conecte-se conosco


Cuiabá

Ruas do Ribeirão do Lipa e São João Del Rey recebem obras de infraestrutura

Publicado

Localizados em regiões diferentes, mas com necessidades parecidas, os bairros Ribeirão do Lipa e São João Del Rey começam a ver um sonho em comum tonar-se realidade. Por meio do programa Minha Rua Asfaltada, a Prefeitura de Cuiabá executa nas comunidades das regiões Oeste e Sul a construção de rede de drenagem, pavimentação, meio-fio e calçada. No total, são nove quilômetros de obras que irão transformar a realidade vivida por cerca de 10 mil pessoas.

Somente no Ribeirão do Lipa, a extensão a ser alcançada é de aproximadamente três quilômetros. A intervenção no bairro, que foi fundado há mais de 50 anos, é fruto de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a empresa Fatex Construtora. No local, enquanto algumas vias recebem o serviço de edificação da tubulação e galerias pluviais, outras como a S/D, Benvindo da Costa, Projetada Um, Dois, Três e Quatro já foram pavimentadas.

“O Ribeirão do Lipa é um dos bairros mais tradicionais de Cuiabá e, dentro daquilo que podemos, estamos buscando contribuir para o seu desenvolvimento. Ficamos felizes em ver que a obra está avançando. Mas, o mais importante é que está sendo feito um serviço de qualidade. Da drenagem ao pavimento, são usados materiais de primeira linha, que garantem uma longa vida útil ao asfalto”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

A obra evolui de forma satisfatória também no São João Del Rey. Iniciado em março deste ano, o trabalho chegará a mais de seis quilômetros de malha viária. Ao todo, o Município investe R$ 6.713.333,63 na comunidade. Neste momento, as equipes atuam na construção de todo o sistema de drenagem nas ruas Doze, Dezesseis e Avenida A. De acordo com o cronograma, a pavimentação deve ser finalizada no próximo ano.

“Também no São João Del Rey, aplicamos R$ 176.765,30 na construção de uma praça pública. Em uma área de 1.255 m², estamos construindo um novo espaço de lazer com pista de caminhada, playground, academia ao ar livre. São ações que melhoram a qualidade de vida dos moradores e valoriza todo o bairro”, completa o secretário municipal de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues.

MINHA RUA ASFALTADA

Implantado em 2017, o programa Minha Rua Asfaltada se consolidou como uma grande ação de infraestrutura. Neste ano, a Prefeitura de Cuiabá chegou a 47 bairros beneficiado com a atividade, levando em consideração as obras concluídas, em execução e também aquelas que, neste momento, passam pelo processo de licitação. De acordo com levantamento da Secretaria de Obras Públicas, são nove comunidades da região Norte, 18 da Sul, 12 da Leste e oito da Oeste.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cuiabá

Secretaria de Saúde elabora plano para ampliar acesso da população a medicamentos

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem avançado na gestão de medicamentos e insumos, visando garantir que os usuários da rede municipal tenham a assistência garantida, tendo como base as boas práticas na seleção, programação, aquisição, armazenamento, distribuição e dispensação, critérios adotados na Política Municipal de Assistência Farmacêutica que está em fase de elaboração com o objetivo de dar maior dinamismo às etapas desse processo. Assim que concluída, tal Política deverá ser apreciada e aprovada pelo Conselho Municipal de Saúde.

Ao longo dos últimos meses, outros avanços ocorreram quanto à administração de medicamentos e insumos, com a informatização e interligação de toda a rede de Saúde para gerir em tempo real as demandas das unidades e visando controle mais rigoroso daquilo que precisa ser adquirido. Além disso, com o estabelecimento de inventário a cada seis meses, sinais de alerta são emitidos via sistema para aqueles medicamentos que estão com alto estoque e também próximos á data de vencimento. 

A Secretaria Municipal de Saúde também investiu na capacitação de servidores sobre elaboração de termos de solicitação, com o objetivo de que as Unidades saibam como fazer os pedidos daquilo que estão necessitando com maior eficácia e dentro dos padrões, para que a gestão possa viabilizar e suprir tais necessidades. 

De acordo com Orivaldo Júlio Alves, Coordenador do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC), alguns fatores que prejudicaram o fluxo de compra e dispensação de medicamentos durante o período crítico da pandemia de covid-19 já estão começando a arrefecer. Como exemplo, ele cita que muitos insumos e medicamentos tiveram seus preços extremamente encarecidos; fornecedores, diante da alta demanda, não conseguiam atender aos contratos, por vezes chegando a desistir. Além disso, com a suspensão da maioria dos atendimentos, já que a rede estava saturada com casos de covid-19, a maioria da população deixou de frequentar as unidades básicas de saúde, fazendo com que as dispensações de medicamentos caíssem drasticamente.

“Devido à pandemia, muitos produtos sumiram do mercado, ficou difícil adquirir insumos, que subiram demais. Às vezes uma empresa vencia um pregão, mas desistia, pedia realinhamento de preço, dilação de prazo de entrega. Estivemos sujeitos a tudo isso durante a pandemia. Hoje já começaram a chegar os primeiros caminhões com medicamentos para atender à nossa rede, é uma entrega referente ao primeiro contrato”, explicou. 

Conforme o Coordenador Técnico de Atenção Secundária, Wille Márcio Calazans, nessa rede de atenção à saúde, a vigilância às unidades de saúde foram ampliadas no que se refere às demandas e dispensação dos medicamentos. Ele conta ainda que foram implantadas Farmácias Satélites nas UPAs e Policlínicas, ou seja, a Farmácia Central somente fornece para as Farmácias que atendem aos pacientes internados a quantidade que já foi prescrita e que será utilizada no tratamento do usuário, garantindo maior controle do estoque. 

Além disso, é feita a separação do que está mais próximo do vencimento e os médicos são informados para que tenham o conhecimento na hora de fazer suas prescrições. 

 Também está em fase de planejamento a contratação de farmacêuticos e técnicos de farmácia para atuar 24 horas em todas as unidades da Atenção Secundária, conforme estabelece a legislação, o que está previsto para ocorrer tanto por meio de processo seletivo quanto de concurso público.

Outra estratégia que está sendo encabeçada pela Secretaria Adjunta de Atenção Secundária é a parceria com os estabelecimentos que compõem a rede Farmácia Popular, já que trata-se de mais uma forma de acesso do usuário do SUS aos medicamentos, porém, ainda pouco difundido. Segundo a Secretária-Adjunta de Atenção Secundária, Ádila Andrade, sob a autorização e orientação da Secretária Suelen Alliend, já está em andamento o diálogo com o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos (Sincofarma), que também será estendido às lideranças comunitárias de todas as regionais para que seja disponibilizada à população a listagem dos estabelecimentos que compõem a rede Farmácia Popular por região, bem como a lista dos medicamentos e insumos contemplados no programa do governo federal e ainda as orientações sobre como ter acesso ao serviço. “Vamos fazer essa divulgação em massa nas unidades, inclusive com apoio dos presidentes bairro. Isso vai ajudar a equilibrar o fluxo e garantir o acesso aos usuários”, afirma. 

Continue lendo

Cuiabá

CPI dos Medicamentos recebe novos documentos e faz relatório final na tarde de hoje

Publicado


Secom

O vereador Dr. Luiz Fernando, que é presidente da Comissão de Saúde, esteve participando de todas as oitivas do processo investigatório

A Câmara Municipal de Cuiabá está avaliando no decorrer da tarde desta segunda-feira (6), o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Medicamentos.&nbsp Após a apreciação pelos membros da Comissão, o documento será protocolado junto a Mesa Diretora, que o remeterá ao crivo do plenário.

O vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos) que é presidente da Comissão de Saúde da Casa e esteve participando de todas as oitivas do processo investigatório, garante que nesta fase final, será possível esclarecer para a sociedade cuiabana o que realmente aconteceu com toda a medicação vencida encontrada no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá.

“Nós estamos constantemente cobrando o Executivo da resolução em relação aos medicamentos, inclusive Cuiabá já começou a receber os remédios na última sexta-feira (3). Isso é muito gratificante, pois já não aguentávamos mais a ausência de medicamentos. Esse é o papel do vereador, independente se levanta a bandeira da Saúde ou não. O parlamentar tem que cobrar do Executivo essa transparência”, contextualizou Dr. Luiz Fernando.

Márcia Martins/Gabinete Vereador Dr Luiz Fernando

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana