conecte-se conosco


Esportes

São Paulo destrói sua história jogando clássicos

Publicado


Técnico Cuca vai ter muito trabalho com o SPFC, se é que vão deixar ele trabalhar
O Globo

Técnico Cuca vai ter muito trabalho com o SPFC, se é que vão deixar ele trabalhar

                O técnico Cuca terá muito trabalho no São Paulo. Na entrevista coletiva de ontem, após mais uma derrota em clássicos e em Itaquera, o técnico tricolor disse que estava com “muita raiva” por mais uma derrota no campo alvinegro e que “não era normal” um clube como o São Paulo não ter ganhado nunca lá e deixou bem claro que isso o incomoda, ele que, antes do jogo, bateu na “tecla” de que seria mais uma oportunidade pro time vencer e quebrar o tabu na casa do adversário.

São Paulo é CAFÉ COM LEITE em CLÁSSICOS! 

                  O São Paulo virou presa fácil para qualquer rival, dentro ou fora de casa, não entra para ganhar o jogo, divide timidamente a bola com os rivais, não tem mais gana de ser vencedor. O retrospecto é tão vergonhoso que o torcedor do São Paulo deveria sim, abandonar o time nesses jogos.

                   Ganhar, perder ou empatar, dá no mesmo e futebol não é isso, jogar futebol não é assim que se joga! É competição.É muito sofrimento para quem estava acostumado há alguns anos em ter um time temido em jogos grandes, em qualquer estádio e condições, especialmente adversas. Isso acabou especialmente na última década. 

                   Não por acaso, nesses anos, os torcedores tricolores amargam enorme sofrimento nos jogos importantes e especialmente com os rivais locais que, também não por acaso, nesse períoso, ganharam uma quantidade espetacular de títulos e o São Paulo apenas a Copa Sul-Americana de 2012. A história construída por grandes conquistas está sendo destruída pouco a pouco, ano a ano.


Cuca em sua apresentação no São Paulo
Site oficial

Cuca em sua chegada ao São Paulo


Torcida passa vergonha e só ela se preocupa com o São Paulo

                  A vergonha que a torcida do São Paulo passa é uma das coisas mais humilhantes que um clube da grandeza do  Tricolor pode oferecer aos seus torcedores. A cada ano que passa, a cada jogo importante disputado, nada muda. Cuca é o novo comandante e a cobrança a ele pelo passado recente não é justa, mas ele já tem responsabilidades sobre esse momento vivido pelo clube e as assume. É o que se espera dele. Um técnico íntegro e sério.

Mestre Cuca vai ter muito trabalho no São Paulo

                Eu acredito que o Cuca, do seu jeito, gostem dele os torcedores ou não, foi a “bola mais certa” dessa diretoria do São Paulo na última década, mas não sei se ele terá respaldo para trabalhar. Ele é o “cara” certo para o São Paulo, mas precisa ter mais respaldo, mais apoio e que a direção continue trazendo os jogadores pedidos por ele. Ele merece isso e é um dos poucos técnicos capazes de transformar essa triste realidade Tricolor .

                Eu respeito todas as opiniões sobre o São Paulo de hoje. Presidente omisso e incompetente, Raí pisando na bola (vejam que até o “Eterno Capitão” está acabando com sua bela história no clube), Morumbi “campo-neutro”, jogadores não honram a camisa tão vitoriosa e pesada. Tudo isso parece verdade e muitas coisas são, mas ao mesmo tempo, são desculpas que não levam o clube a nada. A hora é de agir, mesmo que a ação seja não mudar muita coisa, explico…


Cuca sendo apresentado no São Paulo
Site oficial

Cuca começa a trabalhar no São Paulo em abril


 O São Paulo e seus problemas

                O Presidente do São Paulo , o Leco, faz parte de um grupo que domina e dirige o clube há muito tempo, desde Marcelo Portugal Gouvêa e foi um grupo que teve como seu maior expoente, Juvenal Juvêncio que, ganhou muita coisa como Diretor e Presidente, foi ele quem mudou o estatuto alterando o tempo do mandato de 2 para 3 anos. Depois disso, não por coincidência, a “maionese Tricolor ” desandou.

Leia Também:  Cuiabá arranca o empate aos 50', desce para 13º, mas tira Sport da vice-liderança

                  J.J. faleceu, antes havia apoiado Carlos Miguel Aidar um dos melhores Presidentes do São Paulo no passado e um dos piores nos tempos atuais. Ele arrebentou com o clube e trouxe uma mancha enorme  na crddibilidade Tricolor com inúmeras transações suspeitas, colocando namorada no clube, contratando zagueiro por um valor superior ao que o jogador valia, emails suspeitos e mensagens diretas ao “Profe” Osório. Uma verdadeira lástima.

                 Aidar disse que iria cobrir o Morumbi e não conseguiu. Aliás, sobre o Morumbi vale uma reflexão: leio que o futebol mudou e concordo, que as Arenas novas trazem uma outra atmosfera para o jogo especialmente ao adversário, concordo também, e que o Morumbi está antigo e que virou campo-neutro, concordo em partes, aliás, só na metade dessa colocação.


Estádio do Morumbi
Divulgação

Abertura da Copa América de 2019, será no Morumbi


                 Morumbi é um Estádio antigo, mas muito bem cuidado pelo São Paulo . Precisa ser modernizado? claro que sim! (apesar do tombamento) e precisa também voltar a ser um estádio temido e deixar de ser campo-neutro. Mas quem disse que o Morumbi é campo-neutro? Isso é a maior mentira do planeta Terra!

                 O Estádio Tricolor era campo-neutro quando no passado, as torcidas rivais dividiam as arquibancadas com a torcida do São Paulo , em muitas oportunidades, com mais torcedores e eram a maioria dentro do Morumbi . Hoje não é mais assim. Hoje o estádio é todo são-paulino, a torcida sofrida e mal tratada, nos últimos anos, vem lotando sistematicamente o campo e ajudando o time como pode, ainda não podem entrar em campo e demonstrar vontade de defender e honrar as cores do clube.

                   E é aí que mora o problema do São Paulo nesses anos todos de falta de títulos e de vitórias contra os rivais em clássicos e em jogos decisivos. Não há milagre. Pode vir a base, pode vir medalhão, pode vir jogador campeão, pode vir técnico renomado e nada vai mudar, se o clube não mudar a sua filosofia e se as pessoas que ocomandam, não gostarem mais do clube do que delas. Simples assim. O São Paulo Futebol Clube hoje é a terceira opção (no mínimo) de quem o dirige.      

                   Quer transformar o Morumbi num estádio temido novamente? Não precisa reformar o estádio, precisa reformar a cabeça dos jogadores. Tem que botar dentro da cabeça de todos que o Morumbi tem que ser um estádio hostil aos adversários, ninguém pode jogar lá confortavelmente. Tem que ser uma coisa chata, ruim pros adversários, com estádio lotado ou vazio. Quem manda lá (ou pelo menos deveria mandar) é o São Paulo e ponto final.


Leco e Raí
Twitter/Reprodução

Leco, presidente do São Paulo, e Raí, diretor de futebol do clube


O ‘Eterno Capitão”

Raí , o “Eterno Capitão”, está sendo desmoralizado a cada foto no Instagram, o time perde um clássico e o Diretor está em Roland Garros na sua querida Paris. Nada de errado nisso, mas esse momento pede mais dele em relação ao clube e à torcida que tanto o idolatrou porque ele fez por onde ser idolatrado.

Raí é um cara sério, bem intencionado, não tenho dúvida disso. Mas está mais do que na hora, dele mostrar para o elenco o que e o São Paulo , o clube que ele ajudou demais a criar e fazer a história. Só que o exemplo vem de cima. O jogador vê os comandantes deixarem o clube de lado e claro que eles vão se sentir no direito de fazer o mesmo, só que eles jogam, os diretores não. Tem que cobrar, mas acima de tudo, dar o exemplo.

Leia Também:  Dia decisivo: Grêmio enfrenta o Rosario pela Libertadores

                   E olha que Raí trouxe grandes nomes pro clube nesse período de sua gestão: Hernanes, Pato, Volpi, Pablo, Tchê Tchê, Cuca ; apoiou o uso da base, trouxe Ricardo Rocha, Lugano, Mancini, Carlinhos Neves e muitas gente mais. Mas não foi o suficiente ainda. enquanto não for suficiente, não dá para achar que está bom, porque não está!

                  Como pode o São Paulo não ter no elenco nenhum lateral de nível? Nenhum lateral do São Paulo é confiável, muito pelo contrário. Como improvisar laterais? Como colocar volantes para jogar na lateral? Será que na base (onde se gasta muito dinheiro) não há NENHUM lateral que seja melhor do que os do elenco profissional? Nao é possível, sinceramente!

                  Como pode o São Paulo , com Raí na gestão ou não, ter demorado tanto para contratar um goleiro de bom nível? observe os goleiros dos clubes vencedores, todos são bons goleiros, confiáveis. Goleiros bons falham, a diferença entre os bons e os ruins, é que os bons ganham títulos para o clube e os ruins entregam jogos.

                   Sobre o Presidente Leco , que vai administrar o clube até o final de 2020, o que dizer dele? o povo pede a sua renúncia, mas obviamente que ele não vai pensar no bem do clube, não vai largar o osso, porque é egoísta e não gosta do São Paulo , pelo que dizem por aí, parece que o Leco gosta mais do E.C Pinheiros, vive mais lá do que no Morumbi . Administração pífia, usando Ceni e Raí, maiores ídolos do clube na história, como escudos para manter seus interesses pessoais dentro do clube.

                   O novo estatuto foi aprovado em partes, no último sábado os sócios votaram que conselheiros não poderão ser remunerados se ocuparem cargos no clube, coisa que vinha acontecendo na gestão Leco após algumas mudanças e modernizações recentes no estatuto. Que essas mudanças no estatuto sejam maiores e resoeitadas, sem “jeitinho” por parte de ninguém. O São Paulo é maior do que qualquer um que passar por lá. 


torcida são-paulina no Morumbi
Rubens Chiri/saopaulofc.net

São-paulinos esgotaram todos os ingressos e Morumbi estará lotado esta noite


 E o torcedor?

                    O torcedor Tricolor não aguenta mais e obviamente, se torna bipolar com tanta coisa ruim acontecendo. Mas a hora é de ter paciência, mesmo que venha a provável eliminação na Copa do Brasil contra o Bahia em Salvador nessa quarta-feira. É hora de união em torno do técnico Cuca , porque é sério e sabe o que está fazendo, mas vai demorar para levar o São Paulo novamente aos dias de glórias.

Quer ser Narrador ou Narradora? Clique aqui!

                     Mas o mais importante, além do trabalho do Cuca e tudo mais (lembrando que Muricy, Autuori entre outros, não fizeram milagre no São Paulo nesse período de más-administrações), é mudar a mentalidade, o mindset , palavra da moda, começando da direção, passando por todos que trabalham no clube e chegando também no torcedor, que é o que mais passa as vergonhas e humilhações por amar o clube. Que ele seja ao menos, respeitado. A filosofia vencedora precisa voltar ao clube do Morumbi .

De volta pro Futuro Tricolor

                      E para você, qual seria a melhor solução para o São Paulo voltar so dias de glórias dentro e fora de campo?

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Em noite de estreia, Operário bate Poconé, União vence Mixto e LEC cede empate ao Dom Bosco

Publicado


Operário inaugurou o estádio e o placar, vencendo o Poconé /Foto: Alan Cosme/ Futebolpress

O União e Operário se deram bem e conseguiram os três primeiros pontos na noite de abertura do Campeonato Mato-grossense de Futebol, enquanto que o Luverdense cedeu empate ao Dom Bosco, em 1 a 1, e, pelo menos, não estrearam com derrota.

Em Rondonópolis, jogando em casa contra o Mixto, o Colorado bateu os visitantes pelo placar de 2 a 0, em jogo muito corrido, principalmente no primeiro tempo. Melhor postado, o União dominou parte do primeiro tempo, até os gols, quando recuou e deu espaço aos alvinegros. O Colorado abriu o marcador com Cabralzinho, aos nove da primeira etapa e João Emanuel ampliou dez minutos depois. No segundo tempo, o Mixto cresceu na partida, mas prevaleceu o resultado.

Inaugurando o seu estádio, o Dito Souza, o Operário venceu o Poconé por 1 a 0, gol do meia-atacante Pikachu, aos 34 minutos do segundo tempo. Ao norte do Estado, o Luverdense cedeu empate ao Dom Bosco, depois de sair na frente com Kauê, aos 11 minuto da primeira etapa, e dominar o jogo durante os dois tempos. Com precipitação e cansaço, o Verdão se manteve no placar até os 33 minutos da segunda etapa, quando Isael escorou um cruzamento firme da esquerda: 1 a1. O Dom Bosco ainda perdeu um pênalti aos 15 da etapa final.

Leia Também:  Dia decisivo: Grêmio enfrenta o Rosario pela Libertadores

A RODADA QUE SEGUE NESTA 4ª

Mais dois jogos têm sequência nesta quarta-feira 22: na Arena Pantanal, às 20:10, o atual campeão, o Cuiabá, recebe o debutante Nova Mutum. No Gigante do Norte, no mesmo horário, o Sinop faz sua estreia contra o Araguaia.

A RODADA DESTA TERÇA-FEIRA 21

União 2 x 0 Mixto

Operário 1 x 0 Poconé

Luverdense 1 x 1 Dom Bosco

Continue lendo

Esportes

Mato-grossense: campeonato abre nesta 3ª e União e Mixto é único clássico da rodada

Publicado

Mixto e União, uma das maiores rivalidades do futebol mato-grossense, é o único clássico da primeira rodada do Campeonato Mato-grossense de Futebol, que tem abertura nesta terça-feira 21 com quatro partidas e um jogo na quarta-feira 22.

Nas demais partidas, não há rivalidade tão expressiva. O Araguaia vai ao Gigante do Norte, onde joga com o Sinop, time da casa. Numa outra ponta, o Operário recebe o Poconé, no seu novíssimo estádio, o Dito Souza. Ao norte, o Luverdense estreia em casa, no Passo das Emas, contra o Dom Bosco. A rodada se encerra com o jogo entre o atual campeão, o Cuiabá, que recebe o debutante Nova Mutum, que subiu após conquistar o título da segunda divisão, no ano passado.

A Federação Mato-grossense de Futebol manteve os moldes da edição passada, com dez clubes buscando o título (Araguaia, Cuiabá, Dom Bosco, Luverdense, Mixto, Nova Mutum, Operário Várzea-grandense, Poconé, Sinop e União). A edição 2020 terá a mesma fórmula deste ano: é Chave única com dez times se enfrentando apenas em jogos de ida. Os oito primeiros colocados se classificam as quartas de finais, enquanto os dois últimos serão rebaixados.

Leia Também:  Morre Michael Uchendu, promessa do basquete brasileiro, aos 21 anos

No mata-mata, as equipes se enfrentam em jogos de ida e volta, incluindo a decisão. O clube de melhor campanha, fará a finalíssima em casa. A novidade para a temporada 2020 será a disputa de terceiro e quarto lugar em jogo único na casa do time de melhor campanha na 1ª fase.

SITUAÇÃO DOS ESTÁDIOS

Os estádios que receberão jogos nesta primeira rodada estão em ordem, segundo informou a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), promotora do campeonato.

Há dois deles em que as obras ainda estão em andamento, mas os times da casa não são mandantes. É o caso do Zeca Costa, casa do Araguaia, que joga no Gigantão do Norte – em condições de jogos, e do estádio Valdir Wolz, cujo mandante é o Nova Mutum, que joga na Arena Pantanal contra o Cuiabá, na quarta-feira.

VEJA A 1ª RODADA

Terça-feira (21)

União x Mixto –  Estádio Luthero Lopes – 20:10 h

Luverdense x Dom Bosco – Estádio Passo das Emas – 20:10h

Operário x Poconé –  Estádio Dito Souza – 20h10 h

Leia Também:  Sem salários, jogadores do Figueirense-SC não entram em campo e Cuiabá vence por WO

Quarta-feira (22)

Sinop x Araguaia – Estádio Gigante do Norte 20:10h

Cuiabá x Nova Mutum – Arena Pantanal – 20:10

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana