conecte-se conosco


Nacional

‘Sai daqui’, diz Bolsonaro para mulher que o cobrou sobre mortes por Covid-19

Publicado


source
jair bolsonaro
Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro se incomoda com questionamento de mulher

Uma mulher, que era apoiadora do  presidente Jair Bolsonaro, questionou o presidente, nesta quarta-feira (10), sobre o número de mortes por Covid-19.

Leia também 


“Nós temos hoje 38.406, exatamente, mortos por causa da Covid. Eu trouxe um cartazinho só com o número para o senhor ver. Porque não são 38 mil de estatística, são 38 mil famílias que estão morrendo nesse momento, são 38 mil pessoas que estão chorando”, disse a mulher.

Ela disse que acreditava no presidente e que ele traiu a nação. “Eu votei no senhor, fiz campanha para o senhor, acho até que o senhor me conhece, viu meus vídeos, tenho um canal no Youtube. Cris Bernart, meu nome. Vim aqui com todo meu coração. E sinto que o senhor traiu a nossa população. O senhor falou que não ia fazer conchavo, está entregando cargos para o Centrão, afirmou a ex-apoiadora.

Após ouvir a mulher, Bolsonaro virou as costas e saiu para falar com as outras pessoas que estavam no cercadinho. A mulher, no entanto, continou falando. O presidente então falou: “Se quiser falar, sai daqui, que você já foi ouvida. Cobre o seu governador. Sai daqui, tá?”, disse.

A mulher que estava no meio dos apoiadores do presidente se chama Cris Bernart. Ela trabalha no gabinete do vereador de São Paulo Fernando Holiday, que faz parte do MBL (Movimento Brasil Livre).

O vídeo com a fala de Bernart foi publicado pela própria página do MBL no Twitter. O vereador Fernando Holiday também publicou em seu Twitter um comunicado afirmando que a assessora não recebeu dinheiro para ir até Brasília para enfrentar o presidente.

Na sequência, você confere o vídeo da mulher, bem como a publicação de Fernando Holiday.






publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Chuva de granizo danifica plantações em Santa Catarina

Publicado


source
Chuva de granizo
Divulgação/Defesa Civil de Ouro

Plantações de milho, melancia e morango sofreram prejuízos.

A cidade de Ouro, no Oeste de Santa Catarina, foi atingida por uma forte tempestade na tarde do último sábado (24). Foram registradas fortes rajadas de vento e queda de granizo, o que danificou as plantações locais.

A chuva de granizo durou aproximadamente 10 minutos. Entretanto, apesar do pouco tempo, foi o suficiente para afetar plantações de milho, melancia, morango e hortaliças. As informações foram passadas pela Defesa Civil.

Os fortes ventos, por sua vez, causaram a queda de árvores e danificaram duas casas, fazendo com que uma família tivesse que deixar sua residência. Eles receberam uma lona para se abrigar.

O granizo também fez com que ocorresse um acumulo de gelo em estradas da região. A rodovia SC-467 também foi afetada. Segundo a Polícia Militar, não foi registrada nenhuma vítima até o momento.

Continue lendo

Nacional

PF aponta que Chico Rodrigues era ‘gestor paralelo’ na Saúde em Roraima

Publicado


source
Senador Chico Rodrigues (DEM-RR)
Edilson Rodrigues/Agência Senado

PF aponta que Chico Rodrigues era ‘gestor paralelo’ na Saúde em Roraima

Um relatório da Polícia Federal mostrou que o senador Chico Rodrigues, que foi flagrado com dinheiro na cueca pelos agentes, usou da proximidade que tem com o governador de Roraima, Antonio Denarium, para beneficiar empresas investigadas pela PF.

Segundo a PF, o senador atuava como um “gestor paralelo” da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima. O documento mostra que Chico agiu para evitar a demissão do então Secretário Adjunto de Saúde de Roraima, Francisco Monteiro Neto.

Além disso, Chico Rodrigues estaria tentando articular com a gestão do estado para que o governador não abrisse uma nova licitação. Ao invés disso, ele deveria estender os contratos com empresas de Gilce Pinto, uma empresária também investigada pela PF e que estaria sendo beneficiada com a ajuda da máquina pública.

O relatório da PF aponta que em diversas ocasiões, o senador cobrava de Francisvaldo de Melo Paixão, um ex-servidor da Sesau, pagamentos para Gilce.

Histórico 

Chico Rodrigues foi preso tentando ocultar dinheiro na cueca no último dia 14. A quantia girava em torno de R$ 33 mil em dinheiro. A defesa do senador afirma que o dinheiro tem origem lícita e diz que ele não cometeu irregularidades. 

Após a polêmica e o envolvimento em atividades suspeitas que estão sendo investigadas, o senador pediu licença do cargo no Senado por 121 dias.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana