conecte-se conosco


Internacional

Reino Unido avança em leis para se tornar neutro em emissões de CO²

Publicado

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou nova legislação para tornar o Reino Unido neutro em termos de emissões de dióxido de carbono (CO2) até 2050.

A proposta será submetida hoje ao Parlamento e representa uma alteração na Lei sobre as Alterações Climáticas de 2008, para intensificar o esforço do país dereduzir drasticamente as emissões de CO².

“Ficar parado não é uma opção. Atingir a neutralidade carbônica até 2050 é uma meta ambiciosa, mas é crucial atingi-la a fim de garantir a proteção do nosso planeta para as gerações futuras”, disse May, em um comunicado.

A Comissão para as Alterações Climáticas britânica publicou um relatório no dia 2 de maio, que incentiva o governo a tomar medidas rápidas para alcançar a neutralidade carbônica antes de 2050. Essas medidas podem custar por ano 1% a 2% do Produto Interno Bruto (PIB).

O Reino Unido foi o primeiro país a aprovar, no Parlamento, a declaração de uma “emergência ambiental e climática”, proposta pelo Partido Trabalhista.

Edição:

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Internacional

Covid-19: União Europeia discute relaxar restrições de entrada

Publicado


.

Os estados-membro da União Europeia, que tinham fechado o acesso de visitantes de países de fora do bloco em março, diante da pandemia do novo coronavírus, podem abrandar as restrições em etapas com o avanço da temporada de verão no Hemisfério Norte.

Embaixadores de países da União Europeia reuniram-se nesta sexta-feira (26) para discutir o assunto. Fontes diplomáticas dizem que visitantes de países como China, Coreia do Sul e Japão devem ser incluídos na primeira fase de abertura.

Isso depende, porém, de esses países continuarem mantendo a pandemia do novo coronavírus sob controle. É entendido que a União Europeia espera que o relaxamento das barreias à entrada seja recíproco. Alguns países podem ser removidos da lista provisória a depender de decisão dos membros do bloco europeu.

Estados Unidos e Rússia, que ainda estão enfrentando um grande números de novas infecções, foram excluídos.

A União Europeia planeja divulgar a lista na próxima semana. Alguns países-membros do bloco estão ansiosos para receber turistas, enquanto outros mostram-se mais cautelosos.

Edição: Nádia Franco

Continue lendo

Internacional

Argentina localiza nuvem de gafanhotos e prepara estratégia com o Brasil

Publicado


source
nuvem de gafanhotos
Reprodução

Nuvem de gafanhotos na Argentina foram localizados e País prepara estratégia com Brasil e mais vizinhos

Após dias de rastreio para “achar” a nuvem de gafonhotos , a Argentina diz que localizou a praga nesta sexta-feira (26), a 90 km a oeste da cidade de Curuzú Cuatiá, na província de Corrientes, que faz fronteira com o Brasil.

Leia também:

O boletim mais recente do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa), órgão que faz as buscas, “Após dias de rastreio das equipes do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-alimentar (Senasa) da Argentina e da província de Corrientes, hoje se pode descobrir a localização da nuvem de gafanhotos , que se encontrava a 90 km a oeste da cidade de Curuzú Cuatiá”.

De acordo com o Grupo Técnico de Gafanhotos do Comitê de Sanidade Vegetal (Cosave), foi realizada na quinta-feira (25) uma reunião entre Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai para analisar a situação e definir os rumos.

Os órgãos que representam o Brasil garantem que os dados meteorológicos não indicam risco de que a rota leve a nuvem de gafanhotos para a Região Sul do Brasil nos próximos dias. “Caso isso ocorra, será feito um monitoramento interno para o acompanhamento da evolução do evento”, diz o Ministério da Agricultura, que reforça que até o momento, a nuvem não chegou a entrar no território brasileiro.

Pouco conhecida, segundo o governo argentino, a praga que avança na América do Sul causou danos severos à produção da Argentina nos anos 1960 e é chamada Schistocerca cancellata. Depois de anos sem aparições, elas voltaram a acontecer em 2015, 2017 e 2019 .

Segundo os argentinos, o inseto não traz nenhum tipo de risco aos humanos nem tampouco é vetor de doenças. O grande problema é justamente repetir o que ocorreu no passado e ter a produção fortemente afetada.

No Brasil, segundo o Ministério da Agricultura , os gafanhotos Schistocerca cancellata estão no País desde o século 19 e chegaram a causar grandes danos às lavouras de arroz na Região Sul nas décadas de 1930 e 1940, mas não se formam nuvens desde então.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana