conecte-se conosco


Carros e Motos

Salão de Frankfurt 2019 apresentará os novos SUVs eletrificados da Mercedes-Benz

Publicado

source
Mercedes arrow-options
Divulgação

Salão de Frankfurt 2019: eletrificados da Mercedes estarão nas concessionárias europeias em 2020

A Mercedes-Benz aposta na eletrificação de seus novos modelos, que apresentará no Salão de Frankfurt 2019, entre 12 e 22 de setmebro. Há modelos uns totalmente elétricos — como o EQC e o EQV — e outros híbridos plug-in, como os GLC 300e 4MATIC e GLE 350e 4MATIC. O GLC 300e aposta em um motor a gasolina, enquanto o GLE 350e em um a diesel. O que todos têm em comum é o fato dos motores a combustão se associarem a um sistema híbrido plug-in, que não só ajuda a reduzir o consumo, como também as emissões de poluentes.

LEIA MAIS: Mercedes-Benz GLC 250: SUV grandalhão é puro status

Mesmo que não tenha mudado pouco no visual, os visitantes do Salão de Frankfurt 2019 verão que na parte mecânica o SUV foi bastante atualizado. O câmbio automático de sete marchas deu lugar a um de nove. Além disso, apesar da potência combinada do motor elétrico com o 2.0 turbo se manter nos 320 cv, agora traz 70 kgfm de torque — mesmos números do GLE 350e — após um aumento de 14 kgfm.

Segundo a Mercedes-Benz , o GLC é capaz de percorrer até 43 km em modo elétrico. Enquanto isso, o GLE 350e pode rodar até 106 km em modo EV. Os números de desempenho são uma aceleração até 100 km/h em 5,7 segundos e máxima de 230 km/h para o primeiro, além de 0-100 km/h em 6,3 segundos e velocidade final de 210 km/h para o segundo. Ambos chegam à velocidade limite de 130 km/h em modo elétrico e fazem impressionantes 40 km/l.

LEIA MAIS: Mercedes GLE 63 AMG: meio SUV, meio cupê, mas muito esportivo

SUV e minivan elétricos

Mercedes arrow-options
Divulgação

EQC e EQV são os modelos com mais tecnologia embarcada. Veja mais a seguir

Movidos por dois motores elétricos, posicionados um em cada eixo, o SUV EQC e a minivan EQV são as novidades sem motores a combustão. Com 414 cv, os SUVs vão de 0 a 100 km/h na casa dos 5 segundos e possuem velocidade limitada em 180 km/h. Enquanto isso, as baterias de íon-lítio garantem autonomia de mais de 450 km.

Como cada motor elétrico fica em um eixo, a entrega de potência é, segundo a marca, imediata e precisa, uma vez que as quatro rodas são motrizes. Entretanto, o movimento é feito de forma diferenciada. O motor frontal, por exemplo, é usado em cargas baixas e médias, priorizando a eficiência. 

LEIA MAIS: Mercedes-Benz apresenta a EQV, sua primeira minivan totalmente elétrica

São 5 modos de condução para o veículo elétrico do Salão de Frankfurt 2019 , sendo que dois deles são voltados para a economia de energia, enquanto um é mais esportivo. O condutor ainda pode definir qual o nível de recuperação de energia por meio de desacelerações e frenagens. Ainda há uma tecnologia que dá dicas de economia de energia em situações onde o carro está próximo do limite de velocidade da via, por exemplo.

Fonte: IG Carros
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Carros e Motos

Ford planeja inaugurar serviço de carros autônomos em 2021

Publicado

source

Olhar Digital

ford arrow-options
Flávio SIlveira

Ford Ranger XLS

A Ford anunciou que pretende lançar um serviço comercial de carros autônomos nos Estados Unidos em 2021. Por enquanto, a montadora está realizando testes do que ela acredita ser um facilitador do acesso a transportes, mercadorias e empregos.

Leia também: Carregamento sem fio deve ser o futuro dos carros elétricos

O principal foco da companhia é priorizar a experiência do cliente para que os usuários se sintam confiantes para repetir as viagens “Não há atalhos quando se trata do lançamento de um serviço de veículos autônomos. Precisamos que as pessoas confiem o bastante na nossa tecnologia para entrar no veículo e, depois, amem a experiência o bastante para voltar”, explicou Jim Farley, presidente de Novos Negócios, Tecnologia e Estratégia da Ford .

Para garantir que o serviço tenha procura, será necessário atender às expectativas dos usuários quanto à limpeza, manutenção, recuperação e durabilidade dos veículos autônomos utilizados.

Para isso, a Ford contratou Scott Griffith, ex-CEO da Zipcar, empresa de compartilhamento de carros, para comandar sua divisão de veículos autônomos . “Scott está assumindo o papel crítico de liderar o desenvolvimento e a execução de nossa estratégia de entrada nesse mercado. Ele conhece os desafios de lançar um novo serviço de mobilidade com operações em larga escala, que envolvem uma mudança fundamental no comportamento do consumidor: a troca da propriedade do carro pelo seu compartilhamento”, acrescentou Farley.

Agora, durante o período de testes, o serviço funcionará apenas em algumas cidades estadunidenses, mas a intenção da montadora é expandir o segmento futuramente. “Operar em um número limitado de cidades nos permitirá definir o modelo de negócios, a experiência do cliente e ter uma compreensão ampla das parcerias necessárias para lançar um serviço totalmente novo. Vencida essa etapa inicial, o avanço nas próximas cidades será muito mais fácil”, afirmou Farley.

Via: TI Inside

Fonte: IG Carros
Continue lendo

Carros e Motos

Primeiro SUV elétrico da Audi chega ao Brasil em abril

Publicado

source
audi arrow-options
Divulgação

O E-tron será o primeiro veículo SUV da Audi à base de eletricidade

Olhar Digital

Com a onda dos carros elétricos chegando ao Brasil, a Audi anunciou, na última quinta-feira (20), que estreará seu segmento no país com o E-Tron, primeiro SUV da marca à base de eletricidade.

Leia também: Nissa terá novo SUV global abaixo do Kicks; veja o teaser

Além de divulgar que o e-tron está prestes a chegar ao país, a montadora alemã apresentou as informações técnicas e preços do veículo. Para começar, a autonomia do carro elétrico é bem alta e não deve deixar seus usuários na mão. Com uma carga completa, o SUV pode percorrer até 436 km.

Quanto à eletricidade, o e-tron pode receber cargas de até 80% em um intervalo de 30 minutos se estiver conectado a estações rápidas com potência de 150 kW. O usuário pode optar, também, por utilizar a Wallbox, sistema de carregamento incluso no preço do veículo, que possui 22 kW e demora quatro horas e meia para fornecer uma recarga completa.

O veículo, que já está em pré-venda por R$ 490 mil desde novembro de 2019, conta com emissão neutra de CO² em seus dois motores elétricos com potência de 300 kW, o equivalente a 408 cavalos e velocidade máxima de 200 km/h.

Seus retrovisores externos são, na verdade, câmeras. Chamados de retrovisores virtuais, os dispositivos permitem melhor visualização durante qualquer período do dia, se destacando, inclusive, em viagens noturnas.

Diferentemente das especificações, o preço não é dos mais atrativos: o modelo de entrada custa R$ 459.990. Para quem já tem um Audi, a boa notícia é que podem ser descontados até R$ 20 mil do valor integral como bônus pela valorização do usado.

E quanto à recarga do veículo? A Audi informou que investirá R$ 10 milhões para criar 200 estações pelo país até 2022. 

Leia também: Audi Q3 retorna totalmente renovado para enfrentar os rivais

O modelo será vendido em 14 concessionárias do país, dentre elas: nas cidades de Barueri (SP), Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Londrina (PR), Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Vitória, além de três apenas na capital paulista. Segundo a assessoria, as lojas estarão preparadas com atendimento de técnicos especializados em venda e manutenção.   

Fonte: IG Carros
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana