conecte-se conosco


Mulher

São Paulo e sua gastronomia. Confira 14 restaurantes pela cidade!

Publicado

Da Zona Norte a Sul, o que não faltam são boas opções gastronômicas em São Paulo. Nas minhas andanças, pincelei as dicas mais bacanas para fazer um roteiro em São Paulo. Os restaurantes são bem variados e com estilos bem diferentes, mas vale a pena conhecer cada um deles.

Petfriendly

O nome do restaurante, Frê, trata-se de uma homenagem a um dos cachorros adotados por um dos sócios. O ambiente principal, que é petfriendly, com 500 m² de pé direito lembra um loft rústico nova-iorquino, onde os tijolos aparentes se misturam ao ferro e ao concreto.

A casa é uma imersão gastronômica e cultural, cheia de obras de artistas plásticos conceituados como Gabriel Wickbold, Paula Delmanto, Fernando Bento e Paulo Von Poser etc. As pizzas são referência da casa, mas a Pizza Burger tem roubado a cena. Fica na Rua Tupi, 228, Santa Cecilia.

Leia também: Conheça 14 novos restaurantes em São Paulo

Pizza burger aberta, Frê arrow-options
Henrique Peron

Pizza burger aberta, Frê












Um pedaço do Uruguai no Brasil

Assim são conhecidas as casas El Tranvía, com cortes especiais oriundos da produção própria de gado, como asado de tira, bife ancho e ojo de bife, além de iguarias como as papas, provoletas, e saladas com ingredientes diferenciados, possui ampla carta de vinhos provenientes das melhores vinícolas do Cone Sul. As sobremesas enchem os olhos com receitas exclusivas como torta alfajor – feita com doce de leite uruguaio – e cheese cake de chocolate branco e frutas vermelhas, além do tradicional chajá, doce típico uruguaio com chantilly, suspiro e pêssego.

O preparo da carne é na parrilla, grelha uruguaia, que fica logo à entrada. Utiliza lenha que se transforma em brasa por meio de um sistema que usa a gravidade, os alimentos são preparados lentamente e uniforme, e defumam devido a lenha em brasa. R. Leopoldo Couto Magalhães Júnior, 1372, Itaim.

Leia também: Alimentos funcionais e dieta detox, saiba mais sobre eles e seus benefícios

Assado de tira, Él Tranvia arrow-options
Luciano Sgriner

Assado de tira, El Tranvía




Burger

O 63 Burger & Stuff fica no Campo Belo, que tem com as estrelas da casa os hambúrgueres, elaborados com blend de carnes que inclui cortes da raça Angus, chegam suculentos e no ponto certo à mesa, mas o cardápio também inclui ótimas opções de entradas, steaks, sanduiches como um tradicional diner nova-iorquino.

A maionese da casa é sensacional e tem nas versões bacon, manjericão, páprica picante, pimenta dedo de moça, também tem outros molhos como BBQ de goiabada e chimichurri. R. Demóstenes, 806, Campo Belo.

Leia também: Empreendedores contam como transformaram sonhos e propósito de vida em negócio

63 Burger Stuff arrow-options
Reprodução/Instagram/63burgerstuff

63 Burger Stuff



Zona Norte

Leia também: Tome nota de 8 restaurantes para visitar no Valle Nevado

Arroz do Percador, Sargento Garcia
Divulgação

Arroz do Percador, Sargento Garcia

Mediterrâneo

O restaurante Sargento Garcia, localizado na zona Norte de São Paulo há mais de 29 anos, é especializada em comida mediterrânea e tem o o chef Paulo Novaes no comando da cozinha.

O menu tem bastante opção de carnes, massas e peixes. Todos os pratos são bem servidos e a comida é muito saborosa. Tem decoração rústica e intimista, inspirada nas tabernas. Conta com uma carta de vinhos com rótulos de várias partes do mundo. Rua Padre Luciano, 154, Jardim França.


Culinária Nordestina

Localizado em Santana, a casa é comandada pelo chef Renato Amancio, que pensou além dos pratos típicos da culinária nordestina, as louças também são bem caracteristicas da região.

O menu é enxuto com os pratos clássicos, como baião de dois, carne seca, e algumas criações, como o caldo de feijão-de-corda e o crème brûlée de doce de leite. Rua Aureliano Leao, 516, Água Fria. 

Leia também: Gastar pouco durante uma reforma é possível?

Cajueiro arrow-options
Reprodução/Instagram Cajueiro

Cajueiro




Dobradinha italiana na Zona Leste

Com apenas dois anos de funcionamento, o Galpão da Mamma é conhecida por suas massas frescas e pela utilização de alguns produtos orgânicos da fazenda chef Diego Sacilotto, que já atuou em restaurantes mundialmente conhecidos, como o espanhol Mugaritz e o inglês Savoy de Gordon Ramsay.

O menu e a carta de drinks são enxutos e bem coerentes, os pratos são muito bem servidos. Rua Pinheiro Guimarães, 74, Parque da Vila Prudente.

Leia também: Estilo Camp: YAY or NAY

Galpão da Mamma arrow-options
Divulgação

Galpão da Mamma




A Osteria Del Rosso é informal, com boa comida e preços acessíveis. Localizada no coração do Tatuapé, na esquina da rua Itapura 128, a casa tem cardápio enxuto, com apenas cerca de 20 sugestões, divididas entre pizzas, massas artesanais, grelhados e frutos do mar. As pizzas contam com massa de fermentação lenta e preparada com farinha importada da Itália. São assadas em um poderoso forno napolitano que atinge temperaturas superiores a 450ºC e tem em sua base uma pedra vulcânica que retém o calor. Nas coberturas, são usados queijos artesanais fornecidos por um pequeno produtor de laticínios da cidade de Cunha, no Vale do Paraíba.

Destaque para o mezanino, que comporta barris de carvalho que armazenam diferentes 4 versões de Negroni: outono é macerado com especiarias como canela e cumaru; inverno é aromatizado com café; primavera, por sua vez, tem um perfumado toque de flores de bergamota ou de lavanda; e o verão é o famoso sbagliato, aquele que é incrementado com uma dose de Prosecco para deixar o drinque mais leve e refrescante.

Leia também: 4 drinks exóticos para tomar em Miami e NY e 1 restaurante sazonal em Portugal

Negroni, Osteria Del Rosso arrow-options
Caio Ferrari

Negroni, Osteria Del Rosso




Jardins

Leia também: 4 lugares próximos a São Paulo para passar as férias com as crianças

Otel
Divulgação

Otel

Otel é um restaurante e bar inspirado nos melhores hotéis ao redor do mundo. Contemporâneo e com serviço jovem, a casa possui três ambientes. O cardápio é elaborado com a consultoria da chef Lelena Cesar e resgata pratos clássicos da culinária do Brasil e do mundo.

Almoçar no jardim, rodeado de muito verde, é uma experiência a parte, além das grandes árvores frutíferas, tem um bar exclusivo para atender a área externa. Fica na Rua Dr. Melo Alves, 216, Jardins.



Vinarium Antica Trattoria está sob o comando do chef napolitano Ciro Sabella propõe clássicos da culinária do seu país, pratos históricos e receitas que fazem parte de sua longa trajetória profissional.

As receitas do sul da Itália caem muito bem com s drinks da casa, ou a carta de vinhos, que conta com rótulos de diversas partes do mundo, dispostos numa adega com mais de 600 garrafas. Alameda Lorena, 1214, Jardim Paulista.

Leia tembém: 10 maneiras de gastar menos nas férias

Paccheri ao ragu de polvo, Vinarium arrow-options
Johnny Mazzilli

Paccheri ao ragu de polvo, Vinarium



Estádio do Morumbi

Raça é a nova steakehouse que fica dentro do estádio do Morumbi, com acesso pelo portão 4. Unindo o futebol e a gastronomia, a casa tem cardápio rústico, mas requintado, com preparações sob técnicas diversas e inusitadas como parrilla, pit de defumação, chapa e infiernillo, conta com diversos cortes como Tomahawk, Flat Iron e Short Rib. Para harmonizar, tem a carta de drinks autorais e cervejas uruguaias e artesanais.

O local tem área de 600 m² e 200 lugares com vista total para o campo e dispõe de sala vip, área kids com monitoras aos domingos e serviço de manobristas.

Leia tembém: Confira dicas valiosas de 6 grandes empresários antes de começar um negócio

Blue Cheese Burger, Raça arrow-options
Estudio de Sá

Blue Cheese Burger, Raça





























Leia também: 11 conselhos para melhorar a qualidade de vida no trabalho e evitar stress

Amani
Divulgação

Amani

Amani já é a opção de culinária árabe e tem acesso pelo mesmo portão 4. A gastronomia é tradicional, as famosas esfihas, homus, coalhada, kibes e kebabs não vão faltar, no entanto também tem os pratos mais sofisticados, como o carré de cordeiro.

A vista é privilegiada e a casa funciona de terça a domingo, a partir das 12h. Contam com espaço kids com monitores aos finais de semana.




Pinheiros

O Taka Daru Izakaya é um boteco japonês localizado no baixo Pinheiros. Seguindo a tradição em compartilhar petiscos acompanhados de drinks ou é so escolher na carta super recheada de saques e shochus.

Uilian Goya é o chef que assina o menu de petiscos, comidinhas e também pratos tradicionais. Aqui existem algumas opções sem glúten, vale a pena consultar o chef. Rua Costa Carvalho, 234, Pinheiros.

Leia também: 10 dicas para quem quer empreender

Aguedashi Dofu, Taka Daru arrow-options
Henrique Peron

Aguedashi Dofu, Taka Daru



A unidade Galeto Di Paolo de Pinheiros, que fica na Rua Pedroso de Morais, 1108, no bairro Pinheiros, tem dois andares, sendo um deles dedicado à realização de eventos, e conta com 145 lugares.

O cardápio é a tradicional sequência de galeto ao primo canto e seus acompanhamentos: sopa de capeletti, pão colonial, salada de folhas, salada de maionese, radicci com bacon, queijo à dorê, polenta frita e brustolada, seis tipos de massa (spaghetti, tagliarini, tortéi, nhoque, nero bianco e penne integral), nove tipos de molho (tradicional, ragu costela, pomodoro, tomate seco, nocciole, funghi, quatro queijos, manteiga e sálvia, alho e óleo), além da sobremesa sagu com creme. Tudo servido à mesa e à vontade. O valor da sequência é de R$ 81,00.

Leia também: Os benefícios do laser íntimo. Confira 3 motivos para aplicação 

Galeto Di Paolo arrow-options
Divulgação

Galeto Di Paolo



























Leia também: Acupuntura Facial: conheça 5 benefícios da terapia chinesa milenar

SP Lovers Coffee Wine
Divulgação

SP Lovers Coffee & Wine

A SP Lovers Coffee & Wine é um achado na Oscar Freire, 1291, já em Pinheiros: tem cafés especiais, adega com 500 rótulos, opções de produtos para consumir em casa como geleias, pimentas, conservas, e ainda tem um cardápio enxuto, porém, com opções desde almoço executivo assinado por um chef francês, até tortas e bolos veganos.
Os cafés que são servidos têm acima de 84 pontos, são 100% arábica e de micro lotes, são cinco tipos de cafés coados, no métodos Hario60, Chemex, Clever, Aeropress e Prensa Francesa. A casa é petfriendly.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

Por que demoro tanto para ter um orgasmo? Especialistas explicam

Publicado


source

Esquecer a ideia de que há um tempo ideal para ter um orgasmo é o primeiro passo para entender porque algumas mulheres “demoram” para gozar. “Isso é muito subjetivo. Vai depender de como é a relação sexual e do tempo do orgasmo do parceiro ou da parceira”, explica Andreia Fiamoncini, psicóloga e terapeuta sexual, especialista da plataforma Sexo sem Dúvida.

mulher na cama
FreePik

Se preocupar tanto com o tempo do orgasmo pode ser um dos fatores que impedem as mulheres de gozar

“Se o parceiro goza mais rápido, pode aumentar a sensação de que a mulher demora; se ele demora ou controla mais, a percepção sobre o orgasmo da mulher pode ser diferente, dando a impressão que goza rápido”, completa. 

A terapeuta sexual Gabriela Daltro acrescenta que vontade de ter um orgasmo mais rápido , muitas vezes, está associada à necessidade de acompanhar o outro no ritmo do sexo.

Segundo ela, é preciso entender que cada um tem o seu ritmo. “Tem o tempo para se excitar, o tempo para entrar no clima… O mais importante é diminuir a ansiedade”. Gabriela explica que se a pessoa estiver ansiosa, tensa, pouco excitada e sem entrar no clima, é bem difícil que o orgasmo aconteça. 

“Prestar atenção ao tempo do orgasmo atrapalha. Quanto mais a mulher pensa, se preocupa em gozar, monitora o nível de prazer, mais ela se desconcentra e mais o prazer oscila”, diz Andreia.

“O orgasmo vem de um prazer constante”

Andreia também fala que “o orgasmo vem de um prazer constante e crescente”, por isso, é importante se entregar ao momento e estar à vontade, deixando as preocupações de lado.  

“Para as mulheres que têm dificuldades, recomendo treinarem sozinhas. Procure tirar um tempo para se acariciar,  tocar o próprio corpo e se concentrar. Perceba as sensações. Faça isso várias vezes, vários dias, sem o objetivo do orgasmo, apenas para desenvolver a concentração e estimular o corpo.”

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Agredida pelo ex, atriz conta que vive com medo: “Não tenho residência fixa”

Publicado


source
cristiane machado
Filipe Rhodes

Cristiane usa sua própria história e sua para dar forças para outras mulheres que são ou foram violentadas


Em novembro de 2017, a atriz Cristiane Machado se casou com o empresário e ex-diplomata Sérgio Schiller Thompson-Flores. Um ano depois, em novembro de 2018, a atriz divulgou para a imprensa um vídeo em que o marido a agredia verbal e fisicamente, tentando sufocá-la com um fio de telefone — e Sérgio foi preso por violência doméstica e tentativa de feminicídio.

Hoje, faz um pouco mais de um ano e meio que o caso de Cristiane veio a público, e o Delas conversou com a atriz e jornalista. Ela revela sofrer com os impactos do estresse pós-traumático até hoje, relata ter desenvolvido anorexia e ter crises de ansiedade frequentemente, por conta da sensação de medo e perseguição constante.

“Meu agressor ficou quase oito meses em um presídio em Bangu e saiu com uma medida cautelar, porque a prisão era preventiva. Ele usa uma tornozeleira eletrônica e está em prisão domiciliar. De finais de semana e feriados, ele tem que ficar em casa. Nos dias de semana, ele só pode sair para trabalhar”, conta Cristiane.

cristiane machado
Arquivo pessoal

Cristiane e seu ex-marido, Sérgio Schiller Thompson-Flores, atualmente condenado por violência doméstica e tentativa de feminicídio

A atriz foi uma das primeiras mulheres do Rio de Janeiro a ter acesso a um pager, que é conectado à tornozeleira do criminoso e apita se ele estiver próximo da vítima ou se tirar a tornozeleira. Segundo ela, desde que Sérgio saiu da prisão, o aparelho já foi acionado em torno de sete vezes. “Por conta desses avisos, eu vivo sob muita tensão. Todas as vezes que o aparelho me notificou eu comuniquei a Justiça, mas leva tempo até alguma coisa ser feita e, enquanto isso, a gente tem que se virar. Por isso não tenho residência fixa e todas as minhas bases são cercadas por câmeras”, relata.

Violência continuada

Cristiane diz temer não apenas pela violência que já sofreu. Ela afirma que continua sendo perseguida na internet, com a criação de perfis falsos que fazem comentários negativos e injuriosos sobre ela. “Essas pessoas já foram identificadas, por isso eu sei que são pessoas ligadas a ele. É impressionante que a maioria são homens agressores que foram condenados pela Lei Maria da Penha.”

Para a atriz, é muito importante ter noção do tipo de agressor que a mulher está lidando. “Um agressor com condições financeiras mais baixas, com menos acesso à cultura, é diferente de um agressor com estudo, dinheiro, influência, que também é branco e um ex-diplomata que entende de leis.”

“Eu continuo na luta e é muito díficil lidar com isso, porque eu me sinto desprotegida o tempo inteiro. A única força que eu tenho sou eu. Até porque quero proteger meus pais, meu pai é deficiente visual e minha mãe deficiente física e eles foram ameaçados de morte caso eu entregasse o Sérgio para a polícia”, continua.

Para a atriz e jornalista, que se tornou uma grande ativista no enfrentamento da violência doméstica, o que falta na justiça brasileira é mais agilidade para lidar com a violência que acontece após a denúncia. Segundo ela, as mulheres são incentivadas a denunciar, mas, depois que denunciam, não têm respaldo para continuarem se protegendo das violências que continuam acontecendo.

Além do pager, a vítima também usa o aplicativo Linha Direta da Polícia Militar do Rio de Janeiro e está em contato com o CEO para lançar uma funcionalidade no aplicativo que vai levar seu nome. A nova função está sendo idealizada para ajudar mulheres que foram violentadas a terem mais provas para apresentar à Justiça.

Vida profissional e financeira

“Ele também pratica uma violência material contra mim, para que eu não trabalhe. Ele usa perfis falsos para falarem mal de mim. As pessoas podem achar que aquilo é verdade e, até eu provar que não é, já perdi muito tempo e oportunidades, além do fruto do meu trabalho, que é a minha imagem”, fala a atriz.

Cristiane Machado está escrevendo um livro sobre violência contra mulheres, falando sobre outros casos e sobre sua própria trajetória, pois quer recuperar a vida e deixar de ser refém de ataques e boicotes. “Para você ter uma ideia, eu fiz uma live sobre violência doméstica com algumas mulheres e elas foram intimidadas. Todo lugar que eu apareço, as pessoas que estão comigo são perseguidas. Justamente para que elas fiquem com medo de serem vistas comigo e, consequentemente, isso atrapalhe o meu sustento.”

marca de enforcamento
Arquivo pessoal

No vídeo que a atriz divulgou para a imprensa em 2018, o empresário tentava enforcá-la com um fio de telefone do apartamento

Cristiane acredita ter a missão de usar sua voz para libertar outras mulheres que vivem situações parecidas com a dela. Diz que ainda tem muito medo, mas que também tem coragem para enfrentar todas as dificuldades. Para ela, é uma conquista ter conseguido que um ex-diplomata muito influente fosse condenado a três anos de prisão.

“Espero que a mulher que está passando pela agressão hoje tenha uma história diferente da minha e, consequentemente, a próxima, melhor ainda, para que esses casos sejam coibidos com mais agilidade. A gente teve um avanço muito grande com a Lei Maria da Penha, ou hoje meu agressor poderia estar nas ruas, completamente livre.”

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana