conecte-se conosco


Internacional

Reino Unido inicia celebrações do Jubileu de Platina de Elizabeth II

Publicado

source
Rainha Elizabeth II
Reprodução/Instagram

Rainha Elizabeth II

O Reino Unido deu início nesta quinta-feira (2) às celebrações do Jubileu de Platina , série de eventos em comemoração pelos 70 anos de reinado de Elizabeth II .

Dezenas de milhares de pessoas aplaudiram a rainha quando ela apareceu na varanda do Palácio de Buckingham, em Londres, para marcar o início das festividades. A monarca de 96 anos de idade, que sofreu recentemente com problemas de mobilidade, recebeu uma saudação das tropas após um desfile militar.

A parada “Trooping the Colour”, um dos eventos mais esperados do Jubileu de Platina, reuniu mais de 1,4 mil soldados, 200 cavalos e 400 músicos, além do sobrevoo dos aviões da Royal Air Force (RAF). Diversos telões foram posicionados pela capital britânica para os simpatizantes não perderem nenhum momento da celebração.

Entre os vários eventos que vão marcar o feriado prolongado, que terminará somente no domingo (5), uma das maiores cadeias de pubs do Reino Unido ofereceu aos clientes cerveja de graça. Milhares de viagens estão previstas para acontecer, fato que poderá sobrecarregar estradas, portos e aeroportos do país.

Para o Jubileu de Platina, os britânicos prepararam desfiles, shows musicais, corridas de cavalo e missas em homenagem aos 70 anos de reinado de Elizabeth II. Pelas ruas de Londres é possível ver várias decorações e uma série de artigos da família real para vender, como camisetas, canecas e broches.

Na última quarta-feira (1º), o Palácio de Buckingham divulgou um novo retrato sorridente da rainha, que fez um agradecimento em um vídeo.

“Continuo a ser inspirada bela boa vontade que me foi demonstrada e espero que os próximos dias nos deem a chance de refletir sobre tudo o que conseguimos nos últimos 70 anos, enquanto olhamos para o futuro com confiança e entusiasmo”, afirmou a monarca.

No meio das celebrações, a polícia britânica informou que prendeu alguns manifestantes que tentaram obstruir a passagem do desfile do “Trooping the Colour”. Muitas pessoas presentes aplaudiram os agentes que participaram da ação.

Elizabeth II recebeu diversas homenagens ao longo desta quinta-feira, como do presidente da França, Emmanuel Macron, do ex-chefe de Estado norte-americano Barack Obama e do papa Francisco.

“Nesta alegre ocasião envio minhas cordiais saudações e peço para que Deus Todo-Poderoso conceda a ela, aos membros da família real e a todo povo de sua nação, bênçãos de unidade, prosperidade e paz”, disse o Pontífice em um telegrama.

O presidente francês, por sua vez, recordou sua “devoção” à “amizade inabalável” entre França e Reino Unido, expressando sua gratidão a este “aliado tão próximo”. Macron ainda declarou que a monarca “é o fio de ouro que une as duas nações”.

Obama, no entanto, declarou que o reinado de Elizabeth II é “um presente para o Reino Unido e o mundo”. O ex-presidente ainda disse ter esperança que a coroa da rainha continue brilhando “por muitos anos”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Boris Johnson renuncia ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido

Publicado

O ex-primeiro-ministro britânico Boris Johnson
Reprodução/Flickr – 24.12.2020

O ex-primeiro-ministro britânico Boris Johnson

O primeiro-ministro Boris Johnson renunciou ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido nesta quinta-feira (07).

Após uma  onda de renúncias que tomou o governo do Reino Unido, com mais de 40 demissões de ministros e secretários nos últimos dias, Johnson se viu pressionado a deixar o cargo.

As renúncias começaram após o escândalo sexual envolvendo Chris Pincher, então deputy chief whip do Partido Conservador no Parlamento, que foi acusado de apalpar dois homens em um clube privado em Londres. Deputy chief whip é quem garante que parlamentares do partido votem conforme a orientação das lideranças da bancada. Pincher havia sido nomeado por Johnson para o cargo em fevereiro passado e renunciou imediatamente após as denúncias.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Boris Johnson renunciará ao cargo nesta quinta, diz imprensa britânica

Publicado

Pessoas protestam no Reino Unido com cartazes
Reprodução/Flickr Reggie McLarhan – 07.06.2022

Pessoas protestam no Reino Unido com cartazes

A imprensa britânica afirma que o primeiro-ministro Boris Johnson renunciará ao cargo. Uma série de meios de comunicação afirmam que ele entregará o posto nesta quinta-feira. A Sky, a BBC e o The Guardian informam que Johnson concordou em renunciar, o que dará fim a uma crise sem precedentes, marcada por escândalos e acusações de que o primeiro-ministro não tenha mais capacidades de gerir o país.

“Boris Johnson renunciará hoje como líder do Partido Conservador”, postou Chris Mason, editor político da BBC, no Twitter. Um porta-voz do primeiro-ministro informou que ele fará uma declaração à nação nesta quinta.

Desde terça-feira, uma onda de renúncias tomou o governo do Reino Unido, com mais de 40 demissões de ministros e secretários , forçando Johnson a ver seu poder por um fio em meio à crescente pressão para deixar o cargo. Mas a decisão de destituir nesta quarta-feira o ministro da Habitação, Michael Gove – seu braço direito na campanha de 2016 pelo Brexit –, mostrava que o líder conservador não pretendia cair sem lutar.

A série de renúncias teve como ponto de partida um escândalo sexual envolvendo Chris Pincher, então deputy chief whip do Partido Conservador no Parlamento: ele foi acusado de apalpar dois homens em um clube privado em Londres. Essa acusação causaram novos problemas para Johnson. O deputy chief whip é quem garante que parlamentares do partido votem conforme a orientação das lideranças da bancada

Pincher renunciou imediatamente. Ele havia sido nomeado por Johnson para o cargo em fevereiro passado. Depois da primeira acusação, a mídia britânica levantou outros seis casos sobre conduta sexual inapropriada envolvendo Pincher. Ele foi suspenso do Partido Conservador e pediu desculpas, garantindo que procura ajuda. Em julho, o governo afirmou Johnson não sabia de alegações contra Pincher antes de sua nomeação.

Pressão

Boris sobreviveu a um voto de desconfiança no Partido Conservador no começo de junho, conquistando 59% dos votos a seu favor. De acordo com as regras partidárias, quando sobrevivem a uma dessas votações, os líderes do partido não podem ter o cargo posto à prova de novo durante um ano.

Muitos conservadores pediram a mudança das normas internas do partido para acabar com essa imunidade. Uma reunião do grupo que decide as regras, chamado de Comissão 1922, estava marcada para as 13h de Brasília, mas foi adiada porque, segundo a imprensa britânica, alguns de seus membros consideravam a queda de Boris inevitável.

‘Partygate’

O premier britânico é confrontado desde o final de 2021 com o escândalo conhecido como “partygate”, marcado pela realização de festas na sede do governo durante os períodos de quarentena contra a Covid-19.

É também acusado de adotar posição leniente diante de denúncias de má conduta de aliados, como Chris Pincher, que nomeou como vice-chefe do governo no Parlamento. Além disso, o Reino Unido passa por um momento econômico difícil, com queda do PIB por dois trimestres neste ano, inflação alta e greves.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana