conecte-se conosco


Geral

Retorno das aulas presenciais nas escolas públicas da rede estadual dependerá da situação da pandemia

Publicado


Aulas na rede estadual de forma não presencial (on-line e off-line) serão retomadas a partir do dia 3 de agosto

A Secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, se reuniu nesta quarta-feira (22) com os secretários municipais de Educação de Mato Grosso para apresentar as medidas adotadas pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) no enfrentamento à Covid-19. A reunião, realizada via webconferência, contou também com a participação do Conselho Estadual de Educação, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação e das 98 assessorias pedagógicas do Estado.

A reunião foi para alinhamento sobre o planejamento e estudo de retomada das aulas na rede estadual. “Esse foi um momento para articulação desse trabalho e para estarmos mais unidos, pois os nossos desafios e dificuldades são os mesmos”, observou a secretária.

Esse encontro com os secretários antecede outra reunião que será realizada, via Casa Civil, com a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), prefeitos municipais e Ministério Público Estadual.

Conforme informou a secretária, as aulas na rede estadual serão retomadas a partir do dia 3 de agosto de forma não presencial (on-line e off-line). Quanto ao retorno das aulas presenciais, ainda não existe uma data definida, pois vai depender da situação da pandemia no estado.

“O retorno só vai ocorrer após termos os pareceres das autoridades de saúde do Estado e da Organização Mundial de Saúde que nos possibilite uma retomada com segurança. Estamos cientes de que ainda não é o momento, pois a curva de casos da Covid-19 está bastante acentuada no Estado e nós precisamos ter muito cuidado quanto a isso”, informou a secretária.

Aprendizagem Conectada

Conforme destacou Marioneide, desde o mês de abril, a Seduc vem trabalhando com atividades pedagógicas na plataforma digital Aprendizagem Conectada, que foi construída com a participação de profissionais do órgão central da Seduc, dos Centros de Formação dos Profissionais da Educação (Cefapros), Assessorias Pedagógicas, Centro de Apoio e Suporte à Inclusão da Educação Especial (Casies) e unidades escolares, envolvendo 285 professores das diversas áreas de conhecimento.

A partir do dia 03 de agosto, a plataforma será utilizada para as aulas não presenciais, que passarão a ser computadas como carga horária letiva. “Desde que foi criada, a plataforma já teve mais de 15 milhões de visualizações, sendo que 75% dessas visualizações foram de celular. Foram feitos também 6,7 milhões de downloads”, informou.

Para os alunos que não têm acesso à internet a Seduc entrega o material apostilado. Até agora já foram disponibilizadas cerca de 800 mil apostilas para alunos de todo o Estado, incluindo as aldeias indígenas e comunidades rurais e quilombolas. Para garantir a impressão dessas apostilas, a Seduc já repassou às unidades escolares, via Projeto Político Pedagógico (PPP), o valor de R$ 377,7 mil. A projeção para o segundo repasse é de R$ 861 mil.

As videoaulas transmitidas pela TV Assembleia também foram destacadas como uma das ações para atender os alunos de forma não presencial. Essas videoaulas já ocorrem para os alunos do Ensino Médio e agora vão atender também os alunos do Ensino Fundamental, numa parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) e a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Outra parceria importante, que vai fortalecer a plataforma Aprendizagem Conectada nas aulas não presenciais, é com a Microsoft Corporation. Por meio da plataforma Teams os professores poderão interagir com os estudantes, compartilhar arquivos e sites, criar blocos de anotações de classe, além de disponibilizar tarefas e questionários.

“A plataforma Teams vai possibilitar ao professor ter contato direto com seu aluno. Através de grupos criados pelo whatsapp e pela plataforma o professor vai planejar, organizar e disponibilizar as suas aulas, além de dialogar com os pais e alunos”, destacou a secretária.

Formação continuada

A Seduc já está ofertando a formação continuada para cerca de 16 mil profissionais da educação para trabalhar essas tecnologias com o aluno nas aulas não presenciais. A formação será ofertada em duas etapas pelos 15 polos dos Cefapros, a primeira de 20 a 31 de julho e o segundo, de 17 de agosto a 11 de setembro, totalizando 60 horas.

A metodologia adotada é a perspectiva da aula invertida. O material de apoio está disponibilizado na plataforma Aprendizagem Conectada, no ícone “Orientações”, “Orientações aos Professores”, “Formação” e “Vídeos”.

“Estamos vivendo um momento desafiador para a educação num contexto geral. Mas, mesmo diante das limitações, a Seduc tem feito inúmeras ações para que este não se torne um ano perdido na educação”, acrescentou a secretária.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Mendes visita orlas do Rio Araguaia e vai reforçar ações para alavancar turismo local

Publicado

Mauro Mendes visitou orlas e conversou com a comunidade [Fotos – Lucas Rodrigues]

O governador Mauro Mendes visitou os municípios de Luciara e São Félix do Araguaia, neste sábado (24), e irá reforçar as ações para alavancar o Turismo local.

Junto de secretários de Estado, deputados estaduais, federais, prefeitos e outras lideranças, o gestor verificou in loco a situação das orlas em ambos os municípios, e também atravessou o Rio Araguaia de barco. “Viemos aqui para olhar as orlas e fazer investimentos no Turismo. Temos que olhar para esse belíssimo potencial turístico que o Araguaia tem, que fomenta a geração de emprego. Essas cidades já tem uma vocação de Turismo, que é uma das áreas que mais geram emprego em todo o planeta”, afirmou o governador.

Mauro Mendes ressaltou que a região pode crescer e muito em diversas modalidades turísticas, como a pesca esportiva. “Temos que usar  potencial dos nossos rios para a pesca esportiva. O Araguaia é o novo boom econômico de Mato Grosso. Queremos fazer projetos para explorar o potencial do Rio Araguaia, preservando o meio ambiente. Aqui tem peixe de 1 metro, 1,5 metro. Vem gente do mundo inteiro, gente da Rússia, da Índia pescar aqui”, destacou.

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, investir na melhoria da estrutura dessas cidades aumenta a perspectiva de crescimento do Turismo local. “É uma região com potencial turístico fantástico. Muitas pessoas já vêm a essa região de Luciara, São Félix. O governador veio ver pessoalmente os projetos para esses locais, para que os turistas sejam melhor recebidos, tenham mais conforto, e possam conhecer esse maravilho e pujante rio, e levar daqui boas recordações”, frisou.

O secretário-adjunto de Turismo, Jeferson Moreno, pontuou que o Governo de Mato Grosso já está em andamento com os projetos das orlas, além de ações para qualificar o atendimento ao turista. “É uma região com potencial muito grande no ecoturismo, no etnoturismo, tem as orlas, a pesca esportiva, que é muito forte. Recebemos aqui gente do Brasil, dos EUA, da Rússia, da Índia e do mundo todo. A nossa ideia é estruturar as orlas. Também estamos desenvolvendo um projeto de capacitação para melhorar o atendimento”, afirmou.

Para o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi, as ações estruturantes do Governo na região, especialmente as obras de Infraestrutura, também vai ajudar a alavancar o Turismo. “Nós temos um rio abundante e uma região próspera. Com esses investimentos que o Governo está fazendo e ainda vai fazer, não tenho dúvidas de que o Araguaia vai prosperar ainda mais. Está chegando estrada, desenvolvimento, obra, ação social e muita coisa boa”, sublinhou.

A prefeita de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira, agradeceu ao governador Mauro Mendes pelas ações realizadas no Araguaia. “O governador está no lugar certo e na hora certa. A sua equipe está capacitada e comprometida com o desenvolvimento dos municípios. O Araguaia hoje está sendo contemplado com diversas obras. Por onde a comitiva passa deixa obras entregues e em andamento”, disse ela.

Além da visita também foram entregues em cada município 400 cestas básicas, que fazem parte do programa Vem Ser Mais Solidário, liderado pela primeira-dama Virginia Mendes.

Também estiveram na visita: o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; os deputados federais Neri Geller e Carlos Bezerra; os deputados estaduais Nininho e Dr. Eugênio; e prefeitos e vereadores da região.

 

Continue lendo

Geral

Mato Grosso registra 16 mortes e 707 novos casos de Covid em 24 horas; 403 pessoas estão em UTIs públicas

Publicado

Taxa de ocupação está em 73% para UTIs e 37% em enfermaria

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (24), 481.986 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.617 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 16 mortes e 707 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 481.986 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.875 estão em isolamento domiciliar e 456.929 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 403 internações em UTIs públicas e 319 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,41% para UTIs adulto e em 37% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (98.149), Rondonópolis (34.256), Várzea Grande (32.270), Sinop (23.249), Sorriso (16.879), Tangará da Serra (16.539), Lucas do Rio Verde (14.450), Primavera do Leste (12.598), Cáceres (10.493) e Barra do Garças (9.652).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 373.911 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 655 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (23), o Governo Federal confirmou o total de 19.632.443 casos da Covid-19 no Brasil e 548.340 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.523.711 casos da Covid-19 no Brasil e 547.016 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (24).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana