conecte-se conosco


Internacional

Reino Unido anuncia que multará em até R$ 70 mil quem furar autoconfinamento

Publicado


source
boris johnson
Divulgação/Flickr

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, anunciou novas medidas de combate à disseminação do novo coronavírus

Vivendo a segunda onda de transmissão do novo coronavírus (Sars-Cov-2), o Reino Unido anunciou neste sábado (19) novas medidas de controle que buscam minimizar o aumento de casos, incluindo a possibilidade de multa de até 10.000 libras esterlinas a quem não cumprir o autoconfinamento em caso de contágio pela Covid-19. De acordo com a atual cotação da libra, a multa pode chegar a até R$ 69,6 mil.

O primeiro-ministro do Reino Unido , Boris Johnson, anunciou nesta semana a segunda onda de contaminação, introduzindo novas restrições para as regiões norte, noroeste e centro da Inglaterra, áreas mais afetadas. Na primeira onda, o país foi um dos mais afetados do mundo, com mais de 40 mil mortes e 300 mil casos. Nas últimas semanas, voltou a subir o número de casos, embora recentemente a letalidade do vírus seja menor, uma tendência mundial. Johnson reluta em impor novo confinamento total ao Reino Unido, mas criou pacote mais severo de recomendações.

Entre as medidas anunciadas em busca de inibir o aumento de casos, o governo tornou obrigatório o autoconfinamento a partir do dia 28 de setembro. A prática consiste em obrigar legalmente, sob ameaça de multa, que as pessoas com teste positivo se isolem em casa.

“A melhor maneira de combater o vírus é que todos sigam as regras e se isolem caso corram o risco de transmitir o coronavírus”, disse o premiê britânico.

“Ninguém deve subestimar a importância dessas medidas, as novas regras significam que você é legalmente obrigado a aplicá-las se tiver sido infectado ou se o NHS [Serviço Nacional de Saúde, na sigla em inglês] solicitar”, acrescentou Boris Johnson .

O Reino Unido pede que as pessoas com teste positivo para o novo coronavírus se isolem por 10 dias em casa, enquanto quem conviver com alguém com resultado positivo ou tiver sintomas da Covid-19 deve permanecer isolado por 14 dias. A violação dessa norma imporá multas que vão de 1.000 a 10.000 libras, entre R$ 6,9 mil e R$ 69,6 mil, a depender da recorrência e da gravidade da situação.

Citando a situação europeia na segunda  onda , Boris Johnson se mostrou pessimista: “estamos vendo isso [aumento de casos nas últimas semanas] na França, na Espanha, por toda a Europa. Temo que seja absolutamente inevitável acabarmos vendo isso neste país”.

Durante este sábado, manifestantes antivacinas e antilockdown entraram em confronto com a polícia no centro de Londres, e 32 acabaram presos.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Homem fazia sexo com galinhas enquanto esposa filmava

Publicado


source
,
Yorkshire Live WS

Rehan Baig foi proibido de manter animais e colocado no registro de criminosos sexuais para sempre


Um homem, que fez sexo com suas galinhas de estimação enquanto sua esposa o filmava, foi condenado a três anos de prisão pelo tribunal de Bradford Crown, no Reino Unido. Rehan Baig, 37, também teria imagens de abuso sexual infantil em seu computador.


Baig recebeu a pena após se confessar culpado por crimes como manter relações sexuais com galinhas, com um cachorro e guardar imagens de abuso sexual infantil. Sua esposa , Haleema Baig, 38, foi condenada a seis meses depois de admitir que filmou seu marido .

O juiz descreveu Baig como “depravado, pervertido e desprezível”. Ele está proibido de criar animais e foi colocado na lista de criminosos sexuais pelo resto da vida.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Sem medo da Covid-19: brasileiros fazem festas clandestinas nos EUA

Publicado


source
Brasileiros organizam e participam de festas clandestinas nos Estados Unidos
Reprodução

Brasileiros organizam e participam de festas clandestinas nos Estados Unidos

Brasileiros que residem em Bostonnos Estados Unidos estão sendo denunciados por organizar e divulgar festas clandestinas na cidade, que atualmente está classificada como “zona vermelha”, por conta da alta de casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2). As informações são da BBC News.

Estes encontros ganharam atenção de noticiários locais, que classificaram os eventos como ” superdisseminadores ” de Covid-19 . Pela repercussão, o assunto virou tema nos gabinetes de prefeito e deixou a polícia local em alerta, tanto que dois brasileiros que participaram das festas já foram presos desde o mês passado.

Segundo os organizadores, estes eventos chegam a reunir até três mil pessoas, a maioria delas jovens, que todavia não usam máscaras ou mantem distanciamento social.

“A preocupação é a aglomeração de pessoas sem máscaras e o fato de as pessoas estarem se comportando como se tudo estivesse normal. Estamos em meio a uma pandemia e a cidade de Everett é a quarta com mais contaminações no Estado”, crítica a vereadora Stephanie Martins para a BBC, que tem dupla cidadania, brasileira e americana.

A polícia de Westborough , cidade próxima a Boston, que também fica no estado de Massachusetts, informou que tem recebido inúmeras denúncias no perído entre 1h e 3h da manhã de música alta e aglomerações. Os eventos reunem mais de 100 pessoas e são conhecidos como ‘Car Meetings’. Segundo a reportagem, pelo menos 3 grupos de produtores brasileiros organizam eventos naquela região.

Todos esses eventos são organizados em grupos privados no Facebook e no WhatsApp. ” O Coronavírus nunca me afastou “, é dito em dos convites divulgados nos grupos. Um dos mais conhecidos se chama “Baile do Monstro”, que reúne os frequentadores em estacionamentos.

Na cidade de Everett (6 km de Boston), um jornal local noticiou as festas brasileiras com o título ” Um desrespeito “.

“as festas são principalmente destinadas à comunidade brasileira na região da grande Boston” e relembra que a cidade está classificada como “zona vermelha, o que não permite que os comércios e organizações da cidade possam evoluir para o estágio de reabertura”, é dito na reportagem principal da publicação.

“Que vergonha. É por isso que brasileiro tem estigma no exterior”, indaga uma moradora da área. Por outro lado, há quem defenda a realização:

“As festas dos hispânicos estão sempre lotadas e ninguém fala nada. Não dá para controlar o número de pessoas em evento ao ar livre, a festa é do povo”, questiona um mineiro em uma publicação que denunciava os eventos.

Escolas permanecem fechadas e parques foram fechados novamente por conta da alta de infecções pelo novo coronavírus.

Em Boston , capital do estado e cidade mais populosa de Massachusetts, com 694 mil habitantes, já registrou quase 19 mil casos e 771 óbitos em decorrência da Covid-19.




Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana