conecte-se conosco


Mato Grosso

Segunda-feira (01): Mato Grosso registra 2.636 casos e 67 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (01.06), 2.636 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 67 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As últimas quatro mortes envolveram residentes de Acorizal, Barra do Garças, Cuiabá e Rondonópolis.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (795), Várzea Grande (257), Rondonópolis (206), Primavera do Leste (117), Tangará da Serra (113), Sorriso (87), Confresa (82), Lucas do Rio Verde (76), Barra do Garças (73), Sinop (58), Campo Verde (43), Rosário Oeste (42), Pontes e Lacerda (40), Jaciara (39), Alta Floresta (37), Cáceres (33), Nova Mutum (32), Peixoto de Azevedo (28), Aripuanã (25) e Sapezal (25). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 152 novas confirmações em Barra do Garças (1), Bom Jesus do Araguaia (1), Cáceres (2), Campos de Júlio (5), Colíder (1), Comodoro (3), Confresa (3), Conquista D’Oeste (1), Cuiabá (49), Jaciara (1), Juína (4), Lucas do Rio Verde (2), Marcelândia (6), Nossa Senhora do Livramento (2), Nova Ubiratã (2), Pedra Preta (2), Peixoto de Azevedo (3), Pontes e Lacerda (10), Primavera do Leste (9), Rondonópolis (2), Sapezal (2), Sinop (4), Sorriso (1), Tangará da Serra (1), Tapurah (1), Várzea Grande (25), Vila Bela da Santíssima Trindade (3) e Vila Rica (3).

Contudo, a área técnica esclareceu que houve a correção de um caso de duplicidade em Juara. Além disso, um caso anteriormente notificado em Cuiabá foi reposicionado para Várzea Grande, município de residência do paciente.  

Dos 2.636 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.656 estão em isolamento domiciliar e 749 estão recuperados. Há ainda 164 pacientes hospitalizados, sendo 81 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 83 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 176 leitos de UTI e 761 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado. O aumento da taxa de ocupação das unidades se deve à desabilitação de leitos por parte das unidades hospitalares especificadas em Boletim.  

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,5% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,5% masculino; além disso, 747 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 7.618 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 320 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Até o último domingo (31), o Governo Federal confirmou 514.849 casos da Covid-19 no Brasil e 29.314 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 28.834 mortes e 498.440 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os dados desta segunda-feira (01).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Comunidade Rio da Casca recebe doações da campanha Vem Ser Mais Solidário

Publicado


.

As famílias carentes da Comunidade Rio da Casca, localizada a 105 quilômetros de Cuiabá, receberam doações da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus”, na manhã dessa quinta-feira (02.07). A Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) entregou 250 cestas básicas contendo alimentos e produtos de higiene e limpeza.

Localizada na região de Chapada dos Guimarães, a comunidade é bem isolada e a maioria dos moradores é idosa. Para o presidente da comunidade, Anildo Moreira da Silva, o projeto chegou em boa hora. “Cerca de 70% das pessoas aqui são idosas e estão no grupo de risco. Devido a isso, estamos tentando evitar que elas precisem ir até a cidade. Agradeço muito a primeira-dama por lembrar da gente com esses alimentos”, comentou.

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, pontuou que a ação atende um pedido da primeira-dama, Virginia Mendes, que coordena a campanha voluntariamente. “A nossa campanha tem como objetivo alcançar as comunidades mais carentes, amenizando os impactos e garantindo o sustento dessas famílias que precisam de atenção principalmente neste momento de pandemia”, pontuou.

Conhecida na comunidade como Dunga, Ivanilde Natividade da Costa, 65 anos, foi uma das beneficiadas e disse ser privilegiada pelo gesto de solidariedade. “Esse ato da primeira-dama é uma forma de comunicar conosco. Agradeço por tudo que vocês estão fazendo a frente dessa obra. Que Deus abençoe”, disse.

Moradora da comunidade desde que nasceu, Renata Prada dos Santos, de 81 anos, também foi comtemplada com a ação. “No momento eu moro sozinha e com isso não posso ficar saindo de casa. A chegada desse alimento é uma grande de bênção que Deus mandou para nós”, relatou a aposentada.

A primeira-dama Virginia Mendes tem um carinho mais do que especial pela comunidade, pois passou a infância no Rio da Casca. “Meus pais moravam lá e eu tenho boas lembranças do local. Sei das dificuldades de logística, da ausência de meios de transporte e boa parte dos moradores são pessoas já idosas, por isso fiz questão de procurar ajuda-los, assim como estamos fazendo com vários outros locais que também estão distantes. Fico muito feliz em poder ajudar”, destacou.

Contribua com a campanha

Se você quer doar alimentos e ou materiais de limpeza pode procurar a Arena Pantanal, em Cuiabá. Quem preferir poderá doar recursos diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil, agência 3834-2, conta corrente número 1.042.810-0 (CNPJ 03.507.415/0009-00). Todas as doações serão revertidas para compra de cestas básicas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

CGE reforça canais de atendimento da Rede de Ouvidorias

Publicado


.

Como responsável pela coordenação da atividade de Ouvidoria no Governo de Mato Grosso, a Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) reitera à população os canais de atendimento da Rede de Ouvidorias em funcionamento neste período de pandemia.

Os meios para entrar em contato com Rede de Ouvidorias do Poder Executivo Estadual são os seguintes:

Por enquanto, o atendimento pelos telefones 162 e 0800 647 1520 está suspenso.

Ao fazer a manifestação pela Internet, a CGE orienta o cidadão a se atentar à marcação do campo indicativo de que a demanda dele é relacionada à Covid-19, se for o caso, para agilizar a triagem, já que os assuntos relativos à pandemia têm prioridade no atendimento.

Funciona assim: após receber a mensagem do cidadão, a CGE faz a triagem e encaminha para a Ouvidoria Setorial do órgão com atribuição relacionada à manifestação.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana