque são nerds – isso já foi explorado antes, mas porque seu foco não está em relacionamentos amorosos e sim na amizade.

Como qualquer adolescente, Molly e Amy têm muito a mostrar, a entender e a amadurecer. Amy “saiu do armário”, mas nunca esteve com uma menina. Molly se tornou a mais estudiosa da escola, e desprezou os colegas no caminho.

poster de fora de série
Divulgação

“Fora de Série”

Elas são divertidas, mas ninguém sabe disso. Para evitar as pressões e julgamentos adolescentes, elas se esconderam nos livros e nunca mostraram nada além do estudo. Tudo isso para serem recompensadas com a entrada em ótimas universidades.

No último dia de aula, porém, elas descobrem que todos os jovens que viveram de festa e se submeteram a esses julgamentos também entraram em ótimas universidades. Com essa nova realidade escancarada, elas decidem fazer em uma noite o que não fizeram por toda a adolescência.

O que diferencia “Fora de Série” dos outros longas do gênero é justamente o equilíbrio perfeito de comédia com a vulnerabilidade a que elas se expõem para viver essa experiência. Molly tem uma fachada durona, mas não é imune aos julgamentos dos colegas, e Amy é tão introvertida que raramente consegue ver o mundo a não ser pelas lentes de Molly. Esses conflitos vão sendo expostos conforme a noite prospera entre altos e baixos, mas nunca sem perder o tom da comédia, ou as custas de comprometer a relação entre elas.

Leia Também:  Paolla Oliveira e Nathalia Dill são tiros certeiros de Walcyr Carrasco

Leia também: “Fleabag” combina humor e melancolia com rara beleza em seu ano final

Não há disputas por garotos, nem disputas em geral. “Fora de Série” mostra que é possível fazer um filme sobre amigas sem que elas tentem silenciosamente superar a outra. Elas lidam com drogas (numa cena inspiradíssima com bonecas no lugar das meninas), corações partidos, sexo e a realidade de que a vida na escola acabou, com a intensidade de adolescentes e o humor de quem não tem nada a perder.

Tudo isso porque Olivia Wilde , além do amor por filmes adolescentes clássicos, não desdenha nem diminui os dramas e crises pelos quais as personagens passam. Ela respeita Amy e Molly e as trata, bem como os outros adolescentes sem ser condescendente ou superior. Uma das coisas mais comuns que se fala em relação a essa fase é que “ela passa”. Wilde rejeita esse conceito e oferece um filme que diz para os adolescentes: “essa fase pode até passar, mas enquanto ela está aqui, vamos fazer desses anos os melhores de nossas vidas”.

Adolescente, mas sem clichê

Um dos principais méritos do roteiro é evitar cair em narrativas que possam se tornar clichês, optando por, aos poucos, desvendar esses jovens, ou deixar claro que eles não são desvendáveis.

Os conflitos pessoais estão lá. O menino rico que acha que pode substituir afeição por dinheiro, a jovem que, ao explorar sua sexualidade, é imediatamente rotulada, a pessoa que usa características como honestidade para destilar maldade, e aquela que de certa forma é tão quebrada que torna quase impossível alguém se aproximar. E isso só com os coadjuvantes.

“Fora de Série” faz uma coisa que poucas comédias se dão ao trabalho: desenvolver os coadjuvantes. Embora tenham pouco tempo na tela, todos os personagens tem o seu “momento ao sol” e quebram os estereótipos, muitos deles confirmados pelo olhar de Molly. Billie Lourd é o principal destaque como Gigi, responsável por alguns dos momentos mais divertidos do longa, mas é impossível sair do cinema imune a pelo menos um personagem.

Leia Também:  Causa da morte do ator Cameron Boyce é confirmada

Alisson Jones é responsável pelo elenco inspirado. Com filmes como “Lady Bird”, “O Verão da Minha Vida” e a série “Freeks and Geeks” no currículo, ela sabia o que estava fazendo, dosando nomes menores, porém com certa afinidade do público como Skyler Gisondo e a própria Lourd, com novatos como Eduardo Franco e Mason Gooding (filho de Cuba Gooding Jr.).

cena de fora de série
Divulgação

“Fora de Série”

Mas não são só os adolescentes que se destacam. Jessica Williams é muito bem aproveitada em todos os momentos em cena, Lisa Kudrow e Will Forte fazem uma ótima ponta, e Jason Sudeikis também agrada. Isso, claro, é mérito de Wilde, que criou um ambiente onde o elenco pudesse desenvolver essas relações.

Feldstein lidera o tom cômico do filme, mas com Denver protagonista as maiores risadas, como a impagável cena em que as duas decidem assistir pornô no carro para ajudar a “educar” Amy em suas relações amorosas. Sexo nunca é um tabu, nem como desejo e sexualidade, e esses temas são de forma orgânica.

Wilde faz pequenas referências a sua própria adolescência com uma música de Alanis Morissette e a trabalhos anteriores na estética, mas ela sabe que tem nas mãos uma narrativa que, se não é nova, merece um novo olhar.

Leia também: Musical que se permite sombrio, “Rocketman” se comunica com legado de Elton John

Poderia ser uma brilhante estreia na direção, mas é tão somente uma brilhante direção. “ Fora de Série ” pode ser o filme dessa geração ou não, mas ele não é pretencioso a ponto de se apresentar dessa forma. Ainda assim, nessa nova safra de filmes que vem e vão no streaming, e de narrativas adolescentes, seu lugar merece destaque, se possível no topo. 

Ficha Técnica

Nome original: Booksmart

País: EUA

Gênero: Comédia

Duração: 103 minutos

Classificação Etária: 16 anos

Direção:  Olivia Wilde

Roteiro:  Emily HalpernSarah Haskins

Elenco: Kaitlyn Dever , Beanie Feldstein , Jessica Williams , Jason SudeikisWill ForteLisa Kudrow

Fonte: IG Gente
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Entretenimento

Chuck, comédia brasileira e mais novidades nos cinemas neste fim de semana

Publicado

source

Quinta-feira é o dia oficial de atualizar a lista de filmes para assistir no cinema e é considerado um dos dias mais esperados pelos cinéfilos. É aquele momento em que a espera acaba e você pode ver seu ator favorito ou aquela produção que tanto esperava nas telonas. Nessa quinta-feira (22), estreiam “Brinquedo Assassino”, “Socorro! Virei uma Garota” e outras grandes produções.

Leia também: Silvio Santos posa com Chucky, ‘O Brinquedo Assassino’, e assusta fãs: “Medo”

Cinema%3A estreias dessa quinta-feira (21) arrow-options
Montagem

Cinema: estreias dessa quinta-feira (21)

  • Brinquedo Assassino

Brinquedo Assassino arrow-options
Divulgação/Imdb

“Brinquedo Assassino” estreia nos cinemas nesta quinta-feira (22)

Todo mundo já conhece a história do boneco Chucky, mas nesta quinta (22) chega aos cinemas uma versão mais tecnológica do “  Brinquedo Assassino  ”. O boneco é um presente de Karen (Audrey Plaza) para seu filho Andy (Gabriel Bateman), pois eles mudaram de cidade e o jovem não conseguia se enturmar. A saída? Um boneco para ser sua distração nas horas vagas.

Porém, os mistérios e os medos começam quando o boneco Chuck se torna extremamente possessivo em relação a Andy e está disposto a fazer o que for necessário para afastá-lo de todos que o amam.

Leia também: “Pets”, “Turma da Mônica” e “Annabelle” deixam os cinemas em clima de férias 

  • Comédia brasileira

Socorro! Virei uma Garota  ” é uma comédia brasileira que conta a história de Júlio (Victor Lamoglia), que é um garoto tímido e invisível para os seus colegas no colégio. De repente, quando uma estrela cadente passa pela sua casa, ele faz um pedido inesperado: ser a pessoa mais popular do colégio.

O que Julio não esperava é que esse pedido fosse o transformar em uma garota, a Júlia (Thati Lopes) e que é extremamente popular. Ele não faz a mínima ideia de como lidar com o corpo feminino e nem como lidar com a aproximação das meninas do colégio.

  • Dramas

arrow-options
Divulgação

“Entre tempos”, “Uma noite não é nada” e “Pássaros de Verão” também estreiam nessa quinta (22)

“Entre tempos” conta a história de um casal totalmente diferente. Ele é encantador, irônico e nostálgico. Ela é cheia de vida, inteligente e apaixonada. Porém, quando se conhecem, o amor é quase inevitável de não acontecer. Lui (Luca Marinelli) e Lei (Linda Caridi) veem suas personalidades crescerem juntas e vão evoluindo no decorrer da história.

Em “Uma noite não é nada”, o drama brasileiro se passa na década de 80 e conta como Agostinho (Paulo Betti), um decadente professor de física, se apaixona por uma de suas alunas, Márcia (Luiza Braga). Já em “Pássaros de Verão” conta a história de “bonanza marimbera”, o lucrativo comércio da venda de maconha para os Estados Unidos e em como esse presságio marcaria um país por décadas.

Leia Também:  Pelados, atores da Globo se abraçam

Leia também: Wagner Moura teme boicote em estreia de “Marighella” no Brasil; veja teaser 

  • Outras estreias

arrow-options
Divulgação

“Os brinquedos mágicos”, “O verde está do outro lado” e “Um amor impossível” estreiam nessa quinta (22)

“Os brinquedos mágicos” é uma animação chinesa e conta a história de Nathan, um boneco de argila feito para a coleção de um chá tradicional do país. As obras do Mestre mudam de cor quando o chá quente é despejado sobre elas. Nathan é uma peça única dessa coleção e não muda de cor, por isso sofre “preconceito” por sua turma.

“O Verde Está do Outro Lado – Os Danos da Água” é um documentário que mostra experiências do Chile e do Brasil, além de mostrar a forma como a população tem acesso à agua no mundo, eles também mostram como Petroca, que fica a 200 km de Santiago, deixa a água nas mãos de grandes empresas.

“Um Amor Impossível” chega aos cinemas para contar a história de Rachel, uma funcionária de escritório e conhece Philippe, um jovem que ao contrário dela tem uma ótima vida financeira. O filme é baseado no best-seller da escritora Christine Angot.

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Entretenimento

Juntos, de Paula Fernandes, entra para trilha sonora de novela

Publicado

source

Nesta quarta-feira (21) “Bom Sucesso”, novela da Globo , surpreendeu os telespectadores ao acrescentar outra faixa na trilha sonora: Juntos e Shallow Now , versão brasileira de Shallow interpretada por Paula Fernandes e Luan Santana. 

Leia também: Paula Fernandes revela desejo de gravar com Iza, John Mayer e Lady Gaga

Paula Fernandes arrow-options
Divulgação/Bruno Fioravanti

Paula Fernandes


Leia também: Apaixonada, Paula Fernandes conta detalhes do namoro: “Ele me acalma”

Na cena, a protagonista de “Bom Sucesso”, Paloma (Grazi Massafera) conversa com o filho Peter (João Bravo). Ele liga o rádio e a música de Paula Fernandes ganha destaque. Divisora de opiniões antes mesmo de seu lançamento, ao ganhar espaço na novela da Globo Juntos e Shallow Now gerou reações no Twitter.

Leia também: Paula Fernandes fica de fora da lista de convidados da estreia de “AMIGOS”

Leia Também:  Shawn Mendes e Camila Cabello são flagrados aos beijos


Paula Fernandes , intérprete da canção, ainda não falou sobre a estreia da música na trama.

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana