conecte-se conosco


Internacional

Secretário-geral da ONU pede manutenção de acordo nuclear com Irã

Publicado

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, pediu em Osaka, no Japão, paralelamente à reunião do G20, a redução das tensões no Golfo Pérsico e a manutenção do acordo nuclear de 2015 com o Irã.

O acordo foi um fator de estabilidade e “será muito importante preservá-lo”, disse aos jornalistas.

Guterres acrescentou que evitar um confronto no Golfo deve ser uma grande preocupação para os principais participantes da cúpula.

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, que decidiu em 2018 abandonar o acordo nuclear com o Irã e voltar a impor sanções económicas ao país, vai discutir o assunto com outros líderes mundiais.

O Irã já disse estar pronto para aumentar o limite de reservas de urânio, ameaçando o acordo alcançado em 2015 com as potências mundiais, que se destinava a reduzir sua atividade nuclear.

O pacto assinado em Viena entre o Irã e os 5+1, cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (EUA, França, Reino Unido, Rússia e China) mais a Alemanha, limita o programa nuclear iraniano em troca do levantamento das sanções internacionais.

Criado em 1999, o G20 integra os ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo e da União Europeia (UE).

Edição:
publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Chinês é condenado à morte após atear fogo na ex-mulher influencer ao vivo

Publicado


source
Tibetana tinha quase 30 mil seguidores nas redes sociais
Bruno Ignacio

Tibetana tinha quase 30 mil seguidores nas redes sociais

Um homem foi condenado à morte nesta quinta-feira (14) após encharcar de gasolina e atear fogo na ex-mulher enquanto ela fazia uma transmissão ao vivo para seus mais de 30 mil seguidores. 

Amuchu, a influencer tibetana assassinada aos 30 anos postava vídeos do seu dia a dia no país na rede social Douyin, equivalente ao TikTok chinês. Ela havia se divorciado dele três mesas antes do ocorrido.

O crime aconteceu em setembro do ano passado. Ela não resistiu aos graves ferimentos e morreu duas semanas depois.

A morte gerou indignação no país, que só começou a punir casos de violência doméstica em 2016. Uma hashtag de apoio à ela foi criada e chegou a ser censurada pelas autoridades chinesas.

Leia Também

Seu crime “mostrou uma crueldade extrema, e seu impacto na sociedade foi terrivelmente ruim”, disse o tribunal em um comunicado.

Uma em cada quatro mulheres chinesas foi vítima deste tipo de violência pelo menos uma vez na vida, de acordo com um estudo publicado em 2013 pela Federação das Mulheres da China, informa a AFP.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Nasa lança sonda para estudar asteróides “troianos” em Júpiter

Publicado


A Nasa lançou uma missão inédita neste sábado para estudar os asteroides troianos de Júpiter, dois grandes aglomerados de rochas espaciais que os cientistas acreditam serem remanescentes de material que formou planetas externos do Sistema Solar.

A sonda espacial, apelidada de Lucy e embalada dentro de uma cápsula de carga especial, decolou no horário programado da Estação da Força Aérea dos Estados Unidos em Cabo Canaveral, na Flórida, às 6h34 (horário de Brasília), informou a Nasa. O equipamento foi lançado em um foguete Atlas V da United Launch Alliance (UAL), uma joint venture da Boeing e da Lockheed Martin.

A missão de Lucy é uma expedição de 12 anos para estudar um número recorde de asteroides. Será a primeira a explorar os chamados troianos, milhares de objetos rochosos orbitando o Sol em dois aglomerados – um à frente do caminho de Júpiter e outro atrás dele.

Acredita-se que os maiores asteroides troianos conhecidos, batizados em homenagem aos guerreiros da mitologia grega, meçam até 225 quilômetros de diâmetro.

Os cientistas esperam que o sobrevoo de Lucy por sete rochas troianas forneça novas pistas sobre como os planetas do Sistema Solar se formaram há cerca de 4,5 bilhões de anos e o que moldou sua configuração atual.

Lucy também fará um voo rasante sobre um asteroide no cinturão principal do Sistema Solar, chamado DonaldJohanson, em homenagem ao principal descobridor do ancestral humano fossilizado conhecido como Lucy. O fóssil de Lucy, descoberto na Etiópia em 1974, inspirou por sua vez a música Lucy in the Sky with Diamonds, dos Beatles.

A sonda usará foguetes para manobrar no espaço e dois painéis solares arredondados, cada um da largura de um ônibus escolar, que recarregarão as baterias que alimentam os instrumentos contidos no corpo de Lucy.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana