conecte-se conosco


Geral

Relator vota contra liberdade de menor que matou Isabele e votação no STJ é adiada

Publicado

O ministro Antonio Saldanha, da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça

O ministro Antônio Saldanha Palheiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), votou contra o pedido de liberdade da adolescente de 16 anos acusada de matar Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, em 12 de julho de 2020 em uma mansão no condomínio de luxo Alphaville, em Cuiabá. O julgamento, no entanto, foi adiado devido ao pedido de vistas do ministro Rogério Schietti.

Até agora, o placar está empatado com um voto contrário à soltura, dado pelo relator Antônio Saldanha e um favorável, do ministro Sebastião Reis divergiu e votou a favor.

A menor cumpre pena de 3 anos de internação no Complexo Pomeri por ato infracional análogo ao crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar, desde o dia 19 de janeiro, por decisão da juíza Cristiane Padim, da Segunda Vara Especializada da Infância   e Juventude de Cuiabá.

A medida socioeducativa é reavaliada semestralmente e já passou pelo primeiro período de reavaliação em junho deste ano. Isabele foi morta com um tiro de pistola 380, na noite do dia 12 de julho, quando foi convidada pela colega para fazer um bolo. Ela costumava frequentar a casa da amiga. na época com 14 anos.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Cuiabá libera vacinação contra covid para crianças de 10, 9 e 8 anos sem comorbidades; veja locais de aplicação

Publicado

Na próxima segunda-feira, começa a aplicação de Coronavac para crianças a partir de 6 anos

O prefeito Emanuel Pinheiro anunciou, em sua live na noite desta terça-feira (25), que a partir desta semana as crianças de 10, 9 e 8 anos sem comorbidades já podem se vacinar em Cuiabá.  Na semana passada foi dado início à vacinação de crianças com imunizante da Pfizer pediátrico, entretanto, conforme o cronograma do Ministério da Saúde, a imunização das crianças de 5 a 11 anos começou por crianças com comorbidades, crianças que moram com imunossuprimidos, quilombolas e crianças com 11 anos sem comorbidades.

Devido a um problema no sistema, alguns cadastros de crianças sem comorbidades e crianças abaixo de 11 anos receberam uma mensagem de que poderiam comparecer aos locais de vacinação. Para evitar que os pais perdessem a viagem a vacina foi aplicada.

“Gostaríamos de poder liberar para todas as crianças de 5 a 11 anos de uma só vez, mas são 60 mil e ainda não temos esse quantitativo de vacinas pediátricas. Lamentamos o transtorno e estamos organizando a vacinação para evitar aglomerações”, explicou o prefeito Emanuel Pinheiro.

O Ministério da Saúde liberou recentemente a utilização do imunizante da Coronavac em crianças de 6 a 11 anos e adolescentes de 12 a 17 anos (que ainda não se vacinaram). A partir da próxima segunda-feira (31), Cuiabá começará a aplicar o imunizante nessas faixas etárias.  Os pais poderão optar entre Pfizer e Coronavac no ato da vacinação.

Crianças de 5 anos, crianças imunossuprimidas ou com comorbidades só podem tomar Pfizer pediátrica. A segunda dose da Pfizer pediátrica deve ser tomada após 60 dias da aplicação da primeira. Já da Coronavac, após 28 dias da primeira dose.

Confira os locais de vacinação de crianças 

Unic Beira Rio – 8h às 16h30

UBS Quilombo – 8h às 11h / 13h às 16h30

UBS Jd Vitória – 8h às 11h / 13h às 16h30

UBS Parque Cuiabá – 8h às 11h / 13h às 16h30

UBS Pedra 90 I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30

UBS Guia – 8h às 11h / 13h às 16h30

Continue lendo

Geral

Com aumento de casos, hospitais estaduais suspendem visitas a pacientes para prevenção à Covid-19 e Influenza

Publicado

Medida faz parte das ações de enfrentamento do avanço das Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) Covid-19 e Influenza em Mato Grosso [Foto – Marcos Vergueiro]

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) suspendeu, a partir desta terça-feira (25), visitas a pacientes internados em hospitais geridos pelo Governo do Estado. A medida faz parte das ações de prevenção e enfrentamento da Covid-19 e Influenza em Mato Grosso.

Conforme Portaria Nº 032/2022, publicada no Diário Oficial que circulou nesta terça-feira, além da suspensão das visitas, o revezamento de acompanhantes de pacientes ocorrerá em casos extremamente necessários a ser avaliado pela equipe técnica/clínica de cada hospital.

“Caberá à unidade de internação monitorar os acompanhantes quanto ao surgimento de sintomas gripais e a necessidade de nova testagem desses casos”, diz trecho da portaria.

As novas regras se aplicam ao Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, e ao Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. As medidas também valem para os Hospitais Regionais de Sorriso, Colíder, Sinop, Cáceres, Alta Floresta e Rondonópolis

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana