conecte-se conosco


Mato Grosso

Seduc inicia planejamento para virada na Educação e melhorar índices do Ideb

Publicado


.

Os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado nesta terça-feira (15.09) pelo Ministério da Educação (MEC), apontam que o ensino médio na rede estadual avançou em relação aos índices de 2017, passando de 3,2 para 3,4. Nos anos iniciais a média foi de 5,6 e nos anos finais de 4,5.

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, ressalta que os resultados obtidos não foram satisfatórios, porém, o ano de 2019 foi de grandes desafios para a Educação. As provas do Ideb foram realizadas no primeiro ano da atual gestão, que passou por uma greve de 74 dias, fator que prejudicou o processo de ensino-aprendizagem dos alunos.

“Em 2019, a atual gestão recebeu uma Secretaria com R$ 636,8 milhões de restos a pagar de exercícios anteriores, incluindo encargos e pessoal e despesas correntes, o que impossibilitou a capacidade de investimentos naquele ano. No entanto, em dezembro de 2019, já havia pago R$ 430,9 milhões do total de restos a pagar”, explica a secretária.

Com as dívidas pagas, foi possível planejar investimentos, tanto na área pedagógica, como na infraestrutura. Com isso, a Seduc agora passa por uma reformulação e em breve Mato Grosso terá uma grande virada na Educação.

Entre as ações da Seduc está o reordenamento e redimensionamento da rede, visando otimizar espaços físicos e os recursos financeiros e melhorar o atendimento da demanda nas unidades educacionais.

Conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) a educação infantil (atendimento da creche e pré-escola) é de responsabilidade dos municípios e o Ensino Médio é de responsabilidade do Estado. Já o ensino fundamental (do 1º ao 9º ano) deve ser exercido e implementado em regime de colaboração entre Estado e os municípios. Diante disso, a reorganização do atendimento escolar tem sido feita de forma que os municípios atendem os anos iniciais (1º ao 6º ano) e o Estado os anos finais (7º ao 9º) para que possa haver um equilíbrio no atendimento da demanda.

Segundo a secretária, o índice do Ensino Médio é um dos maiores gargalos não somente para a educação de Mato Grosso, mas em todo o país, pois, apesar de terem crescidos em relação a 2017, apenas dois estados atingiram a meta.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

MT Ciências abre vagas para curso de Programação com Arduíno

Publicado


.

A partir desta terça-feira (22), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio do MT Ciências, abre as inscrições para o curso gratuito de Introdução à Programação com Arduíno que será realizado na modalidade de ensino a distância (EAD). As inscrições poderão ser realizadas até o dia 2 de outubro, por meio do formulário virtual do Google Forms.

Segundo a coordenadora de Popularização da Ciência da Seciteci, Marilene Passos, as vagas são limitadas e a iniciativa deve contemplar até 45 pessoas, com idade acima de 12 anos. A ideia é ofertar um curso de tecnologia de forma remota, com emissão de certificado para o aluno.

“Nós sempre ofertamos pelo MT Ciências, cursos na área de robótica e programação, porém por causa da pandemia, decidimos criar este novo curso totalmente virtual, para ensinar um pouco sobre esta plataforma de prototipagem eletrônica de hardaware livre, conhecida como Arduíno, que possibilita realizar programações básicas para robótica, equipamentos eletrônicos, etc”, disse.

O curso terá 40 horas de duração e abordará a ferramenta autodesk. As aulas se iniciarão dia 05 de outubro e seguem até 06 de novembro. Após a confirmação da matrícula, o aluno receberá acesso às aulas disponíveis pela plataforma Moodle da Seciteci.

O curso será ministrado pelos monitores do MT Ciências, Mamedes Eronildes de Castro Júnior e Ana Maura Pereira Cabral, que são engenheiros da computação.

Para se candidatar a vaga, a pessoa precisa ter em mãos dados pessoais e e-mail. O formulário está disponível AQUI

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Investimentos do FCO Empresarial atingem 98% dos municípios de MT

Publicado


.

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) aprovou nesta segunda-feira (21.09) dezesseis cartas consultas de empresas em Mato Grosso, financiando mais de R$ 75,2 milhões por meio de crédito do Fundo de Financiamento do Centro Oeste (FCO) Empresarial. 

De janeiro a julho de 2020, os empresários do Estado já contrataram mais de R$ 2,5 bilhões. De acordo com o superintendente regional do Banco do Brasil, Oberti Finger, 97,6% dos municípios foram atendidos com os financiamentos e há 0,1% de inadimplência. Até o momento, há disponível para contratação cerca de R$ 250 milhões. 

A pandemia da Covid-19 impactou também a busca por crédito nas instituições financeiras. Segundo o relatório do Banco do Brasil, foram 972 operações contratadas no primeiro semestre deste ano, abaixo das 1.328 operações de 2019 no mesmo período. Foram 54 operações para a linha emergencial do FCO Empresarial liberada em julho, específica para o momento da pandemia, financiando R$ 4,4 milhões. 

Mais de 80% das operações do FCO Empresarial em Mato Grosso estão em torno de R$ 100 mil a R$ 500 mil. É uma linha de crédito com prazos, limites e encargos financeiros diferenciados, destinada a empresas que se dedicam a atividade produtiva nos setores industrial, agroindustrial, mineral, de turismo, de infraestrutura econômica e de comércio e serviços.

FCO Digital

O Cedem aprovou ainda a Resolução 651/2020 que trata de Acordo de Cooperação Técnica entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec MT) e a Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco) para que a secretaria mato-grossense transfira o Sistema de Gestão de Cartas Consultas para outros estados do Centro Oeste. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente do Cedem, César Miranda, ressaltou mais uma vez a vanguarda do Estado de Mato Grosso. “Somos o primeiro Estado brasileiro a digitalizar as cartas consultas do FCO Empresarial, mostrando que estamos atentos às necessidades dos empresários e sempre em busca da celeridade e transparência dos processos. E com econômica, pois o sistema foi totalmente desenvolvido pelos técnicos da secretaria”, afirmou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana