conecte-se conosco


Mulher

Saiba como montar uma mesa temática de festa junina de forma criativa e simples

Publicado

Quem resiste a uma festa junina? Decoração alegre, comidinhas deliciosas, música animada, gente querida… Durante o mês de junho, os “arraiás” se espalham pelo país e você pode aproveitar para montar uma mesinha linda e curtir uma das festas brasileiras mais populares.

mesa de festa junina, decoração
Isabela Azevedo

Mesa temática de festa junina transforma sua casa em um verdadeiro arraial

Leia também: O que é uma mesa posta para você?

As decorações de festa junina podem ser feitas com itens que você já tem em casa, enquanto outros podem ser garimpados em mercados públicos da sua cidade e até feitos por você mesmo, por meio de colagens, costuras ou recortes.

Leia também: Mais do que festa junina, São João nordestino é expressão cultural

Selecionei dicas para montar uma mesinha junina com charme e criatividade:

1. Use tecidos com estampas características de uma festa junina, como: chita, girassol, xadrez, bandeirinhas ou balão. Os tecidos podem servir como toalha de mesa, passadeira ou trilhos, guardanapo e painel para parede. Os retalhos dos tecidos são excelentes opções para criar detalhes em xíicaras, jarras, lembrancinhas e até decorar roupas.

mesa, festa junina, decoração
Isabela Azevedo

Tecidos com estampas características dão outra cara para sua mesa de festa junina

2. A juta é uma opção de decoração barata e possui diversas utilidades, podendo ser usada como toalha de mesa, jogo americano, passadeira ou enfeite para mesa.

3. Aposte em dobraduras de guardanapos diferentes para montar uma mesa posta temática. A versão da dobradura em formato de “bandeirinha” é fácil e charmosa.

4. Invista nas peças em palha: peneiras, chapéus e cestos, por exemplo. Eles são excelentes para compor cenários com flores, para servir comidinhas de uma forma desconstraída e o melhor, são versáteis, decoram não só festas juninas como, mas outras recepções também.

festa junina
Isabela Azevedo

Investir em peças de palha ajudam a dar um ar de festa junina para sua mesa

5. Lembra das “torinhas” em madeira que estão em alta na decoração de ambientes? Com seu toque rústico chique, podem servir como bandeja para dispor doces, bebidas e afins. Peças em madeira como tábuas e estantes podem ser usadas também.

Leia também: Guia básico da mesa posta

6. Quanto às flores e plantinhas, as melhores opções para decorar sua mesa junina são os cactos, suculentas, girassóis e flores do campo. Sejam naturais ou artificiais, podem ser utilizadas em vasos de barro, de madeira, de cordão, palha, vidro em pequenos arranjos ou soltos à mesa, a depender da composição desejada.

7. Vasos de barro são bem característicos e usados em alturas diferentes, conferindo movimento e harmonia para sua mesa.

8. Não esqueça das bandeirolas, dos balões e das fitas. São  enfeites baratos e excelentes para montar decorações aéreas, criando o clima de uma verdadeiro festa junina. As bandeirinhas podem ser feitas em papel estampado, papel kraft e retalhos de tecidos.

9. Comidinhas de festa junina também servem como elemento decorativo. Pipocas fixadas em bolinhas de isopor, por exemplo, viram excelentes centros de mesa; já quando colocadas dentro de garrafas, conferem charme ao vaso com flores. O milho cortado garante uma decoração bacana à mesinha das comidas.

festa junina, decoração
Isabela Azevedo

As próprias comidas típicas de festa junina já dão um ar de arraial na decoração

10. Sanfona, trio sanfoneiro, cordel, espantalho, fogueira e balão são alguns dos símbolos das festinhas juninas. Aposte em versões menores deles para decorar a mesa. Uma mini sanfona pode ser usada como porta guardanapo, um trio de sanfoneiros em menor escala serve como detalhe na composição da mesa e pequeno balão em papel vira topo de bolo.

11. Identidade visual em papel é uma forma criativa de identificar as comidas e decorar a mesa.

Mesa de festa junina
Isabela Azevedo

Use plaquinhas para identificar as guloseimas de festa junina na sua mesa

Curtiu as dicas para montar a sua mesinha de festa junina?  Então aproveite e entre no clima do “arrasta -pé” e do “baião”. Viva, São João !

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mulher

Tome posse da sua casa: veja dicas para inovar em tempos de quarentena

Publicado


source

Fechar a porta e deixar para fora o que queremos: isso é conhecer seu lar. Em nosso último artigo , descrevemos um roteiro para conhecimento da sua casa e agora é a hora da ação.

Vamos lá: Resgate suas folhas (e das pessoas que moram com você), separe 3 canetas marca textos de diferentes cores, sentem todos juntos e faça duas rodadas: na primeira, todos lerão sua lista, com escuta ativa e empatia. Lembre-se: o gosto é pessoal.

Antes de iniciar a próxima etapa, conversem entre vocês sobre os pontos levantados e montem uma lista única para os gostos e outra para os vícios aparentes. Apenas escrevam os itens que todos aceitam e concordam em modificar (exceto vícios aparentes onde um profissional deverá ser consultado). Tenho certeza que chegarão a muitas questões similares e será uma forma de unir ainda mais a família.

A segunda rodada será para uso das canetas. Cada cor será utilizada para grifar e classificar os pontos abordados.

COR 1: O que posso fazer durante a quarentena?

Esse é o famoso DIY (Do it yourself em inglês) ou simplesmente: faça você mesmo. Nem todas as pessoas possuem habilidades, requer tentativas, erros, acertos e paciência. Se está com tempo livre e procurando atividades com a família, vale a pena a experiência. Seguem alguns exemplos: pintar parede, customizar uma cortina ou almofada, trocar os móveis de lugar, montar um mural de fotos, aplicar adesivos na parede, fixar quadros, organizar os armários, montar uma horta.

Pequenos detalhes podem fazer a diferença no dia-a-dia. 

COR 2: até 3 meses após a finalização da quarentena.

A nossa memória fisiológica precisa de 6 meses no mínimo para entender que o corpo tem novos hábitos e funcionamentos, segundo a personal trainer Rosiany Campos , e a nossa listagem poderá cair em esquecimento se não exercermos a rotina da mudança em nosso lar. Os itens anotados com essa cor são aqueles considerados como reparos rápidos ou pequenas reformas e que, normalmente, necessitam de profissionais para auxílio e que não haja nenhum tipo de interferência estrutural.

Você sabe dizer se está na hora ou não de reformar sua casa?

Dica da Helo : Obras emergenciais são de caráter prioritário. Caso tenha um vazamento de água, por exemplo, a visita de um encanador é essencial, mesmo nesse período de isolamento social, para barrar o desperdício e evitar que ocorra fissuras nas paredes e ou móveis estragados. 

COR 3: até 1 ano.

Aqui requer planejamento físico e financeiro. Estamos falando de reformas (ou construções) com maiores impactos. É a famosa repaginação completa. Abrir ou fechar ambientes, trocar todos os revestimentos, modernizar a elétrica ou a hidráulica, são alguns bons exemplos. Consulte um arquiteto ou designer de interiores para auxiliá-lo nesse processo da sua casa

Listar significa mapear os pontos que podemos associar. É importante conectá-los e executá-los juntos. Não adianta pintar a parede se tem marcas de vazamentos. É necessário abrir, verificar, arrumar o que for necessário, fechar e pintar. Será retrabalho. Cuidado com resolutivas rápidas. Não há mágica na construção civil. 

E a lista de vícios aparentes? Muitas pessoas não possuem conhecimento para classificá-las. Como citado acima, procure um especialista que poderá auxiliar na classificação, seguindo o mesmo raciocínio acima. Muitos conseguem atender através de vídeo chamada. 

Coloque a sua disposição na casa , invista no seu espaço e pulverize novas energias. Sinta que o seu lar é realmente seu, da sua família, onde nos sentiremos mais fortes e renovados. Em casa , temos que ser nós mesmos.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Casal inglês tem primeiro encontro socialmente distante e conta os detalhes

Publicado


source

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson decretou a reabertura gradual dos serviços após dois meses de quarentena, mas respeitando as indicações de isolamento social . Este casal aproveitou para, finalmente, ter o primeiro encontro – um tanto quanto diferente dos encontros convencionais.

Leia também: Casal na quarentena: como manter o bom relacionamento a dois?

encontro
The Sun/Olivia West

Depois de conversarem pela internet, Jo e William resolveram se encontrar, mas respeitando o distanciamento social


Willian Nual e Jo Chiu, que se conheceram na quaretena, tiveram o primeiro encontro respeitando ao máximo as regras de distanciamento social. 

“Quando o lockdown começou, tive um momento de carência e para afogar as mágoas entrei em um aplicativo de relacionamentos e conheci William lá. Depois de conversar, enviar mensagens de texto e vídeos, tivemos o primeiro encontro virtualmente”, afirma Jo ao The Sun .

Leia também: Solidão na quarentena? 7 dicas para ter um namoro online seguro

Os dois seguiram o relacionamento virtual até que o governo inglês liberou as idas a parques, desde que fosse respeitada a distância de dois metros entre cada pessoa. Isso já bastou para motivar o casal a se conhecer pessoalmente.  

“Fiquei muito empolgada de ir lá, não apenas por ser o primeiro encontro, mas também seria a primeira vez que veria outro ser humano em quase dois meses a não ser a caixa do mercado”, conta Jo.

encontro
The Sun/Olivia West

Com direito a comidinhas e memes trocados pelo celular, o casal se divertiu por 4 horas


Na hora do encontro, a diretora de uma empresa de viagens se emocionou e correu para o abraço, mas William logo lembrou das regras de distanciamento social que ainda estão em vigor no Reino Unido. Com isso, o encontro aconteceu assim, com cada um no seu espaço. Para medir a distância entre um e outro, eles utilizaram tapetes de yoga.

“Normalmente eu me sentava ao lado da pessoa, então me senti um pouco estranha mantendo essa distância”, comenta Jo.

O encontro foi um piquenique com comidas e, como diz a mulher, regado a álcool gel. Ela também afirma que não houve nenhum contato entre eles. 

primeiro encontro
The Sun/Olivia West

Para o casal, foi uma experiência diferente mas animada


E mesmo pensando que a falta de beijos e abraços poderia acabar com o clima, ela garante que o momento foi melhor do que o esperado. Foram quatro horas de conversas, risos e memes trocados pelo celular.

Leia também: Inscrições em sites de traição aumentam durante isolamento social

Para eles, o encontro deu uma recarregada na relação, que segundo Jo, estava  secando por falta de assunto durante a quarentena. “Vi muito mais do humor de William ao vivo do que por uma chamada de vídeo, mesmo a 2 metros de distância”, afirma.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana