conecte-se conosco


Mato Grosso

Retomada da administração de hospitais regionais garante economia de R$ 27 milhões

Publicado

Em janeiro de 2019, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) anunciou a retomada da administração dos Hospitais Regionais de Rondonópolis e Sinop, que ainda eram geridos por uma Organização Social. A medida resultou em uma economia anual de mais de R$ 27 milhões e no melhor desempenho das unidades hospitalares.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, a economia e os avanços constatados estão relacionados às ações administrativas viabilizadas pela atual gestão.

“Quando resgatamos a gestão desses dois hospitais, passamos a adotar o que consideramos como as melhores práticas de administração; buscamos reduzir o desperdício de recurso público e melhorar a capacidade das unidades. Atualmente, os dois hospitais produzem muito mais do que produziam antes, com a gestão das OSS. Também adotamos medidas voltadas para a infraestrutura de praticamente todos os hospitais estaduais”, avaliou o gestor.

No processo de reorganização das unidades, foram cancelados os contratos que não entregavam resultados, renegociados alguns valores e dada a devida transparência e concorrência às cotações financeiras.

Dados preliminares da Secretaria Adjunta de Gestão Hospitalar apontam que, de janeiro a outubro de 2019, o custeio dos Hospitais Regionais de Rondonópolis e Sinop diminuiu em R$ 14,9 milhões e R$ 12 milhões, respectivamente.

Apenas em agosto, a unidade de Sinop registrou uma economia aproximada de R$ 3,5 milhões; no mesmo mês, a unidade de Rondonópolis também obteve uma redução na casa dos R$ 3 milhões. Os números resultaram da comparação entre os meses equivalentes de 2018 e 2019, para efeito de equilíbrio.

“Essa economia possibilitou que a atual gestão estadual honrasse as contas junto aos hospitais e fornecedores, que estavam atrasadas há muito tempo. A melhor administração do recurso também permitiu a melhoria em infraestrutura e o investimento em serviços de alta complexidade”, pontuou a secretária adjunta de Gestão Hospitalar da SES, Deisi Bocalon.

Novos serviços

Além de viabilizar uma significativa economia aos cofres públicos, a retomada administrativa das unidades regionais possibilitou a ampliação dos serviços prestados.

No mês de dezembro, o Hospital Regional de Rondonópolis realizou as primeiras cirurgias de artrodese de coluna – modalidade considerada de alta complexidade –, não havendo registros de que o procedimento já tenha sido ofertado pela unidade em anos anteriores. Com a nova gestão, o hospital passou a oferecer as especialidades de ortopedia e neurocirurgia.

“Isso marca a história da Saúde mato-grossense. A atual gestão tem trabalhado intensamente na ampliação dos serviços ofertados e na modernização da infraestrutura das unidades. É um trabalho que vem em prol da população”, conclui o secretário Gilberto Figueiredo.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Governador autoriza licitação para construção da ponte sobre o Rio Juruena: a maior de Mato Grosso

Publicado


O governador Mauro Mendes autorizou a licitação para a construção da ponte de concreto sobre o Rio Juruena, que vai ser a maior ponte de Mato Grosso, com 1.429m, interligando Colniza com Guarantã do Norte. 

A autorização foi assinada na tarde desta segunda-feira (06.12), na presença de deputados e prefeitos. 

Na ocasião, também foram autorizadas outras obras e convênios de asfaltamento e de pontes para vários municípios da região Norte, totalizando mais de R$ 468 milhões em recursos. 

“Podem ter certeza: quando anunciamos uma obra é porque já construímos todas as condições para realizar, inclusive a reserva de orçamento. Essa é uma obra importante porque vai ligar toda a região norte com a região noroeste, integrando aquela região com o desenvolvimento”, afirmou o governador. 

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que a obra está estimada em R$ 280 milhões e deve ser concluída em até três anos após a ordem de serviço. Também será construído todo o acesso à ponte, com um trajeto de 60 km. 

O prefeito de Alta Floresta, Chico Gamba, destacou a importância do pacote de obras e disse que a região norte tem recebido uma “atenção diferenciada” nesta gestão. 

“Nós, da região Norte, ficamos um bom período esquecidos. Mas esse Governo o que assina, cumpre, e as coisas estão acontecendo, com várias obras: pontes e asfalto na MT-325, ponte na MT-419, um hospital regional que vai ser construído. O Governo está investindo em todas as regiões e no norte não é diferente”, declarou. 

De acordo com o prefeito de Colíder, Hemerson Máximo, o “Maninho”, a ponte “é um sonho para toda toda a comunidade”. 

No novo pacote de obras, o município ainda foi beneficiado com microrevestimento e mais aduelas de concreto para substituir pontes de madeira. 

“Nós somos muito gratos ao governador Mauro Mendes, porque Mato Grosso virou um verdadeiro canteiro de obras. Em Colíder tivemos a ampliação do Hospital Regional, entregas na Agricultura Familiar, agroestradas, pavimentação urbana… Mato Grosso vive um momento de prosperidade e a ponte é um sonho para toda a comunidade”, destacou. 

Também estiveram presentes na reunião: o deputado federal Neri Geller; os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Dr. Gimenez, Nininho e Janaina Riva; o suplente de deputado, Romoaldo Junior; o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; e os prefeitos Julio Cesar (Apiacás), Marino (Nova Monte Verde), César Perigo (Nova Bandeirantes), Carmen Martines (Carlinda), Osmar Moreira (Paranaíta), Dr. Sandro (Santa Cruz do Xingu) e Seluir Reghin (Aripuanã).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Governo lamenta o falecimento do ex-comandante-geral da instituição

Publicado


É com profundo pesar que o Governo de Mato Grosso, por meio da Polícia Militar de Mato Grosso, informa o falecimento do ex-comandante da PMMT, coronel Jorge Luiz de Magalhães, de 53 anos, no início da noite desta segunda-feira (06.12), na Capital.  

Coronel Jorge Luiz passava por um procedimento de cateterismo no Hospital São Mateus, quando sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. O policial militar ingressou na instituição no ano de 1991. Comandou importantes unidades da PMMT na região metropolitana e no interior do Estado, além de conquistar o mais alto cargo da instituição, o de comandante–geral da PMMT, nos anos de 2016 a 2017. Atualmente, Jorge Luiz estava trabalhando na Coordenadoria Militar do Ministério Público Estadual.

“Sentimos pela perda e estamos em oração pela família, amigos e todos que conviveram com o coronel Jorge Magalhães”, lamentou o governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes.

Para o comandante–geral da PMMT, coronel Jonildo José de Assis, o ex-comandante deixa seu legado na história da corporação. “O coronel Jorge Luiz formou na Polícia Militar do Estado de Goiás, serviu em unidades importantes, como o 1º Comando Regional de Cuiabá, Água Boa, e tantas outros Batalhões. É sem dúvida uma grande perda para nossa instituição”.  

O Comando Geral da Polícia Militar e toda sua tropa lamenta a repentina perda do oficial, que deixa esposa e filhos, para os quais oferece apoio e as mais sinceras condolências. Para se despedir do valoroso militar, a PM está organizando o cortejo fúnebre para prestar as merecidas honras militares ao coronel.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana