conecte-se conosco


Mato Grosso

Seduc certifica mais de 400 alunos do Projeto Muxirum em Rosário Oeste

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) entregou, nesta segunda-feira (10.06), 459 certificados aos alunos do projeto Muxirum da Alfabetização do município de Rosário Oeste (a 128 quilômetros de Cuiabá), que concluíram o curso nos anos de 2017 e 2018.

Durante a cerimônia, realizada no Cinema municipal de Rosário, foram entregues os certificados a 15 alunos. Como os demais são idosos e moram em localidades rurais e têm dificuldades de se locomover até o centro da cidade, os certificados foram entregues em suas próprias localidades.

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, informou que o Muxirum já alfabetizou em todo o Estado 10.165 pessoas em 31 municípios. O projeto é realizado nos municípios em parcerias com as Prefeituras, por meio das Secretarias Municipais de Educação.

“A educação transforma vidas e vai transformar a vida dessas pessoas que passaram pelo Muxirum. Projeto que tem como característica alfabetizar e oportunizar àqueles que não tiveram acesso à educação no período certo”.

Durante o evento, também foram entregues kits alfabetizandos para os alunos que se matricularam nas turmas de 2019. Cada kit é composto de caderno, lápis, borracha e caneta. Ao todo, estão matriculados nas turmas de 2019, no município de Rosário, 125 novos alunos, que serão atendidos por 16 professores alfabetizadores.

“Eu fico extremamente feliz ao ver que aqui no município 125 alunos já estão inscritos este ano. Se em cada município participante tiver inscritas 125 pessoas, imagina quantas vamos tirar da situação de exclusão do conhecimento?”, observou a secretária.

Leia Também:  MT vai receber R$ 23,8 milhões para combater queimadas e desmatamento

Conforme ressaltou o prefeito de Rosário Oeste, João Antônio Albino, o conhecimento é capaz de diferenciar as pessoas na multidão, faz crescer e aumenta a autoestima de qualquer um. “Poder participar dessa etapa importante na vida de vocês e o início de muitas outras que se virão, é momento de muita alegria para mim”.

O prefeito destacou ainda que sempre que participa de eventos como o do Muxirum se lembra de seu avô. “Ele costumava me dizer que não tinha inveja de quem tinha uma casa ou um carro bom, mas sim de quem tinha estudo e condições de ler e escrever, oportunidade que ele não teve. Tenho certeza que se ele estivesse vivo estaria aqui, participando dessa simbólica formatura”, disse.

Dona Isabel Nonato Ferreira, 77 anos, estava emocionada com o seu certificado. “Nunca fui pra escola, não sabia escrever nem meu nome direito. Agora sei escrever e ler muita coisa e ainda tenho como comprovar que estudei”, disse.

Para a dona de casa Edalina Campos, 41 anos, o Muxirum lhe abriu as portas para que pudesse sonhar alto. “Sempre me senti mal por não conseguir ajudar meus filhos com as tarefas da escola, pois não sabia ler. Hoje me sinto outra pessoa e não quero mais parar de estudar”, disse Edalina, acrescentando que pretende se matricular numa turma de educação de jovens e adultos para cursar o ensino fundamental e o médio.

Leia Também:  Primeiro sorteio do Programa Nota MT será nesta quinta-feira (08.08)

A professora Fabiane Lemes, uma das alfabetizadoras do Muxirum em Rosário Oeste, disse que se emocionava junto com os alunos toda vez que algum deles aprendia a escrever o nome. “É uma sensação maravilhosa participar desse momento e ver cada evolução deles”.

Também participaram do evento a secretária municipal de Educação de Rosário Oeste, Jane Tabarico, a assessora pedagógica do município, Gisele Lara Silva, a coordenadora local do Muxirum, Kely, o coordenador do Muxirum na Seduc, Manoel Satiro, e a formadora do projeto Nilseia Maldonado.

Atendimento e Investimentos

Para 2019, a previsão é atender em Mato Grosso 2.968 pessoas em 14 municípios, com 231 turmas e 231 alfabetizadores. Para tanto, serão investidos R$ 1,5 milhão.

Os municípios atendidos serão Acorizal, Barão de Melgaço, Jangada, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Alto Paraguai, Rosário Oeste, Cáceres, Figueirópolis D’Oeste, Jauru, Lambari D’Oeste, Curvelândia, Araputanga e Mirassol D’Oeste.

Um diferencial do projeto é que os responsáveis pelo curso desenvolvem uma etapa considerada essencial, que é o trabalho de acompanhamento, visitando as turmas in loco. O horário do curso é flexível, pois o alfabetizador e o alfabetizando definem o melhor período para o estudo.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Estado investe em 600 bolsas de iniciação científica e governador pede foco em resultados

Publicado

O Governo do Estado firmou parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) para investimento em 600 bolsas de iniciação científica. Um termo de cooperação técnica entre o Executivo e instituições de ensino foi assinado nesta terça-feira (17.09) pelo governador Mauro Mendes.

Do total de bolsas concedidas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), 500 serão destinadas para cursos de graduação e 100 para alunos do ensino médio. O valor do investimento é de R$ 3 milhões, aproximadamente, sendo R$ 450 destinados para graduação e R$ 150 para as bolsas de ensino médio, que serão pagos no período de um ano.

“Temos que estabelecer pilares para o desenvolvimento e o investimento em pesquisa é o caminho mais certo para se chegar ao futuro em condições melhores que o presente. Mato Grosso é especialmente ligado ao agronegócio, setor que ainda carece de caminhar muito para obter uma melhor competitividade”, disse Mendes.

Leia Também:  Militares e agentes de trânsito participam do curso de Escolta e Batedor da PM

O governador apontou para a necessidade de que os investimentos sejam aplicados em áreas de pesquisa que de fato atendam demandas de Mato Grosso, utilizando os recursos públicos de forma aprimorada e com foco nos resultados que beneficiem o Estado.

Ele pontuou que irá analisar os resultados das pesquisas desenvolvidas com a parceria ao final do prazo de desenvolvimento dos trabalhos.

 “A pesquisa deve ser cada vez mais focada naquilo que importa à nossa sociedade e que possa efetivamente produzir resultados. Com esse objetivo, vou contribuir avaliando os resultados dos investimentos, porque se forem positivos, os recursos serão novamente aportados. Caso contrário, poderão ser reduzidos ou até mesmo cortados”, asseverou o chefe do Executivo estadual.

O presidente da Fapemat, Adriano Silva, explicou que as bolsas serão divididas entre as instituições de ensino, sendo destinadas 200 para cursos de graduação da UFMT, 200 para a Unemat e 100 para o IFMT. Já as bolsas para o ensino médio foram divididas em 10 para UFMT, 30 para Unemat e 50 para o IFMT.

Leia Também:  MT vai receber R$ 23,8 milhões para combater queimadas e desmatamento

“Essas bolsas têm como objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre nossos estudantes, mediante a participação em projetos de pesquisa, orientados por pesquisadores qualificados. Vamos trabalhar para que sejam destinadas às áreas que realmente promovam avanços e o crescimento do Estado, trazendo resultados tanto para o setor público, como também para o setor produtivo”, afirmou Silva.

O vice-reitor da UFMT, Evandro Soares, ratificou o pedido do governador para que as pesquisas atendam as demandas de Mato Grosso e considerou que os editais de chamamento tragam o objetivo de que os trabalhos promovam soluções de curto e médio prazo.

“Junto com o Governo, devemos identificar quais as demandas que o Estado carece e trabalhar juntos essas necessidades, agregando valor às pesquisas desenvolvidas por nossos alunos”, comentou.

Também estiveram presentes no ato de assinatura do termo de cooperação os deputados estaduais Thiago Silva e Dilmar Dal Bosco, o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, Stéphano do Carmo, a pró-reitora da Unemat, Leonarda Neves, e o reitor do IFMT, Willian de Paula.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Escola Técnica de Barra do Garças forma 20 técnicos em Agronegócio

Publicado

Estudantes do curso técnico em Agronegócio, da Escola Técnica de Barra do Garças, celebraram a colação de grau na noite da sexta-feira (13.09). Ao todo, 20 profissionais se formaram.

O secretário adjunto de Educação Profissional e Superior da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Stephano do Carmo, chamou a atenção para a responsabilidade dos novos técnicos. “O Governo de Mato Grosso, por meio da Seciteci, cumpriu sua missão e nos sentimos realizados por contribuir para a melhora do nosso país, entregando ao mercado de trabalho profissionais qualificados como vocês, que Saem prontos para assumir o importante papel de disseminar o conhecimento adquirido”.

Stephano destaca que a participação do agronegócio no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresce significativamente. Ainda que o crescimento do PIB nacional esteja longe do esperado, o setor agrícola é o que mais tem colaborado na evolução do índice. A manutenção do produto interno bruto está baseada na produção do campo.

Para a diretora da Escola Técnica de Barra do Garças, Verônica Luz, este é um momento especial para todos os presentes. “Os novos técnicos estão prontos para conquistar o mercado de trabalho, atendendo a demanda reprimida por mão de obra qualificada. Por isso, acreditamos no compartilhamento do conhecimento e ficamos satisfeitos de acompanhar o desenvolvimento de cada formando”, afirma.

Leia Também:  Militares e agentes de trânsito participam do curso de Escolta e Batedor da PM

O estudante, Jonatan da Mata de Jesus, disse que a colação de grau marca sua conquista, porque é um aprendizado indescritível que abre oportunidades. “Passa um filme na cabeça da gente em relação a tudo o que vivemos, é um momento único. Parece que começamos o curso ontem, já se passaram mais de dois anos, e agora é irreversível, seremos técnicos em Agronegócio até nossos últimos dias nessa terra”, destaca.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana