conecte-se conosco


Mato Grosso

Segunda-feira (29): Mato Grosso registra 15.328 casos e 590 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (29.06), 15.328 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 590 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

As 34 mortes mais recentes envolveram residentes de Barra do Garças, Várzea Grande, Sinop, Cuiabá, Confresa, Vila Bela da Santíssima Trindade, Nova Mutum, Jangada, General Carneiro e Campo Novo do Parecis.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (3.740), Várzea Grande (1.252), Rondonópolis (1.195), Sorriso (654), Primavera do Leste (606), Tangará da Serra (571), Lucas do Rio Verde (498), Nova Mutum (423), Sinop (392), Campo Verde (332), Pontes e Lacerda (315), Confresa (311), Cáceres (263), Barra do Garças (208), Campo Novo do Parecis (200), Colíder (181), Querência (177), Sapezal (169), Alta Floresta (152) e Nossa Senhora do Livramento (150).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 682 novas confirmações no Estado. A área técnica ainda esclareceu que foram corrigidas oito ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, um caso anteriormente notificado em Cáceres foi reposicionado para Mirassol D’Oeste; outro caso de Nova Mutum foi para Lucas do Rio Verde. As mudanças levaram em consideração o município de residência dos pacientes.

Dos 15.328 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.735 estão em isolamento domiciliar e 5.419 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 217 internações em UTI e 274 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,4% para UTIs e em 42,1% para enfermarias.
Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,8% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,2% masculino; além disso, 4.160 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos.

O documento ainda aponta que um total de 18.438 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.216 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta segunda-feira (29), o Governo Federal confirmou 1.368.195 casos da Covid-19 no Brasil e 58.314 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 57.622 óbitos e 1.344.143 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Mato Grosso reduz alertas de desmatamento em junho

Publicado


.

O Estado de Mato Grosso reduziu em 40% o número de alertas de desmatamento no mês de junho em comparação a maio de 2020. Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) por meio do sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) apontam que foram contabilizados 126 km² de alertas de desmatamento em junho contra 176 km² em maio de 2020. Já em relação a 2019, os alertas de desmatamento do mês de junho em MT diminuíram em 32km²

“Os resultados deste mês apontam que nossas ações de comando e controle que aliam tecnologia, inteligência e presença no campo estão no caminho correto para coibir o avanço do desmatamento”, destacou o secretário Adjunto Executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Alex Marega. Os dados foram apresentados durante reunião do Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, a Exploração Florestal Ilegal e aos Incêndios Florestais (CEDIF-MT) realizada na última sexta-feira (10).

Na avaliação dos membros do comitê, os aumentos dos alertas em maio são resultado de uma sensação equivocada dos infratores de que o Estado não estaria em campo durante a pandemia do novo coronavírus. “Muito pelo contrário, estamos intensificando nossas ações, já que fiscalização ambiental é uma atividade essencial”, completa Marega.

Por meio do Plano de Ação de Combate ao Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais 2020, Mato Grosso atua em seis frentes de atuação: planejamento e gestão, monitoramento, fiscalização, responsabilização, prevenção e combate aos incêndios florestais e comunicação. O investimento de R$ 22 milhões será dividido entre orçamento próprio do Governo de Mato Grosso e aportes do Programa REDD+ para Pioneiros (REM-Mato Grosso).

Como resultado das ações de comando e controle, Mato Grosso aplicou de janeiro a junho de 2020 mais de R$ 580 milhões em multas e embargou 131 mil hectares. Ao longo dos últimos seis meses foram apreendidos cerca de 180 maquinários utilizados em crimes ambientais, incluindo um helicóptero.

Alertas

Os dados do Deter fornecem informações aos agentes fiscalizadores, permitindo planejar ações, agir com estratégia e celeridade. Os avisos do Governo Federal complementam as informações obtidas pela Sema por meio da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal, que utiliza imagens dos satélites Planet.

Assim, se trata de um tipo de dado que gera indicadores sobre o desmatamento, mas que não passa por uma validação. Os dados consolidados do desmatamento na Amazônia são divulgados pelo Inpe por meio do Monitoramento do Desmatamento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Parque Tecnológico recruta empresas brasileiras para participarem de feira virtual na China

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio do Parque Tecnológico Mato Grosso, apoiará o evento China Hi-Tech Fair (CHTF), recrutando empresas brasileiras de tecnologia para participarem da feira, que será realizada entre os dias 11 a 15 de novembro. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (Sedec) também é parceira da ação. 

A CHTF é uma das feiras internacionais de tecnologia mais influentes do mundo. Este ano o evento será nos formatos presencial, realizado no Centro de Convenções e Exposições na cidade chinesa Shenzhen, e pela primeira vez em formato virtual para participantes de outras localidades.

Segundo o secretário da Seciteci, Nilton Borgato, o encontro será uma excelente oportunidade para as empresas brasileiras serem apresentadas ao maior mercado de tecnologia do mundo, a China.

“A China integra o centro de transações, realizações e exibições de produtos do mundo. Além disso, promove fóruns de alto nível sobre ambientes de inovação, atraindo projetos de milhares de empresas brasileiras. O formato virtual permitirá uma participação mais global, com intercâmbio de conteúdo e conhecimento”, diz ele.

De acordo com a superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, como a participação de outros países será somente de forma virtual, as empresas brasileiras que quiserem se inscrever deverão preencher o formulário disponível no site do Parque Tecnológico até o dia 25 de julho.

“Desta vez, por conta da pandemia, foi criado o encontro em formato virtual para fomentar a participação de pessoas do mundo inteiro. No Brasil, a Seciteci que vai recrutar empresas, além de realizar as inscrições e dar o suporte necessário”, explica.

Rogério Nunes, coordenador do Parque Tecnológico de Mato Grosso, explica que existem muitas empresas brasileiras com potencial tecnológico e a ideia é facilitar o encontro de empreendedores brasileiros com outras potências mundiais, participantes do evento.

“A China se destaca mundialmente em termos de tecnologias e na criação de produtos avançados para diversas áreas, por isso temos muito a aprender com eles. Neste contexto, o Parque Tecnológico vai atuar como um elo de integração entre brasileiros e organizadores da feira, além de empresários de diversas partes do mundo, tudo virtualmente”, esclarece.

As incrições podem ser feitas AQUI até o dia 25 de julho.

China Hi-Tech Fair

A feira é organizada em conjunto pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais, Administração Nacional da Propriedade Intelectual, Academia de Ciências da China, Academia Chinesa de Engenharia e Governo Popular Municipal de Shenzhen.

O sistema de participação virtual foi implantado este ano em virtude da pandemia da Covid-19. Este formato incentivará as empresas a exibirem virtualmente suas tecnologias e produtos por meio de comunicação instantânea com o público profissional no local.

Ao mesmo tempo, membros de delegação que estiveram na China poderão comparecer à feira para ajudar as empresas a fazerem contato com clientes e outros expositores.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana