conecte-se conosco


Carros e Motos

Saiba os prós e contras do GNV para fugir do alto preço da gasolina

Publicado


source
GNV: economia não é o único fator envolvido na questão da conversão que custa entre R$ 5 mil e R$ 9 mil hoje em dia
Divulgação

GNV: economia não é o único fator envolvido na questão da conversão que custa entre R$ 5 mil e R$ 9 mil hoje em dia

Com a gasolina custando mais de R$ 7 o litro em várias regiões do Brasil já tem muita gente pensando em converter o carro para funcionar com GNV. Segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo) a economia em relação ao derivado de petróleo é de 51,3% e se comparado ao etanol chega a 55,8%. Porém, há prós e contras que envolvem a escolha da conversão.

Gasta-se 51,3% menos ao usar GNV na comparação com a gasolina a economia chega a 55,8%, mas é preciso salientar que, em média, precisa-se de 32 meses para pagar o investimento do kit gás para quem roda 500 quilômetros no mês. Portanto, a questão do custo mais baixo do GNV é mais interessante para quem costuma rodar bastante com o carro. Ouça mais detalhes a seguir.


Principalmente no caso da conversão de carro movidos apenas a gasolina para GNV, a redução do rendimento do motor é maior, por causa da menor taxa de compressão. No caso dos kits de GNV de 5ª geração , em média, a perda de potência chega a 5%. Além disso, há casos em que é recomendável ajustar a suspensão por caisa do peso extra dos cilindros de gás.

Conforme especialistas, o gás natural tem uma emissão de gases poluentes 15% menor que o etanol e 20% menor do que a gasolina. Isso ocorre porque a queima do GNV é muito mais completa do que a da gasolina e do etanol . Além disso, o gás natural também é mais seguro. Por ser um combustível mais leve que o ar e possuir uma queima menor.

Leia Também

Outra desvantagem ainda é que os veículos zero quilômetro perdem a garantia de fábrica depois que o equipamento de gás é instalado. A justificativa é que o carro com GNV sofre alterações em sua estrutura.

De acordo com especialistas, um carro com GNV desvaloriza, em média, de 15% a 20% na hora da venda ou troca por outro veículo . Isso porque o carro se torna modificado, ou seja, não é mais original de fábrica. Além disso, a venda deste tipo de veículo costuma ser mais difícil e geralmente é associado a perfil de motoristas que rodam muito

Não é barato o custo com a instalação do equipamento que permite que o veículo seja abastecido com GNV . Hoje em dia, varia de R$ 5 a 9 mil, dependendo do tamanho do cilindro e do modelo do automóvel. Esse investimento no carro com GNV valerá a pena a médio e longo prazo.

Também é importante ficar atento às normas para uso do GNV . Para poder rodar com um carro com kit GNV é preciso passar por uma vistoria anual de segurança junto ao Inmetro, atestando de qualidade do equipamento e assim obter o selo que permite a circulação desse veículo.

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Caoa Chery oferece a opção de teto preto para o Tiggo 3x Turbo

Publicado


source


Tiggo 3X Turbo: como complemento do estilo do SUV a marca chinesa passa a oferecer pintura de dois tons entre os opcionais
Divulgação

Tiggo 3X Turbo: como complemento do estilo do SUV a marca chinesa passa a oferecer pintura de dois tons entre os opcionais

A Caoa Chery passa a oferecer opção do teto preto para o Tiggo 3X Turbo que pode ser combinado com até cinco cores, entre elas: branca perolizada ou sólida, além dos tons metálicos prata, cinza e vermelho.

Além disso, o SUV que é produzido em Jacareí (SP) tem entre os itens de série  assistente de descida (HDC) , chave presencial por aproximação, comando de climatização à distância (CCD) e controle de estabilidade de última geração.

Na motorização, segue o 1.0 Turbo Flex e câmbio CVT de 9 marchas simuladas que juntos entregam 102 cv a 5.500 rpm e 17,1 kgfm a partir de 1.500 rpm.

A nova configuração do Caoa Chery Tiggo 3X Turbo já está disponível por R$ 112.490 (branco sólido), R$ 113.790 (prata, cinza e vermelho) e R$ 113.990 (branco perolizado).

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Chevrolet G20 Van: Para curtir as férias em família

Publicado


source
Chevrolet G20 marcou época e serviu a muitas famílias nos EUA com motor V8 capaz de render 195 cavalos
Renato Bellote/ iG

Chevrolet G20 marcou época e serviu a muitas famílias nos EUA com motor V8 capaz de render 195 cavalos

Durante as décadas de 70 e 80 os filmes de ação sempre traziam uma van. Aquela cena clássica que nos lembra da infância com o veículo arrebentando portões ou sendo o carro dos vilões está nítida na memória. Nesse sentido tínhamos uma série de situações onde eles foram devidamente eternizados no mundo da sétima arte.

Por outro lado as station wagons sempre eram retratadas como veículos de família. Aqueles exemplares clássicos com a lateral de madeira curtindo férias ou e se metendo em diversas situações embaraçosas e constrangedoras. Aliás, vale ressaltar que em breve traremos uma delas aqui na coluna.

Mas hoje eu vou falar de uma das opções mais legais quando se pensa em van nos anos 90. A G20 foi lançada pela Chevrolet ainda na década de 60 vislumbrando um grande potencial tanto para o trabalho quanto para o lazer. Uma boa capacidade de carga para empresas ou passageiros e bagagem para famílias fizeram dela um enorme sucesso no mercado.

Na década de 70 receberam diversos tipos de customização , seja na pintura, no interior ou na mecânica. Tivemos exemplares no estilo hippie e também rigorosamente decorados com muito bom gosto e requinte por empresas especializadas do ramo. A Tiara Motor Couch era uma delas, no estado de Indiana(EUA).

Leia Também

Leia Também

O trabalho consistia em uma modificação extensa do veículo. O interior era completamente modificado com adição de bancos que mais parecem poltronas extremamente confortáveis , além de um grosso carpete. Madeira, porta objetos com iluminação e sistema de áudio e vídeo também estava disponível. Realmente conforto era a palavra chave para esse tipo de trabalho.

Outro destaque estético que chama a atenção é o teto alto e a utilização da fibra de vidro . Mantendo as devidas proporções é a mesma coisa que empresas com a Souza Ramos e Engerauto faziam por aqui nos anos 80. Apesar do nosso cenário ser completamente diferente por conta das importações fechadas.

O exemplar da matéria é de 1993 e faz parte da terceira geração do modelo. O conjunto motriz consiste em um motor V8 de 5,7 litros com 195 cv e um câmbio automático , de quatro marchas. Um conjunto mais do que perfeito para cruzar as estradas sem pressa de chegar apenas curtindo toda essa comodidade. Até a semana que vem!

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana