conecte-se conosco


Meu Pet

Saiba quais são os cuidados necessários com filhotes de calopsita

Publicado

source

A chance de calopsitas fêmeas e machos que convivem no mesmo espaço se reproduzirem é alta. Por isso, os donos que têm essa realidade em casa devem estar sempre preparados para a chegada de filhotes , mesmo que essa ave cuide muito bem das crias. 

calopsita no ninho arrow-options
Shuttersock

As calopsitas costumam se reproduzir com facilidade

Marta Brito Guimarães, veterinária e diretora do Grupo VetWings, explica que a preparação deve começar antes mesmo do nascimento dos filhotes de calopsita . “O ideal é que a visualização dos ovos no ninho seja sempre no mesmo horário para evitar que o casal tenha estresse. Esse condicionamento da ave com a visualização permitirá que o dono acompanhe o desenvolvimento do filhote e saiba se ele está sendo alimentado pelos pais.” 

Leia também: Como escolher o melhor nome para calopsita?

Com as visitas diárias ao ninho, é possível ter uma ideia de quando os filhotes vão nascer apenas observando os ovos. “O nascimento ocorre através da bicagem da casca do ovo pelo filhote, então a casca fica rachada ou mesmo quebrada no local onde encontra-se o bico. A eclosão costuma acontecer de 18 a 23 dias após a postura dos ovos”, conta a Dra. Marta. 

Leia Também:  O que as fezes do cachorro dizem sobre a saúde dele?

O indicado é aguardar o nascimento natural, ou seja, não ajudar na quebra do ovo e deixar que o filhote saia sozinho. Quando a calopsita está pronta para nascer é possível até escutar piados, mas é preciso ter paciência e esperar. 

filhotes de calopsita no ninho arrow-options
Shuttersock

Os filhotes de calopsita devem quebrar o ovo sozinhos

Após o nascimento, a responsabilidade do dono é manter a área onde as aves ficam sempre limpa e acompanhar de perto o desenvolvimento dos filhotes. A Dra. Marta explica que a alimentação deve ser dada preferencialmente pelos pais, por isso é importante fornecer comida adequada e de qualidade para eles. Caso o casal não esteja dando conta do recado, o dono deve fornecer papas para filhotes com a orientação de um veterinário especializado. 

Leia também: Brinquedos para calopsita são importantes para a saúde da ave

A garantia de saúde das novas aves está diretamente ligada à condição de saúde dos pais. Assim, a avaliação constante das calopsitas por um veterinário e exames que podem ser feitos no casal para a prevenção de doenças infecciosas são importantes. 

Leia Também:  Cachorro invade missa em Belo Horizonte e reação do padre bomba na internet

A partir de 1 mês e meio de vida os filhotes de calopsita se tornam mais independentes. O indicado é deixar a comida dos adultos disponível antes desse tempo, para que eles aprendam gradativamente a se alimentar observando os pais. 

Fonte: Canal do Pet
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Meu Pet

Outubro Rosa Pet: câncer de mama também atinge animais

Publicado

source

O câncer de mama é uma doença muito perigosa que atinge não só humanos, mas também cães e gatos. O Outubro Rosa é uma ação que acontece todos os anos para ressaltar a importância da prevenção e tratamento da doença, que segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), apresenta 25% mais casos a cada ano. O que muitos não sabem é que o câncer de mama é mais comum em animais do que em mulheres.

leia também: Gata adota filhotes de cães e os cria como se fossem dela

Outubro Rosa também serve para animais arrow-options
shutterstock

Outubro Rosa também serve para animais


A maioria dos casos da doença que atinge os pets está ligada a gravidez psicológica, já que a disfunção hormonal é um dos grandes vilões responsáveis pelo problema. Segundo a veterinária Carol Mouco Moretti do Grupo Vet Popular explica que há como diminuir as chances disso acontecer, como por exemplo, castrando a cadela antes do primeiro cio.

“As fêmeas castradas antes do primeiro cio apresentam apenas 0,05% de chances de desenvolver a doença. Após esse período, as chances aumentam entre 8% e 25%, ou seja, caso não haja a intenção de procriar, a principal orientação é que os tutores as castrem o quanto antes”, afirma. Carol também alerta que ao fazer carinho na pet deve-se prestar atenção em qualquer alteração na parte das mamas. “Mesmo que sinta um caroço do tamanho de um grão de arroz, procure rapidamente um profissional de confiança”, completa.

Leia Também:  Comissão aprova projeto de lei que inclui direito dos animais na legislação

Principais sintomas de câncer de mama em animais

  • Inchaços;
  • Caroços na região das mamas ou próximo a elas;
  • Dores;
  • Presença de secreções.

Assim como nos humanos, existem algumas opções de tratamento além do cirúrgico para animais. “Remédios quimioterápicos são utilizados, e causam nos pets os mesmos efeitos que nos humanos, como quedas de pelo, crises de enjoos, diarreia e até vômito”, conta a veterinária. “Dependendo do grau de avanço do câncer, é necessário realizar a mastectomia, resultando na retirada de uma mama ou de todas”, diz.

Leia também: Soluço é comum em filhotes de cachorro; saiba como resolver

Para evitar ou identificar a doença logo no começo o ideal é sempre levar o pet ao veterinário. “Esteja em dia com os exames do seu animal, faça consultas periódicas e nunca se esqueça que a prevenção ainda é a melhor maneira de evitar que a doença se espalhe e seja necessária a intervenção cirúrgica e medicamentosa”, finaliza Carol.

Fonte: Canal do Pet
Continue lendo

Meu Pet

Bezerro se torna amigo inseperável de cachorro após ser resgatado

Publicado

source
cão e bezerro arrow-options
Foto: Reprodução Facebook

Lincoln e Calvin passam o dia um ao lado do outro em santuário de proteção animal

Um bezerro foi resgatado pouco antes de ser morto em uma indústria alimentícia e encontrou um novo lar no santuário e fazenda Black Goat, localizado em Ontário, no Canadá. O que ninguém esperava era que o animal fosse se aproximar tanto de um cão. Eles agoram passam o dia um ao lado do outro.

O cachorro o da raça pastor australiano chamado Lincoln e o bezerro, o Calvin, agora são inseperáveis.

Leia também: Os 40 animais mais fofos de 2019 segundo o Pinterest

Megan Mostacci, co-fundadora da Black Goat, conta que Lincoln convive com o bezerro mesmo após ele ter crescido. Além disso, o cão costuma ser ‘amável’ e ‘gentil’ com todos os filhotes que chegam.”Seis meses depois, ele ainda acha que precisa vigiar Calvin”, contou ela em entrevista ao site Dodoo.

A gestora disse também que o bezerrinho gosta muito de correr com o pastor australiano, sobretudo por conta dos maus-tratos que sofreu. “Ele nunca esteve ao ar livre ou esticou as pernas [pela primeira vez]. Aí ele apenas correu [quando o colocaram no pasto]”, recordou.

Leia Também:  Vídeo registra queda de cachorro de sexto andar de prédio

Fonte: Canal do Pet
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana