conecte-se conosco


Educação

Rio lança prêmio de literatura para ensino fundamental

Publicado

A segunda edição do Prêmio Literário do Ensino Fundamental foi lançada hoje (7), no Rio de Janeiro, com o tema Onde mora o preconceito?. Professores do 8º ano do ensino fundamental das 1ª, 2ª, 3ª e 4ª coordenadorias regionais de educação da rede pública de ensino da capital fluminense já podem inscrever seus alunos na competição. As inscrições ficam abertas até o próximo dia 15, no endereço eletrônico do concurso.

O prêmio é focado em estudantes do 8º ano do ensino fundamental que já conhecem questões de narrativa e gênero, disse à Agência Brasil a coordenadora do projeto, Graça Gomes. “Eles já têm condições de escrever um texto mais elaborado. É uma temática que não é novidade para eles. Estamos fortalecendo o conhecimento e, ao mesmo tempo, abrindo para discussão em sala de aula os diversos tipos de preconceito que eles conhecem, veem ou até praticam.”

O objetivo é trazer a reflexão para a sala de aula, fazer os alunos pensarem. “Como é que isso bate no outro? Como é que bate em mim? Como a gente se toma por conceitos que estão aí estabelecidos e nem para para pensar sobre eles e acaba praticando ações que não são legais, como bulliyng, machismo, racismo”.

Graça Gomes inclui também a pessoa diferente, que impacta no meio estudantil, como a alta, baixa, gorda, magra. “Quem sai de um padrão pré-estabelecido já vira motivo de galhofa”, destascou. A iniciativa visa ainda despertar o interesse pela criação literária e estimular o pensamento crítico.

Guia de orientação

No ato da inscrição, os professores devem informar o número das turmas e dos grupos. Os participantes serão assessorados pela ferramenta Guia de Acompanhamento e Orientação para Professores (GAOP), lançada no ano passado, que mostra os passos para a construção de textos. “Incluímos no guia, material complementar como videos e textos garimpados para dar suporte aos professores. Cada tópico abordado tem um fórum liderado por especialista da área de literatura”, informou a coordenadora.

Os textos dos alunos devem ser enviados pelos professores no dia 19 de julho. A equipe de coordenação terá dois meses para proceder à análise e pontuação dos textos, seguindo critérios como narrativa, conteúdo, ortografia, abordagem, criatividade, inovação.

O prêmio traz uma novidade neste ano: a participação do professor nos fóruns do guioa vai representar meio ponto ganho nos textos dos alunos. “Queremos essa interação, esse pensar junto entre todos – professores, alunos, equipe de premiação – para ver de que forma a gente pode contribuir para a melhoria desse planeta”.

Coletânea

Serão premiados 30 textos, que serão publicados em uma coletânea a ser lançada em novembro deste ano e distribuída na rede municipal de ensino fundamental. Após a cerimônia de anúncio dos vencedores, prevista para o início de setembro, será disponibilizada também a versão e-book do livro para download gratuito no site do prêmio.

Poderão participar textos de diferentes gêneros do tipo narrativo: conto, crônica literária, crônica jornalística, fábula, diário e carta. Também serão admitidos esquetes de teatro, poesia, raps e cordel.

A escola vencedora ganha um vale no valor de R$ 600 para a compra de livros para sua sala de leitura. Já os alunos autores dos melhores textos ganham medalhas, troféus e camisetas e participarão de um passeio com lanche e visita guiada a uma instituição cultural da cidade. Os professores também são premiados.

No ano passado, o Prêmio Literário do Ensino Fundamental teve como tema A Ética no Cotidiano e contou com a adesão de 30 escolas, 84 professores e 468 alunos, que enviaram 121 textos. Para o livro, foram selecionados 31 textos de escolas de diversos bairros do Rio. Houved uma visita guiada foi até o Museu de Arte do Rio (MAR), localizado na Praça Mauá, região portuária do Rio de Janeiro.

O prêmio é promovido pela Alternativa Cultura e Equipe F3 Produções através do Programa de Fomento à Cultura Carioca da Secretaria Municipal de Cultura, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, com patrocínio da Sapura Navegação Marítima S.A. e apoio da Secretaria Municipal de Educação.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Educação
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Educação

Escolas estaduais começam estudos online no Rio de Janeiro

Publicado

Com o fechamento das escolas para evitar maior circulação do novo coronavírus, alunos de ensino médio de escolas estaduais do Rio de Janeiro começarão a estudar online, a partir da próxima segunda-feira (30). A plataforma utilizada será viabilizada através do Google For Education e os tutoriais já estão disponíveis para alunos e professores nas redes sociais da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc). Para acessar os conteúdos, que estarão disponíveis a partir da próxima semana, será necessário a criação de uma conta Google.

O acesso será gratuito e não consumirá dados de internet dos alunos, segundo nota distribuída nesta sexta-feira (27) pela Seeduc. A autorização da Secretaria para implementação do modelo já foi dada e as operadoras estão trabalhando para operacionalizar o acesso gratuito nos próximos dias.

A primeira semana será de treinamento e adaptação, em que alunos e professores poderão conhecer a plataforma e entender seu funcionamento.

“Este período de formação e ambientação não vai afetar os 200 dias letivos, uma vez que o calendário da Seeduc contava com 220 dias letivos previstos e esses 15 dias de paralisação para minimizar os impactos do coronavírus corresponderam ao recesso escolar de julho, que foi antecipado como medida de prevenção”, informou a secretaria.

Para os estudantes que têm dificuldade ou não têm acesso à internet, a secretaria vai imprimir e entregar o material didático. Além disso, a Seeduc vai verificar a possibilidade de abrir pontualmente algumas unidades de ensino para que alunos e docentes que não possuem computador e telefone celular tenham acesso aos equipamentos dos colégios.

O tutorial pode ser acessado no Facebook da Seeduc – e no Instagram – @SeeducRJ.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Educação
Continue lendo

Educação

Intercambista poderá remarcar viagem sem custo

Publicado

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) informou, hoje (27), ter assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com empresas de intercâmbio estudantil para permitir que intercambistas remarquem gratuitamente as viagens previstas para os próximos meses, tendo em vista a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A estimativa da Senacon é que 10 mil intercambistas sejam beneficiados. Pelo acordo, eles terão dois anos para remarcar as viagens sem custo. Caso optem por desistir do intercâmbio, os estudantes terão direito ao reembolso em condições mais vantajosas que as previstas em contrato, de acordo com a secretaria.

O TAC foi firmado em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) e 70% das empresas de intercâmbio, segundo a Senacon.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Educação
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana