conecte-se conosco


Várzea Grande

Saúde entrega novos kits com fardamentos e equipamentos a agentes de combate a endemias

Publicado

O cuidado com a saúde, conforto e bem-estar dos profissionais que atuam no dia a dia no combate a endemias, e oferecer qualidade de trabalho para os servidores também é uma das metas da gestão Lucimar Sacre de Campos. A secretaria de Saúde entregou, aos agentes de combate a endemias, e agentes comunitários de saúde da cidade, novos kits contendo uniformes e equipamentos individuais de trabalho. A iniciativa integra as ações da gestão de valorização dos profissionais que desenvolvem importante trabalho de controle à doenças e visa promover mais qualidade ao serviço ofertado à população. O ato de entrega dos kits – ocorreu no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e contemplou 111 servidores.

 A secretária adjunta de Saúde, Maria das Graças Metelo, destacou a importância dos novos itens entregues, para a efetivação das ações de combate às arboviroses como dengue, chikungunya e zika vírus em Várzea Grande. "Além de garantir uma melhor apresentação e identificação de nossos agentes no trabalho de porta a porta nas ações de combate às endemias, os novos equipamentos promovem também mais segurança no desempenho de suas funções e melhores condições à execução desse trabalho que é fundamental para garantir a saúde da população. Os kits entregues contém camiseta, boné, calça, bota, mochila e protetor solar. Já os coletes foram destinados aos coordenadores de cada equipe", afirmou Maria das Graças.

Leia Também:  Festa de São Pedro é atração cultural turística na comunidade de Bonsucesso

Segundo o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, para a aquisição desses uniformes, os agentes foram ouvidos, e procuramos adquirir o que realmente fosse necessário e que melhor se adequasse a segurança destes trabalhadores. "São eles que estão à frente do trabalho diário travando essa guerra contra o mosquito Aedes aegypti, portanto, nada mais importante e democrático que ouvi-los sobre o que melhor convém à categoria na execução de seu trabalho", frisou o secretário, acrescentando ainda que graças ao bom trabalho desempenhado pelos profissionais a Prefeitura de Várzea Grande conseguiu reduzir significativamente este ano, em relação ao ano passado os índices destas doenças.

Segundo a Agente de Combate à Endemias (ACE), Roseane Figueiredo Félix, os uniformes são bem vindos, porque ajuda na segurança do nosso trabalho e identificação. “Muitas famílias ainda resistem em abrir suas residências para executarmos nossos serviços de combate aos criadouros do Aedes, agora com identificação adequada ajuda mais, na confiança. Em nome de todos os servidores agradeço ao secretário Diógenes Marcondes e a prefeita Lucimar Campos por nos proporcionar melhores condições de trabalho”, disse Roseane, que também atua como supervisora geral do Setor I em Várzea Grande.    

A Secretária Adjunta de Saúde, Maria das Graças Metelo, destacou ainda que os agentes fazem um trabalho árduo, de sol a sol, e que eles são o elo entre a comunidade e a secretaria de Saúde. “A prefeita Lucimar preza muito a valorização dos nossos servidores e os funcionários têm a obrigação de atender bem à população. Temos procurado atender os servidores, com pagamento dos salários em dia. Sabemos que a saúde tem as suas particularidades, mas estamos conseguindo honrar com nossos compromissos e investir em melhores condições de trabalho para cada servidor, com reformas de unidades de saúde, abertura de novos serviços, aumentando a cobertura da atenção primária, e com a abertura de duas novas Upas 24 hs, reorganizando a assistência de urgência e emergência, tudo isso no fortalecimento da rede SUS do município”, disse Maria das Graças.

Leia Também:  Escola Lúcia Leite conquista vice-campeonato da Copa Nacional de Bandas e Fanfarras

Para o gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Isac Abrão Nassarden, a entrega dos uniformes além de valorizar o trabalho dos agentes também garante à população a identificação necessária dos agentes públicos e a total segurança ao abrir as portas de suas casas para vistoria. “A identificação dos trabalhadores é de extrema importância para que a população reconheça o agente de endemias e de saúde que atuam na sua comunidade. Eu me sinto privilegiado de fazer parte desta equipe”, finaliza.

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Saúde intensifica ações de prevenção ao Sarampo com estratégia de vacinação em bairros

Publicado

Com altíssimo potencial de transmissão, o sarampo é uma doença viral grave, que pode ser fatal. Sua propagação ocorre quando o indivíduo contaminado tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar a contaminação pelo vírus do sarampo é com a vacina tríplice viral. Diante da situação epidemiológica no Brasil, e apesar de Várzea Grande não registrar nenhum caso da doença, foram intensificadas as ações de prevenção na aplicação de vacinas em escolas, bairros, além dos pontos fixos nas unidades de Saúde.

A Campanha de Vacinação contra o sarampo vai até o final do mês de dezembro. Segundo dados da Vigilância em Saúde Municipal, Várzea Grande já atingiu uma cobertura de 80% com a vacina contra o sarampo, em crianças de um ano a menores de dois anos, o preconizado pelo Ministério da Saúde é chegar em 95%.

Esta campanha nacional de vacinação contra o sarampo prevê atualização da vacina tríplice viral em carteira de vacinação de crianças com idade entre 06 meses e menores de 05 anos e adultos jovens com idade entre 20 a 29 anos.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde de Várzea Grande, Relva Cristina Silva de Moura, esta campanha está voltada para essas duas faixas etárias e para atualização da carteira vacinal. “Esta campanha não é voltada para doses extras, mas sim para aquelas pessoas que ainda não se imunizaram contra o sarampo. Por isso, o ideal é levar a carteira de vacinação para que o profissional de saúde verifique se a criança ou adulto estão imunizados contra o sarampo”, detalha, informando ainda que as novas estratégias adotadas busca atender todas as comunidades, principalmente aquelas pessoas que não conseguem procurar uma unidade de saúde durante a semana.

Leia Também:  Mutirão Rural beneficiou moradores do assentamento São Miguel no Sadia III

“Vamos atingir cobertura dentro do recomendado pelo Ministério da Saúde para crianças menores de dois anos. Já a situação vacinal do adulto nos preocupa, principalmente aquele que não tem certeza de ter as duas doses. Fazemos o alerta para estas pessoas. O sarampo tem vacina, que é gratuita e está disponível na rede pública. As unidades estão disponíveis e aplicando as doses, além de diferenciarmos neste mês de dezembro indo com equipes nos bairros, escolas e lugares com grande movimento. É importante que a população adulta verifique o cartão de vacina e os pais vão neste mês de dezembro levar suas crianças aos Postos de Saúde”, destacou o secretário de saúde Diógenes Marcondes.

Além disso, as equipes da atenção primária das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município fortaleceram a busca ativa nas suas áreas de cobertura. “A única forma de evitar a doença é manter a população vacinada. Por isso, as equipes das unidades farão o rastreamento em busca dos não vacinados, bem como profissionais de saúde e as crianças de 6 a 11 meses que devem tomar a dose extra. Isso inclui a ida em escolas públicas e privadas, instituições de saúde, supermercados, aeroporto, rodoviária, igrejas, rede hoteleira, entre outros. Dessa forma, é possível garantir a cobertura vacinal, mínima de 95%, para as crianças menores de quatro anos e garante que os demais públicos fiquem protegidos contra o sarampo”, desse o secretário Diógenes Marcondes.

Leia Também:  Festa de São Pedro é atração cultural turística na comunidade de Bonsucesso

Desde o início de dezembro as equipes de saúde de vacinação já percorreram os bairros, Capela do Piçarrão, Novo Mato Grosso, Costa Verde, Residencial Júlio Campos, e aplicou 1.193 doses da vacina de sarampo em crianças e jovens.

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Várzea Grande

Poder Público e Organizações Sociais unem esforços para a melhoria da educação

Publicado

A Associação Ecológica e Centro de Equoterapia Nativo e o Caps (Centro de Atenção Psicossocial) Juvenil de Várzea Grande  se uniram para oferecer às pessoas com deficiência atendimento de equoterapia, com o objetivo de contribuir para uma educação inclusiva. O projeto “Equoterapia: um novo olhar pedagógico” atende cerca de 300 jovens e utiliza o cavalo como forma de estimular a motricidade e reduzir o déficit de atenção. As atividades contam também com o apoio da família, agente colaborador da terapia. 

Outro exemplo do potencial do trabalho conjunto são as parcerias firmadas pela Acamis (Associação Caminhando para Mais Um Sonho) e Escola Municipal Deputado Ary Leite de Campos, localizada no Parque Mangabeiras. O projeto “Acreditar é Preciso, Transformar é Possível”, com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares e incentivar a prática de atividades físicas na infância, disponibiliza um educador físico e uma assistente social para promover atividades lúdicas e culturais com 70 alunos, de 6 a 16 anos.

A aproximação e o trabalho conjunto, envolvendo ações intersetoriais, são estimuladas pelo programa Redes de Territórios Educativos, realizado pelo Itaú Social em parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – Cieds.  Além do trabalho com as organizações Sociais, propõe a articulação entre secretarias (Educação, Assistência Social,  Saúde, Defesa Social) e seus equipamentos: escolas públicas, centros de referência de assistência social, postos de saúde, conselhos de direitos, empresas locais, entre outros. Em 2018, a iniciativa reuniu em Várzea Grande 24 organizações sociais e nove órgãos públicos, com cerca de 8.976 beneficiários diretos.

Leia Também:  Saúde intensifica ação de vacinação e teste rápido de doenças sexualmente transmissíveis no Várzea Grande Shopping

“O objetivo é estimular a atuação em rede dos diversos atores locais, já que atendem a um mesmo público. Os desafios no campo social e o desenvolvimento da educação integral impõem a necessidade de envolver agentes de diferentes setores e instituições, de forma que o trabalho de um contribua com o do outro, qualificando e potencializando o que chega às crianças, adolescentes e jovens”, explica a gerente de Fomento do Itaú Social, Camila Feldberg. 

A estratégia do Programa Redes de Territórios Educativos se baseia em Mobilização e Formação. A primeira se articula por meio dos Encontros Territoriais (realizados para entender as demandas de cada região e despertar para a importância do trabalho em rede) e dos Encontros Ampliados (que incentivam a troca de experiências e o envolvimento). Já a Formação oferece oficinas de elaboração de projetos, lideranças colaborativas, comunicação, a importância de jogos e brincadeiras na aprendizagem, trabalho social com famílias, e prevenção de abuso sexual.
Na terça –feira dia  (03), foi realizado o IV Seminário de Territórios Educativos de Várzea Grande, com a realização de oficinas e participação da professora de Neurociência Cognitiva do Desenvolvimento da University of British Columbia (Canadá) Adele Diamond.

Leia Também:  Várzea Grande cumpre 85% das metas estabelecidas para Saúde Pública

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer ,Silvio Fidelis, disse que o município de Várzea Grande está e estará sempre aberto para parcerias que somam e possam abranger o atendimento de crianças e adolescentes na fase escolar, e que geram ações de inclusão escolar no melhoramento do aprendizado.” A educação básica de Várzea Grande tem evoluído no Ideb e nas ações escolar. Os programas e projetos implantados na Rede Municipal de Educação já vem ganhando destaque estadual e Nacional. A exemplo o Escola em Tempo Ampliado –ETA, que oportuniza aos alunos a ter atividades e oficinas no contraturno escolar e aulas de reforço, permanecendo no ambiente escolar em tempo integral. A parceria com o Itaú Social, também e uma importante ferramenta educacional e que envolve várias secretarias e entidades, no fortalecimento da educação básica”, disse o secretário Silvio Fidelis.
 

Por: Da Redação – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana