conecte-se conosco


Nacional

“Sabia que seria preso”, diz amigo que viu blogueiro bolsonarista ser detido

Publicado


source
blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio
Reprodução/Instragram/eustaquio_oswaldo

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio (direita) com Eduardo Bolsonaro (esquerda)

Oswaldo Eustáquio,  blogueiro bolsonarista que foi preso nesta sexta-feira (26), sabia que seria detido, segundo relatou Hugo Alves dos Santos, amigo dele que estava presente no momento da prisão, ao site Metrópoles

Leia também:

“Ele já sabia que poderia ser preso e estava tranquilo. Estava fazendo o trabalho jornalístico que faz há anos”, relata o amigo do blogueiro bolsonarista . Ambos estavam em hotel em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul quando a prisão ocorreu nesta manhã.

Oswaldo Eustáquio é investigado por apoiar e organizar atos antidemocráticos. Os policiais suspeitavam que ele estaria tentando fugir do país. 

“Saímos de Brasília, onde Oswaldo, e seguimos para Ponta Porã (MS) para visitar os tios dele. Era algo que estava programado. Em seguida, iríamos para São Paulo”, relata o amigo. 

No momento de prisão, ele conta que oito agentes uniformizados detiveram o blogueiro bolsonarista e apresentaram mandados de busca e apreensão. “Pegaram, inclusive, o meu celular”, conta Hugo.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Perto do prazo acabar, Pazuello diz que missão Covid-19 ainda não acabou

Publicado


source
Genral Eduardo Pazuello%2C ministro interino da Saúde
Marcos Corrêa/PR

Genral Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde

Após a saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde , Eduardo Pazuello dizia internamente que seu pazo no cargo seria de três meses, para ajudar na organização e logística do combate à pandemia. Todavia, faltando pouco mais de uma semana para a marca de 90 dias, o governo federal não dá sinais de que vá tirá-lo da posição.

Segundo a coluna Painel , um dos motivos para Eduardo Pazuello ter, antes, delimitado um prazo para ficar no posto é a pressão para que militares que fazem parte do governo passem para a reserva, com o objetivo de evitar a mistura entre Exército e administração federal. Foi o que fez o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos .

No entanto, Pazuello parece não ter a mesma intenção. O ministro interino tem afirmado que a missão Covid-19 ainda não terminou e que, quando acabar, vai procurar Jair Bolsonaro para avisar. Ele provavelmente estará à frente da pasta quando o Brasil atingir a marca de 100 mil mortos.

Em live recente, Bolsonaro mencionou o levantamento e elogiou o interino. “Está fazendo agora um excepcional trabalho. Eu vi na mídia aqui que dos 27 secretários da federação, 17 deram sinal verde, gostaram do trabalho do Pazuello. Qualquer solicitação de imediato ele atende […] Está funcionando”, disse o presidente.

Continue lendo

Nacional

Heleno trava disputa com Iphan para colocar torres anti-drones em palácios

Publicado


source
palácio do planalto
Agência Brasil

Palácio do Planalto pode ter estrutura tombada modificada com a colocação de torres anti-drones

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do governo Bolsonaro , comandado pelo General Heleno , está preocupado com possíveis ataques utilizando drones. Um contrato no valor de R$ 2,49 milhões foi realizado para implementar torres anti-drones na área dos palácios do Planalto, Alvorada e Jaburu.

A empresa contratada precisa instalar grandes antenas nas lajes dos atuais locais de trabalho e moradia do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do vice Hamilton Mourão. No entanto, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) é contra a obra para proteger as obras de Oscar Niemeyer.

Está previsto no projeto a instalação de uma antena com 20 metros de altura no Palácio do Planalto. Já a Alvorada e o Jaburu teriam uma de 6 metros, todas sustentadas por cabos.

A ideia da instalação paira desde 2017, quando objetos voadores com potencial risco foram identificados por um grupo de trabalho do GSI.

Segundo o general Luiz Fernando Estorilho Baganha , secretário de Segurança e Coordenação Presidencial do GSI , na área onde estão os palácios, “o aparecimento de drones está se tornando corriqueiro e demonstrando uma vulnerabilidade para a atividade de segurança das mais altas autoridades do Poder Executivo”.

Apesar do GSI pressionar o Iphan , o órgão anda segue resistente quanto a instalação das torres anti-drone . Segundo o jornal Metrópoles, pessoas envolvidas no processo e contratação da empresa teriam se antecipado e comprado os equipamentos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana