conecte-se conosco


Mato Grosso

Seduc promove webconferência sobre tecnologias digitais

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) promove nesta sexta-feira (25.09), às 18h, a primeira de uma série de webinars voltadas para a comunidade escolar da rede estadual de ensino. A temática inaugural será “Papo Reto: Aprendendo pelas tecnologias” e será transmitida pelo canal no Youtube do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro).

O superintendente de Políticas de Desenvolvimento Profissional da Seduc, Adriano Sabino, explica que a webinar trata-se de um diálogo descontraído tendo professores como mediadores e estudantes como protagonistas. “O objetivo é que esses estudantes possam apresentar aos demais colegas da rede como, no período de pandemia, deram continuidade aos estudos com a utilização das tecnologias digitais de informação e comunicação”.

A série de webconferências será realizada entre os meses de setembro e dezembro. No dia 30 de setembro será a webinar “Educação Ambiental e prevenção ao risco de desastres”, no dia 07 de outubro “Dislexia em foco: Por uma Educação Inclusiva para pessoas com Dislexia” e no dia 21 de outubro será o tema “Papo Reto: Jogos e gamificação”.

A série de conferencias seguem no mês de novembro com a temática “Por que devemos nos abrir para o Socioemocional?”, realizada no dia 04, e “Autonomia e Curadoria Cultural: competências para a nova Educação”, no dia 18. Em dezembro será realizada as webinars Papo Reto: Cultura, arte e diversidades, no dia 04, e “Papo Reto: Aprendendo pelas tecnologias, preparando para 2021”, no dia 16.

Conforme destaca a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, a ideia de realizar a série de webconferências visa promover momentos de debate em torno de temas contemporâneos, que provoquem reflexões críticas sobre o cenário de transformação mundial, permitindo a reação de forma positiva diante do cenário de crise.

 

 

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Em Sinop, operação da PM prende 5 motoristas por embriaguez ao volante

Publicado


A Polícia Militar prendeu cinco pessoas por embriaguez ao volante, durante a Operação In Memorian, na madrugada deste sábado (31.10), em Sinop. O bloqueio policial abordou 126 condutores e 55 veículos, recolheu 19 carteiras de habilitação e removeu 13 veículos que apresentaram irregularidades. Um homem foi preso por direção perigosa.

Os bloqueios e barreiras policiais aconteceram em três avenidas da cidade, nas proximidades de casas noturnas, bares e restaurantes com grande movimentação de pessoas.

A operação busca reduzir os índices de acidente de trânsito, nos perímetros urbanos e nas rodovias estaduais.

Por meio de bloqueios, abordagens e checagens, os policiais coíbem a conduta daqueles motoristas que insistem em dirigir após a ingestão de bebidas alcoólicas.

A ação da PM segue até a noite de segunda-feira (02.11) em todo o Estado.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Programa vai investir R$ 265 milhões na regularização e permanência do agricultor no campo

Publicado


O maior programa de investimentos da história de Mato Grosso, o Mais MT, prevê R$ 265 milhões para ações na área de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária. Este é um dos 12 eixos temáticos contemplados pelo programa, que deve investir R$ 9,5 bilhões em quatro anos (2019-2022).

Conforme o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, as ações do MT Produtivo, já em execução pela pasta, receberão o total de R$ 185 milhões. O montante será utilizado principalmente para aquisição de equipamentos e maquinários, implantação da assistência técnica on-line, apoio às cadeias produtivas e ampliação dos canais comerciais.

“O programa Mato Grosso Produtivo vai dar condições para que aquele produtor da agricultura familiar possa trabalhar, ganhar dinheiro, ter qualidade de vida no campo e continuar desenvolvendo as suas atividades na sua propriedade. Se você pegar os últimos 10 anos, foram investidos em torno de R$ 10 milhões por ano. Hoje a realidade é diferente”, ressalta, sobre a importância dos investimentos na área.

Com o Mais MT, o investimento anual do Governo para a agricultura familiar passa a ser de mais de R$ 45 milhões ao ano, mais de quatro vezes mais do que a média da última década.

O uso da tecnologia no campo é o diferencial das ações do programa, que permite que o agricultor possa produzir mais e melhor, com maquinários, assistência, e tecnologia adequada ao cultivo.

“Ficou para trás o agricultor que usa a própria força, a enxada para o cultivo. A tecnologia será importante para que a economia possa se desenvolver, crescer, para que possamos ver o Estado rico para todos aqueles que querem trabalhar e construir”, afirma Silvano.

Em Mato Grosso, cerca de 127 mil famílias sobrevivem diretamente da agricultura familiar, entre assentados e proprietários de pequenas áreas particulares, em todos os municípios do Estado. “Temos hoje municípios com 40 famílias de agricultores, e casos como Colniza, que possui quase 4 mil. Este é o público alvo do programa”, pontua.

Regularização fundiária

E a regularização fundiária anda de mãos dadas com as melhores condições de vida no campo, afirma o presidente do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), Francisco Serafim de Barros.

Com o Mais MT, o Intermat investirá R$ 80 milhões no programa Regulariza MT, que inclui ações de ampliação da estrutura para regularização urbana e rural e execução do Programa Terra a Limpo. 

“Estamos implantando o programa de regularização fundiária em todos os municípios de Mato Grosso. Inicialmente, o carro chefe é o Programa Terra a Limpo, que investirá R$72,9 milhões e irá viabilizar o assentamento de 70 mil famílias rurais, o que envolve o Intermat e o Incra dentro do convênio”, explica o presidente.

O Terra a Limpo tem o objetivo central de promover a resolução de conflitos e a segurança jurídica pela posse da terra, beneficiando famílias de agricultores de 87 municípios, com recursos do Fundo Amazônia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Serafim ressalta o trabalho de emissão de títulos urbanos no Estado, principalmente na Baixada Cuiabana. “Temos a missão de regularizar mais de 30 mil lotes que estão pendentes, são famílias que estão aguardando a regularização há mais de 30 anos. A política de regularização fundiária é muito importante no âmbito social, econômico e também ambiental”.

O Mais MT foi lançado pelo governador Mauro Mendes na última quarta-feira (28.10). O programa que prevê o maior investimento da história está dividido em 12 eixos estruturantes, que atendem as seguintes áreas: Segurança; Saúde; Educação; Social e Habitação; Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda; Infraestrutura; Turismo; Cultura, Esporte e Lazer; Simplifica MT; Eficiência Pública; Meio Ambiente; Agricultura Familiar e Regularização Fundiária.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana