conecte-se conosco


Esportes

Roni é solto após ser preso por fraude e sonegação durante Botafogo x Palmeiras

Publicado


Ex-jogador Roni sendo levado pela polícia do Distrito Federal
MICHAEL MELO/METRÓPOLES

Ex-jogador Roni sendo levado pela polícia do Distrito Federal

O ex-jogador Roni, de 42 anos, foi solto na noite deste domingo pela Justiça, um dia após ser preso no sábado na partida entre Botafogo e Palmeiras, no Mané Garrincha, em Brasília, pelo Campeonato Brasileiro. O ex-atacante é acusado de fraude e sonegação de jogos que tiveram o mando de campo adquiridos pela sua empresa, a produtora Roni7.

A Polícia Civil do Distrito Federal apreendeu documentos, que ainda vão ser analisados para poder calcular o valor da fraude. O grupo é acusado de informar uma arrecadação menor do que a verdadeira para pagar menos taxas e impostos. Há indícios de fraude em ao menos quatro jogos que tiveram os mandos de campo adquiridos pela empresa do ex-jogador Roni , que foi preso sábado no estádio Mané Garrincha , em Brasília.

Leia também: Polícia cita jogo do Corinthians na investigação de fraudes do ex-jogador Roni

Além da partida de sábado, entre Botafogo e Palmeiras , outras três realizadas em fevereiro estão sob suspeita: Vasco x Fluminense, pelo Campeonato Carioca, no dia 2, em Brasília; Corinthians x Ferroviário, pela Copa do Brasil, dia 7, no Estádio do Café, em Londrina (PR); e Serra x Vasco, pela Copa do Brasil, dia 20, no Kleber Andrade, em Cariacica (ES). Cerca de outras 20 partidas realizadas desde 2015 também podem ter sido fraudadas.

Os documentos apreendidos ainda serão analisados para poder calcular o valor da fraude. O grupo é acusado de informar uma arrecadação menor do que a verdadeira para pagar menos taxas e impostos. Até o momento, a Polícia Civil trata os clubes e federações dos times que venderam o mando de campo como vítimas, uma vez que tiveram a arrecadação prejudicada, mas nenhuma linha de investigação está descartada.

Leia Também:  Confira a agenda do futebol desta sexta-feira, 05 de abril de 2019

Ao todo, sete pessoas tiveram a prisão decretada por 48 horas na operação deflagrada enquanto Botafogo e Palmeiras se enfrentavam. Não está descartada a possibilidade de pedir à Justiça a prorrogação das prisões.

Outros crimes


ex-jogador Roni
Reprodução

Ex-jogador Roni, que passou por vários clubes no Brasil

De acordo com a Polícia Civil , há indícios mais concretos de crimes de estelionato, associação criminosa, falsidade ideológica e sonegação fiscal . Também há possibilidade de ocorrência de lavagem de dinheiro.

“Há indícios (de lavagem de dinheiro), mas está sendo melhor apurado. Há indícios desses quatro (crimes), faltando delinear alguma prova”, afirmou o delegado Ricardo Fernandes Gurgel, diretor da Divisão de Repressão aos Crimes contra a Ordem Tributária da Polícia Civil do DF.

Leia também: Lutador de UFC quebra casa da família, bate na ex-mulher e leva filho de 5 meses

Havia duas formas de fraude. Uma, divulgando um público menor do que o presente. Outra, comunicando um número maior de ingressos de cortesia do que de fato havia, o que permitia reduzir o valor da arrecadação. Com isso, eram pagas taxas e impostos menores, já que eles são calculados com base na renda do jogo.

As empresas de Roni, ex-atacante de Fluminense e Flamengo, organizavam o jogo e a venda de ingressos, tendo total controle sobre as informações de arrecadação, o que facilitava a fraude.

Leia Também:  Gareth Bale está muito próximo de deixar o Real Madrid, diz imprensa espanhola

Em relação às federações das cidades que receberam as partidas, a apuração também prossegue para saber seu real envolvimento. Entre os presos no sábado está o presidente da Federação Brasiliense de Futebol (FBF), Daniel Vasconcelos.

Também foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão. A investigação começou em 2017.

“No estádio foram apreendidos computadores e HDs com o material da venda de ingresso do estádio, inclusive o banco de dados com as contas do borderô do jogo”, disse o delegado Leonardo de Castro.

Ação sem atenção

No sábado, foram empregados 150 policiais na operação, chamada “Episkiros”, dos quais 50 apenas no Mané Garrincha. O nome é uma referência a um jogo de bola na Grécia antiga. A ação da polícia no estádio ocorreu sem chamar a atenção do público.

“O sucesso da operação seria não só a prisão de todos os envolvidos e a busca do material de prova, mas também que ninguém que estivesse no estádio para assistir ao jogo notasse alguma ação da polícia”, disse Leonardo de Castro.

Leia também: Empresário é preso por assediar jogadores das categorias de base da Roma

Há dois jogos programados no Mané Garrincha em junho. Um é o amistoso entre Brasil e Qatar, dia 5, mas a Polícia Civil informou que a empresa de Roni não está envolvida na organização. A outra partida é entre CSA e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, no dia 12. Segundo a Secretaria de Esporte do DF, essa partida não teve seu mando de campo comprado por Roni.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020

Publicado

Clube decide manter treinador para a disputa da Libertadores da América

Sportv – Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2020. O clube decidiu manter o treinador no cargo depois da classificação tricolor à fase de grupos da Libertadores da América – confirmada nesta quarta-feira, com boa atuação e vitória de 2 a 1 sobre o Inter no Morumbi.

A partida serviu para referendar o trabalho do técnico, que já tinha o apoio de Leco, presidente do clube, mas não contava com a certeza da permanência. A possível saída de Raí do cargo de diretor executivo de futebol aumentava a sensação de incerteza.

Pesou na decisão o forte apoio recebido por Diniz de diferentes jogadores, em manifestações públicas de elogio. Foi o que aconteceu depois do jogo contra o Inter.

Fernando Diniz tem 52% de aproveitamento no São Paulo. Em 16 jogos, foram sete vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Os números bastaram para o treinador cumprir sua principal missão no ano: colocar o Tricolor na Libertadores, de preferência na fase de grupos.

Leia Também:  Série B: Cuiabá perde a terceira partida seguida e Londrina chega aos 100% em casa

Diniz e seus comandados encerram a temporada no próximo domingo, às 16h, em Maceió, contra o CSA, já rebaixado à Série B. O São Paulo é o sexto colocado no Brasileirão, com 60 pontos.

Continue lendo

Esportes

Cuiabá se despede com derrota para o rebaixado Vila Nova, mas termina em oitavo e permanece na Série B

Publicado

Lance de Cuiabá 1 x 2 Vila Nova, na tarde deste sábado na Arena Pantanal / Foto: Ascom Cuiabá

O Cuiabá se despediu na tarde deste sábado 30 com derrota por 2 a 1, para o lanterna e rebaixado Vila Nova-GO, em partida da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O Vila Nova abriu o Placar através de Bruno Mezenga, ao 13 da etapa inicial. O Cuiabá empatou com Moisés, aos 28 minutos do segundo tempo de pênalti, mas o atacante Elias liquidou a fatura aos 36 da segunda etapa.

Itamar Schulle ex-técnico do Dourado, e Marcelo Chamusca, atual comandante do Cuiabá, durante cumprimento

Apresar do resultado adverso, numa partida sem muitas expectativas e um público bem reduzido –  de 1.412 pagantes, a campanha do Cuiabá, debutante na competição foi de média para boa.

O Dourado ficou em oitava posição, com 52 pontos,  com 13 vitórias, 13 empates e 12 derrotas e permanece Segunda Divisão. O Vila ova, por sua vez, termina na lanterna, com 39 pontos e desce para a Série C no ano que vem.

Leia Também:  Confira a agenda do futebol desta sexta-feira, 05 de abril de 2019

Os que acessaram a Série A em 2020, pela ordem decrescente são:  são Bragantino (campeão), Sport, Coritiba e Atlético Goianiense. Caíram londrina, São bento, Criciúma e Vila Nova.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana