conecte-se conosco


Geral

Secretaria é notificada para substituir temporários por aprovados em concurso

Publicado

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande foi notificada pelo Ministério Público de Mato Grosso para que se abstenha, imediatamente, de celebrar novos contratos temporários ou prorrogar os vigentes, em detrimento do chamamento de candidatos aprovados em concurso público para o cargo de Técnico de Suporte Administrativo Educacional – perfil Técnico de Manutenção e Segurança da Infraestrutura Escolar. A notificação recomendatória foi emitida na terça-feira (9 de julho) pela 1ª Promotoria de Justiça Cível da comarca de Várzea Grande, que atua na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, e destinada ao secretário Silvio Fidélis, com cópia ao Município de Várzea Grande, representado pela Procuradoria-Geral.

Conforme a Lei Complementar N.º 4.293/2017, que dispõe sobre a reestruturação das leis de carreira dos servidores públicos municipais, o titular do cargo de Técnico de Suporte Administrativo Educacional (TSAE) exerce atividades profissionais nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIS) e Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBS) da Rede Pública Municipal de Ensino de Várzea Grande, entre elas as de vigilância, segurança, limpeza e manutenção da infraestrutura escolar. No último concurso público realizado pelo município, que teve o resultado homologado em abril de 2018, foram ofertadas 95 vagas para este cargo, contudo, convocados somente 40 candidatos aprovados, dos quais apenas 31 estão no exercício da função.

Leia Também:  Estado vai instalar câmeras nas rodovias para combater sonegação fiscal

Ainda de acordo com a recomendação do MPMT, a Secretaria deve substituir os contratados temporários por aprovados, seguindo a ordem de classificação do concurso público. “O descumprimento da presente notificação ensejará eventual propositura de ação de responsabilização por ato de improbidade administrativa para defesa dos princípios constitucionais da Administração Pública”, argumentou a promotora de Justiça Audrey Thomaz Ility.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Hospital Geral promove mutirão de Angioplastia com Stent para pacientes do SUS

Publicado

Para reduzir a fila de espera por procedimentos na especialidade cardiológica, o Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG) em parceria com a Central de Regulação e a empresa Sonicardio realizaram neste mês de julho, um mutirão para angioplastias com stent coronário.

Segundo a presidente do HG, Dra. Flávia Silvestre, o objetivo é reduzir a grande demanda de pacientes que há muito tempo aguardam por uma consulta ou procedimento nesta especialidade que somos referência estadual. Nosso objetivo é reduzir pelo menos 30% a fila de espera, onde 100% dos pacientes são usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Com o mutirão, estima-se que sejam atendidos somente neste mês 100 pacientes a mais da nossa contratualização de atendimentos. Espero que possamos reduzir o alto índice de demandas paradas na Central de Regulação, e assim podermos proporcionar mais saúde e qualidade de vida para os pacientes”, comenta a presidente.

Doenças cardiovasculares matam 17,3 milhões de pessoas no mundo anualmente, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Dessas mortes, 80% ocorrem nos países em desenvolvimentos, entre eles o Brasil.

De acordo com o cardiologista e hemodinamicista da Sonicardio, Dr. Danilo Arruda, a doença da artéria coronária é conhecida popularmente por veia entupida. Ela se manifesta sob três aspectos: Angina de Peito, Infarto Agudo do Miocárdio e Morte Súbita. “A cada dois minutos uma pessoa morre por alguma cardiopatia no Brasil, pesquisas apontam que em 2040 cerca de 50% dos brasileiros terão manifestado alguma doença cardiovascular”, alerta o médico.

Leia Também:  Preço das passagens de ônibus intermunicipal terá redução em Mato Grosso

Uma das principais causas de óbito no país é o infarto agudo do miocárdio, que tira a vida de até 15% das pessoas atingidas. Os que sobrevivem à contração ou ao entupimento da artéria coronária costumam ser submetidos à angioplastia coronariana.

Dr. Danilo explica que doenças do coração são desencadeadas pelo tabagismo, hipertensão arterial, colesterol alto, diabetes, sedentarismo e estresse, entre outros fatores evitáveis. “O mutirão é promovido em caráter multidisciplinar, para que o paciente receba cuidado integral à saúde com base em orientações nutricionais e farmacológicas”.

Para possibilitar esta ação a equipe da Sonicardio foi composta pelos médicos Danilo Arruda, Danilo Arruda Júnior, Juliano Slhessarenko, Danilo Fadul e Carlos Carretoni contando com a retaguarda da equipe da Unidade de Terapia Intensiva Coronariana (UCO), da Enfermaria da Clínica Cardiológica, e apoio do PRM em Cardiologia.

Atualmente, o tempo médio de espera para uma consulta cardiológica eletiva é de seis meses. Todas as consultas e cirurgias que estão sendo realizadas são custeadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), com apoio da Secretaria Municipal e Estadual de Saúde de Mato Grosso.

Leia Também:  Polícia Militar lança ‘Operação Corpus Christi’ em todo o estado

Flávia ressalta que a equipe médica não mediu esforços para realizar de seis a 10 angioplastias por dia, dando agilidade e alta hospitalar para os pacientes. “Com isso, reduz os custos financeiros e especialmente o custo social e emocional do paciente, que na maioria dos eram provenientes do interior do Estado”.

O cardiologista lembra ainda que essa ação é muito importante para agilizar o atendimento à população, de forma que os pacientes tenham suas demandas diagnosticadas o quanto antes, para se dar o tratamento devido quando for o caso.

Satisfação

Além dos pacientes que estavam na espera, há casos como o de dona Helena de Carvalho, de 73 anos, que necessitava de angioplastia. A aposentada foi informada sobre o mutirão através da Central de Regulação. “Achei maravilhosa a iniciativa dos médicos em fazerem esse mutirão, porque estou na fila há dois meses. Já fiz a angioplastia e posso voltar para casa”, relatou.

Quem ficou satisfeito também foi seu Ramão Benites, de 45 anos, em maio deste ano, ele foi acometido de enfarto e submetido a cateterismo com implante de dois stent farmacológico.

Continue lendo

Geral

Fazendas do maior traficante da América Latina em Mato Grosso começam a ir a leilão no final deste mês

Publicado

De início, serão duas propriedades localizadas no norte de Mato Grosso; interessados podem participar tanto pela internet como presencialmente em Curitiba

Duas fazendas de Luiz Carlos da Rocha, o Cabeça Branca, considerado por anos o maior traficante da América Latina e preso em julho de 2017, irão a leilão no dia 30 de julho deste ano, às 10h00. A Justiça Federal autorizou a alienação judicial através do site do leiloeiro público oficial, Guilherme Toporoski.

As duas propriedades ficam em Marcelândia, no norte mato-grossense. Uma delas, denominada como Fazenda Estrelinha possui 596,4595 hectares entre área aberta utilizada para a produção de grãos e mata nativa. O local contém como benfeitorias: dois barracões, duas casas de alvenaria e quatro casas de madeira. Ela está avaliada em R$ 7.517.400,00.

Já a segunda fazenda, chamada de Fazenda Jupinda II, tem 620,5725 hectares, encontra-se coberta por vegetação nativa e não possui benfeitorias. Sua avaliação é R$ 1.241.145,00.

Todos os detalhes das propriedades, assim como fotografias, podem ser vistos no site do leiloeiro oficial. Conforme Toporoski, também é possível visitar os locais. “Caso o interessado queira ir até o local, são áreas que as pessoas podem visitar. As duas são na área rural, a entrada é na beira da rodovia, existem placas informando e não há cercas. A localização exata também está disponível no site”, explica.

Leia Também:  VG paga salário de junho na quinta-feira e eleva nível dos servidores de carreira

Como Participar do leilão

Para participar, os interessados deverão realizar o cadastro prévio, até 24 horas antes do início do leilão, no site https://topoleiloes.com.br/ e na data prevista ofertar os lances durante o leilão. Outra opção é participar de forma presencial no Auditório Topo Leilões, situado na Rua Prefeito Ângelo Ferrário Lopes, nº 1705, em Curitiba, no Paraná.

Caso não haja arrematação a vista, poderão ser aceitos lances para pagamento parcelado da arrematação, com um sinal de 25% do valor total do lance e o saldo remanescente em até 30 parcelas mensais.

Valores e formas de pagamento

No primeiro leilão serão aceitos lances de valor igual ou superior à avaliação das propriedades. Caso nenhuma delas seja vendida, ocorrerá um segundo leilão no dia 13 de agosto, às 10h00, e os lances poderão ser de valores iguais ou superiores a 80% do valor de avaliação.

As propriedades serão entregues livres e desembaraçados de ônus, inclusive os de natureza fiscal (art. 130, § único, do CTN).

Leia Também:  Justiça condena ex-deputado a pagar R$ 1,6 milhão a casal que se feriu na queda de arquibancada da Feicovag

Quem é Cabeça Branca

Conhecido como Cabeça Branca, Luiz Carlos da Rocha foi dono de um patrimônio avaliado em pelo menos R$ 325 milhões de reais e esteve no topo da lista dos criminosos mais procurados do país por mais de três décadas. Sozinho era responsável por abastecer mensalmente com pelo menos cinco toneladas de cocaína, de alto grau de pureza, países na Europa, na África e nos Estados Unidos.

Considerado pela Polícia Federal como um grande empresário do narcotráfico e chamado de Pablo Escobar brasileiro, ele foi preso, pela Polícia Federal, em Sorriso, no Mato Grosso. Sua história é contada no livro “Cocaína, a rota caipira”, do jornalista e escritor Allan Abreu.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana