conecte-se conosco


Esportes

São Paulo goleia Chape e reencontra caminho das vitórias no Brasileirão

Publicado

Lance

Depois de mais de dois meses, o São Paulo reencontrou o caminho das vitórias no Brasileiro. Nesta segunda-feira, o Tricolor goleou a Chapecoense por 4 a 0, no Morumbi, pela 11ª rodada da competição. Um dos destaques foi o garoto Toró, que entrou no segundo tempo e deixou o dele. Antony, Raniel e Vitor Bueno ampliaram o marcador. Para relembrar, o último triunfo aconteceu contra o Fortaleza, no dia 12 de maio, ou seja, oito jogos sem vencer.

Torcedores do São Paulo arrow-options
Rubens Chiri/saopaulofc.net

Torcedores do São Paulo

Com o resultado, o Tricolor pega o elevador na tabela e vai para quinta posição, com 18 pontos. Por sua vez, o Índio Condá amargou a derrota e segue na zona de rebaixamento, na 18ª colocação, com oito pontos. Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo enfrenta o Fluminense, no sábado, às 19h, no Maracanã. No dia seguinte, a Chapecoense encara o Bahia, às 11h, na Arena Condá.

Faltou tranquilidade

Demorou a entrar no jogo, porém o São Paulo foi mais incisivo nos ataques. Um ponto interessante foi a boa movimentação de Antony e Igor Vinícius. Apesar disso, Alexandre Pato e Raniel desperdiçaram duas chances claras de gol e faltou cautela no último passe. Do outro lado, a Chapecoense teve apenas um oportunidade, com o artilheiro Everaldo, que parou no goleiro Volpi.

Leia Também:  Gustavo Vieira toma posse como presidente da FES

Meninos resolvem

O Tricolor começou a etapa final acelerado. Com isso, a coroação não demorou a vir. Aos três minutos, Everton, que entrou lugar de Pato, cruzou na área, e Antony aproveitou para apenas escorar e estufar as redes. Foi o primeiro gol do novato no Morumbi , terceiro como profissional. Logo em seguida, o atacante Toró, que também entrou na segunda etapa, avançou e arriscou de longe para balançar a rede.

Com pé direito!

Os donos da casa não tiveram pena do Índio Condá. Depois dos dois gols, o time catarinense sentiu, e isso refletiu na falha do zagueiro Gum. Com isso, o atacante Raniel roubou a bola, saiu na cara de Tiepo e empurrou para o gol. Foi o primeiro jogo do atleta como titular e o terceiro desde que chegou ao clube paulista.

Chave de ouro

Após sacramentar a vitória aos 10 do segundo tempo, a equipe paulista apenas administrou o resultado. Tímida, a Chape teve um gol anulado em cabeçada de Gum. Fora isso, não assustou. O Tricolor ainda teve tempo de marcar mais um, aos 45. Em bom cruzamento de Igor Vinícius, Vitor Bueno empurrou para o fundo da rede e selar a goleada.

Leia Também:  Zidane prepara lista de dispensas do Real Madrid com Casemiro e Marcelo

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 4 x 0 CHAPECOENSE

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 22/07/2019, às 20h
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF) – Nota LANCE!: 6,5 – fez marcações corretas e não comprometeu o rendimento em campo.
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
VAR: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistente de VAR: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Gramado: Bom
Público / Renda: 35.558 / R$ 842.238,00
Cartões amarelos: Igor Vinícius (SAO), Alan Ruschel, Everaldo, Douglas (CHA)

Gols: Antony (3’/2°T), Toró (7’/2ºT), Raniel (10’/2ºT), Vitor Bueno (45’/2ºT).

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Everton; intervalo), Tchê Tchê e Hernanes; Antony, Alexandre Pato (Toró; intervalo) e Raniel (Vitor Bueno; 37’/2ºT).
Técnico: Cuca.

CHAPECOENSE
Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco (Régis; 40’/2ºT); Amaral e Márcio Araújo; Arthur Gomes, Camilo (Gustavo Campanharo; intervalo) e Renato Kayser (Alan Ruschel; 15’/2ºT); Everaldo.
Técnico: Ney Franco.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020

Publicado

Clube decide manter treinador para a disputa da Libertadores da América

Sportv – Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020. O clube decidiu manter o treinador no cargo depois da classificação tricolor à fase de grupos da Libertadores da América – confirmada nesta quarta-feira, com boa atuação e vitória de 2 a 1 sobre o Inter no Morumbi.

A partida serviu para referendar o trabalho do técnico, que já tinha o apoio de Leco, presidente do clube, mas não contava com a certeza da permanência. A possível saída de Raí do cargo de diretor executivo de futebol aumentava a sensação de incerteza.

Pesou na decisão o forte apoio recebido por Diniz de diferentes jogadores, em manifestações públicas de elogio. Foi o que aconteceu depois do jogo contra o Inter.

Fernando Diniz tem 52% de aproveitamento no São Paulo. Em 16 jogos, foram sete vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Os números bastaram para o treinador cumprir sua principal missão no ano: colocar o Tricolor na Libertadores, de preferência na fase de grupos.

Leia Também:  O campeão Corinthians não ganha com os pés. Ganha com o coração

Diniz e seus comandados encerram a temporada no próximo domingo, às 16h, em Maceió, contra o CSA, já rebaixado à Série B. O São Paulo é o sexto colocado no Brasileirão, com 60 pontos.

Continue lendo

Esportes

Cuiabá se despede com derrota para o rebaixado Vila Nova, mas termina em oitavo e permanece na Série B

Publicado

Lance de Cuiabá 1 x 2 Vila Nova, na tarde deste sábado na Arena Pantanal / Foto: Ascom Cuiabá

O Cuiabá se despediu na tarde deste sábado 30 com derrota por 2 a 1, para o lanterna e rebaixado Vila Nova-GO, em partida da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O Vila Nova abriu o Placar através de Bruno Mezenga, ao 13 da etapa inicial. O Cuiabá empatou com Moisés, aos 28 minutos do segundo tempo de pênalti, mas o atacante Elias liquidou a fatura aos 36 da segunda etapa.

Itamar Schulle ex-técnico do Dourado, e Marcelo Chamusca, atual comandante do Cuiabá, durante cumprimento

Apresar do resultado adverso, numa partida sem muitas expectativas e um público bem reduzido –  de 1.412 pagantes, a campanha do Cuiabá, debutante na competição foi de média para boa.

O Dourado ficou em oitava posição, com 52 pontos,  com 13 vitórias, 13 empates e 12 derrotas e permanece Segunda Divisão. O Vila ova, por sua vez, termina na lanterna, com 39 pontos e desce para a Série C no ano que vem.

Leia Também:  Com um a mais, Brasil empata no sufoco, mas vence e despacha Paraguai nas penalidades

Os que acessaram a Série A em 2020, pela ordem decrescente são:  são Bragantino (campeão), Sport, Coritiba e Atlético Goianiense. Caíram londrina, São bento, Criciúma e Vila Nova.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana