conecte-se conosco


Nacional

Reviravolta: garoto que achou corpo de menina em árvore diz que ajudou a matá-la

Publicado

Mneino e menina andando de mãos dadas arrow-options
Câmeras de Segurança do Parque Anhanguera

Menino que achou corpo é suspeito de matar menina de 9 anos

O menino de 12 anos que encontrou o corpo da garota Raíssa Eloá Caparelli Dadona pendurado em uma árvore no Parque Anhanguera no último domingo (29) pode ter ajudado a matar a criança de apenas nove anos na Zona Norte de São Paulo.

Segundo a polícia, o garoto passou o domingo prestando depoimento e chegou a se contradizer duas vezes. Em uma das versões, ele disse que um rapaz de bicicleta que passava no local o ameaçou com uma faca e obrigou que ele ajudasse a matar Raíssa.

Em uma das últimas imagens da menina com vida, ela está ao lado dele, de mãos dadas, enquanto o garoto carrega a mochila dela. A causa da morte de Raíssa ainda não foi detectada pela perícia, mas ela tinha o corpo amarrado pelo pescoço, o rosto coberto de sangue e uma lesão no ombro. 

Leia também: Menina de nove anos é encontrada pendurada morta em árvore durante festa escolar

Apesar de estar pendurada, o enforcamento foi uma causa de morte descartada pela polícia. A principal hipótese é de que ela tenha sido morta e arrastada para o local. O corpo dela foi enterrado na tarde da segunda (30).

Agora, a 5ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa deve pedir a apreensão  do menino suspeito à justiça.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

80% dos presos na pandemia tem dados de saúde omitidos

Publicado


source

Um levantamento inédito do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), obtido pelo jornal O Globo , revela que mais de 80% das pessoas presas em flagrante durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2) ingressaram no sistema prisional sem que a Justiça fosse informada sobre eventuais sintomas manifestados pelos presos, sobre exposição deles ao vírus ou se pertenciam a grupos de risco mais vulneráveis à Covid-19 .

Segundo sindicato%2C pelo menos três casos foram confirmados
Wilson Dias/Agência Brasil

Segundo sindicato, pelo menos três casos foram confirmados

A omissão de dados ocorre apesar da existência de ofícios do CNJ , expedidos no fim de março, pedindo que as polícias apresentem formulários preenchidos com detalhes sobre o perfil epidemiológico desses novos detentos.

Os ofícios foram encaminhados aos Tribunais de Justiça (TJs) nos estados e à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculada ao Ministério da Justiça, para que as autoridades de segurança locais fossem avisadas da necessidade de se preencher os formulários, num momento em que as audiências de custódia — quando preso e juiz ficam face a face para a discussão sobre a detenção — estão canceladas em todo o país. A direção-geral da Polícia Federal (PF) também recebeu uma cópia do ofício com o mesmo teor.

O CNJ suspeita que o ingresso de novos detentos nos presídios sem informações sobre uma eventual exposição ao coronavírus é uma das principais causas da explosão de casos de Covid-19 no sistema prisional. O Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça, tem um sistema altamente defasado de registro de casos nos presídios nos estados. O conselho, então, passou a monitorar a evolução da doença no sistema prisional. Em 30 dias, a quantidade de infectados mais do que triplicou, chegando a 7,7 mil, conforme dados atualizados até o último dia 22. As mortes aumentaram 61% em um mês. Já são 106 óbitos registrados.

Continue lendo

Nacional

Ciclone deixa pelo menos três mortos em Santa Catarina; há dois desaparecidos

Publicado


source
ventos fortes
Paulo Marques / Twitter / Reprodução

Ventos atingiram mais de 20 cidades de Santa Catarina

Pelo menos três pessoas morreram e duas estão desaparecidas no estado de Santa Catarina, no Sul do Brasil, após a formação de um “ciclone bomba” causar ventos de até 120 km/h em cidades do interior e na capital, Florianópolis na noite desta terça-feira (30).

Segundo a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros do estado, pelo menos 25 municípios foram diretamente atingidos. Mais de 1,5 milhão de casa ficaram sem energia e dezenas de árvores caíram.


Uma das mortes ocorreu após uma estrutura cair em um homem na cidade de Tijucas, onde há uma pessoa desaparecida. Na cidade de Chapecó, uma idosa foi morta após ser atingida por uma árvore, e na cidade de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, um homem morreu eletrocutado.

Na cidade de Brusque, uma mulher está desaparecida após cair de uma ponte. A previsão é de que os ventos fortes continuem nesta quarta, podendo chegar até 80 km/h. Nas redes sociais, vídeos registraram os fortes ventos .

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana