conecte-se conosco


Esportes

Sem amistosos, Pia valoriza períodos de treinos da seleção feminina

Publicado


A seleção brasileira feminina de futebol encerra nesta terça-feira (27), na cidade de Portimão, em Portugal, o segundo período de treinamentos desde o começo da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Diferente de setembro, quando reuniu apenas jogadoras que atuam no Brasil na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), desta vez a técnica Pia Sundhage chamou somente atletas que jogam na Europa, nos Estados Unidos e na China.

A estratégia foi adotada devido às restrições para viagens internacionais, que dificultam a realização de amistosos. Apesar da impossibilidade de atuar contra outros rivais, a treinadora considera positiva a oportunidade de estar com as atletas e fazê-las entender o padrão de jogo concebido para a seleção. Nos dois períodos, foram 45 convocadas ao todo.

“Esses dois períodos de treinos foram muito importantes. Tivemos muitos dias juntos [18, sendo nove no Brasil e nove em Portugal], que foram diferentes. Aqui na Europa, a intensidade foi um pouco maior. No fim das contas, as duas convocações trabalharam nossa ideia de jogo. O objetivo é que todas estejam na mesma sintonia, em ideia de jogo e intensidade”, afirma Pia, em entrevista coletiva por videoconferência.

Sem amistosos, a técnica colocou em prática o trabalho em Portimão em um jogo-treino com as 21 convocadas para os treinos na Europa, mais dois jogadores do time sub-17 masculino do Portimonense, clube local. Pia aproveitou para testar atletas em diferentes posições, como já fizera em setembro, em Teresópolis. Na atividade do último domingo (25), as atacantes Maria (Juventus, da Itália) e Mylena (Famalicão, de Portugal) atuaram como laterais.

Pia Sundahage comanda treino da seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ)Pia Sundahage comanda treino da seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ)

Pia Sundahage comanda treino da seleção feminina Granja Comary, em Portimão (Portugal) – Laura Zago/CBF/Direitos Reservados

Na Granja Comary, a atacante Chu (Ferroviária) também foi observada no setor defensivo. Ao contrário da Copa do Mundo, em que podem ser convocadas 23 atletas, na Olimpíada de Tóquio (Japão), só poderão ser chamadas 18 jogadoras.

“Jogaremos muitos jogos em pouco tempo. Seria excelente termos atletas que podem atuar em diferentes posições. O mais importante é que elas adquiram essa habilidade. Jogadoras que possam fazer isso [mudar de posição] durante o jogo é algo que nós, técnicos, sempre gostamos de ter para trabalhar taticamente”, explica.

Devido à pandemia, a seleção feminina ainda não tem partidas marcadas. Em 2020, a equipe de Pia Sundhage atuou três vezes, com uma derrota (1 a 0 para a França) – a primeira sob comando da sueca – e dois empates (0 a 0 com a Holanda, 2 a 2 com o Canadá). Todos os confrontos foram pelo Torneio Internacional da França, em março.

Ouça na Rádio Nacional

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Pirani vibra com ‘sonho realizado’ e quer Santos vivo no Paulista: “Vamos lutar até o fim”

Publicado


Com a goleada por 5 a 0 sobre o The Strongest na última terça-feira (4), na Vila Belmiro, pela 3ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores, o Santos FC voltou a vencer após cinco jogos de jejum na temporada. E o resultado diante dos bolivianos contou com a ótima colaboração da Gabriel Pirani.

O meia, de apenas 19 anos, foi o autor da assistência para Marinho abrir o placar antes do primeiro minuto e também anotou o segundo tento do Peixe na goleada. Empolgado com a boa apresentação no torneio continental, o camisa 20 vibrou com o sonho realizado.

“Foi um momento especial demais. Não só meu, mas também de toda a minha família. É uma luta diária que a gente tem para chegar no objetivo. Marcar um gol com essa camisa numa Libertadores é um sonho realizado. Tudo isso é fruto de muito trabalho. Agora é trabalhar mais ainda para que novos sonhos se realizem”, afirmou Pirani.

Com a esperança reavivada na Conmebol Libertadores, o Santos FC agora muda seu foco no Campeonato Paulista. O Alvinegro Praiano encara o Palmeiras nesta quinta-feira (6), às 21h, no Allianz Parque, pela 11ª rodada, e precisa da vitória para seguir sonhando com a classificação para as quartas de final do torneio.

Antes disso, porém, os santistas precisam dar uma ‘secada’ no Guarani. Na segunda colocação do grupo D, com 14 pontos, a equipe de Campinas faz clássico com a Ponte nesta quarta (5), às 21h, no Moisés Lucarelli. Caso consiga a vitória diante da Macaca, o Bugre consegue a vaga e elimina matematicamente o Santos FC do Paulistão.

“Vamos secar um pouco o Guarani contra a Ponte, sim. Mas temos que fazer a nossa parte também contra o Palmeiras. Vamos lutar até o fim e dar o máximo para vencer o clássico também. Sabemos que a situação no Paulista é difícil, mas vamos seguir lutando”, concluiu Pirani.

Continue lendo

Esportes

Luccas Claro comenta expectativa de completar 50 jogos pelo Fluminense

Publicado


Um dos grandes destaques da campanha do Fluminense no último Campeonato Brasileiro, Luccas Claro está prestes a atingir uma marca importante no clube. Ao entrar em campo na partida contra o Junior Barranquilla, nesta quinta-feira (6), na Colômbia, pela CONMEBOL Libertadores, o zagueiro irá completar 50 jogos com a camisa tricolor.

Identificado com o clube e a torcida, o camisa 4 celebrou a marca que atingirá e já projeta fincar raízes nas Laranjeiras.

“Será muito importante completar 50 jogos em um clube como o Fluminense. Não é fácil, independentemente da quantidade de jogos que nós temos. É uma marca importante para mim e estou muito feliz. Espero atingir marcas ainda maiores, sempre ajudando o Fluminense a buscar títulos e conquistar coisas grandes. Pela grandeza do clube, o Fluminense merece estar nos lugares mais altos. E espero ajudar com mais 50, mais 100 jogos, o máximo possível e fazendo sempre o meu melhor dentro de campo”, declarou o zagueiro.

Com uma vitória e um empate na CONMEBOL Libertadores, o Fluminense soma seis pontos e lidera o Grupo D da competição. E agora quer manter sua invencibilidade novamente fora de casa. Para isso, Luccas Claro pede muita dedicação ao time de guerreiros.

“Em clube grande é assim, sempre disputando jogos importantes. E poder voltar à Libertadores é sempre bom, ainda mais agora, mais adaptado, com mais confiança e vindo de bons resultados. Vai ser um jogo muito importante e espero fazer meu melhor para conquistarmos mais uma vitória”, comentou.

Luccas Claro chegou ao Tricolor no fim de 2019 e fez sua estreia no empate em 1 a 1 com o Avaí, em 1 de dezembro daquele ano. Desde então, nas 49 oportunidades em que defendeu o clube, o camisa 4 marcou seis gols (todos de cabeça), teve 28 vitórias, dez empates e 11 derrotas, além de ter conquistado o título da Taça Rio de 2020.

Na semana passada, na vitória por 2 a 1 diante do Santa Fe, na Colômbia, pela Libertadores, Nino, companheiro de zaga de Luccas Claro, alcançou a marca de 100 partidas pelo Fluminense.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana