conecte-se conosco


Mato Grosso

Regime de colaboração é estratégia para avançar na educação de MT

Publicado

“Frente a um cenário de constantes mudanças socioeconômicas e demográficas, a colaboração entre estado e municípios é uma decisão estratégica”. A observação foi feita pela secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, nesta quinta-feira (04.04), durante a sua apresentação para os 141 municípios do Estado no “Cidades de Mato Grosso – Fórum de Governo e Prefeituras”.

A secretária detalhou o quadro orçamentário e financeiro da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), bem como apresentou os projetos estratégicos que serão realizados em 2019 na rede estadual, vários deles em parceria com os municípios.

“Hoje, a Seduc tem várias ações, realizadas em parcerias com os municípios, que visam fortalecer a educação pública de qualidade em todo o estado. Esse encontro foi de fundamental importância para que as prefeituras entendessem como se dá essa relação no regime de colaboração”, explicou a secretária. 

Entre as ações realizadas em regime de colaboração está o compartilhamento das estruturas físicas das escolas e o reordenamento das redes, organizando o atendimento dos alunos nas escolas municipais e estaduais. “Em 2018 foi feito reordenamento em 17 municípios e a previsão para este ano é fazer em 29 municípios. A Seduc tem também a cooperação com 66 municípios para utilização de escolas em regime de compartilhamento com salas anexas”, explicou.

Outra iniciativa realizada em regime de colaboração com os municípios é a elaboração do documento da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento referência curricular para Mato Grosso, referenciado pela BNCC, foi desenvolvido em parceria com os municípios e discutido nos polos dos Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação (Cefapros). O documento é composto por quatro cadernos e teve a participação de diferentes redatores de vários municípios do Estado.

“Com a finalização do documento, os profissionais dos municípios estão passando por formação em regime de colaboração, por meio dos 15 polos dos Cefapros. Hoje já temos 25 municípios que são parceiros desta formação e já assinaram o termo para a continuidade da formação Pró-BNCC, que é um currículo único para a educação pública de Mato Grosso”, enfatizou.

O regime de colaboração se permeia também no processo de permuta com profissionais da educação em 42 municípios. São 181 profissionais beneficiados, sendo 164 professores.

O transporte escolar também é feito em parceria com os municípios. Este mês, a Seduc efetuou o pagamento da primeira parcela do transporte no valor de R$ 7.663.088,29. Em 2019, o transporte escolar, que é exclusivamente para a zona rural, atendeu 75.401 alunos, sendo 43.407 alunos municipais e 31.994 nas escolas estaduais.

Projetos estratégicos da Seduc

A rede estadual é formada por 767 escolas, com atendimento a 390.796 alunos, 98 assessorias pedagógicas, que estão nos municípios trabalhando as políticas educacionais em parceria com as secretarias municipais de educação, e 15 Cefapros.

Com a finalidade de impactar o desempenho dos alunos, a Seduc vai trabalhar, em 2019, com alguns projetos estratégicos, entre eles a Escola Plena – tempo integral, Muxirum da Alfabetização, Escolas Militares e Avalia MT.

Atualmente, 7.302 alunos são atendidos em 40 escolas plenas, distribuídas em 28 municípios do estado.

Em 2019, o projeto Muxirum da Alfabetização vai beneficiar jovens e adultos de 35 municípios.

A rede estadual conta, atualmente, com oito Escolas Militares, com atendimento a 2.789 alunos.

“Temos recebido de vários municípios as solicitações e sugestões para implementação de novas escolas militares, mas estamos estudando caso a caso, pois todo o projeto tem o momento de implantação e implementações e precisa ser consolidado e fortalecido com estrutura adequada e condições de atendimento”, explicou a secretária.

Outro projeto estratégico é o Avalia MT, cujo objetivo é fazer a avaliação do projeto político pedagógico em alinhamento com a nova BNCC; avaliação de desempenho dos profissionais da educação (professores, técnicos e gestores); e avaliação da aprendizagem. Em 2019, a previsão é avaliar 100 mil alunos.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Sexta-feira (29): Mato Grosso registra 2.262 casos e 57 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (28.05), 2.262 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 57 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As últimas três mortes confirmadas envolveram residentes de Várzea Grande, Cuiabá e Alta Floresta.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (692), Várzea Grande (218), Rondonópolis (170), Tangará da Serra (98), Primavera do Leste (96), Sorriso (75), Lucas do Rio Verde (75), Barra do Garças (72), Confresa (71), Sinop (53), Rosário Oeste (42), Jaciara (37), Alta Floresta (37), Campo Verde (32), Nova Mutum (31), Cáceres (30), Pontes e Lacerda (28), Peixoto de Azevedo (25), Querência (17) e Nova Ubiratã (15). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado à essa matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 177 novas confirmações em Água Boa (2), Alta Floresta (1), Alta Boa Vista (2),Arenápolis (1), Aripuanã (3), Barra do Garças (2), Bom Jesus do Araguaia (2), Cáceres (5), Campo Verde (8), Canarana (3), Chapada dos Guimarães (2), Colíder (1), Comodoro (2), Confresa (7), Cuiabá (37), Dom Aquino (1), Guarantã do Norte (6), Ipiranga do Norte (1), Itanhangá (1), Jaciara (1), Lucas do Rio Verde (11), Nossa Senhora do Livramento (2), Nota Mutum (4), Novo Santo Antônio (3), Pontal do Araguaia (2), Pontes e Lacerda (1), Primavera do Leste (7), Querencia (2), Rondonópolis (8),  Rosário Oeste (4), Santo Afonso (1), Santo Antônio do Leverger (1), Sinop (8), Sorriso (16), Tapurah (1), Várzea Grande (15), Vera (2) e Vila Bela da Santíssima Trindade (1).

Dos 2.262 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.402 estão em isolamento domiciliar e 658 estão recuperados. Há ainda 145 pacientes hospitalizados, sendo 73 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 72 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 253 leitos de UTI e 857 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado. 

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50% dos diagnosticados são do sexo feminino e 50% masculino; além disso, 654 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 7.010 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 320 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Até a última quinta-feira (28), o Governo Federal confirmou 438.238 casos da Covid-19 no Brasil e 26.754 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 25.598 mortes e 411.821 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os dados desta sexta-feira (29).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Seduc começa a entregar segundo kit de alimentação escolar

Publicado


.

As escolas da rede estadual de ensino já estão se organizando para entregar o segundo kit de alimentação escolar aos estudantes. Ao todo, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai distribuir, nessa segunda etapa, 300 mil kits de alimentação escolar.

Os recursos, tanto da fonte estadual como da federal, para aquisição da alimentação escolar já estão disponíveis nas contas dos Conselhos Deliberativos das Comunidades Escolares (CDCEs).

Na Escola Estadual Plena Jayme Veríssimo de Campos Junior, localizada no município de Alta Floresta (a 803 quilômetros de Cuiabá), os trabalhos estão bem adiantados e os kits já estão prontos para serem entregues aos pais dos estudantes.

Conforme o diretor da escola, Márcio Hrycyk, eles organizaram as entregas em três momentos, considerando a modalidade de ensino. Primeiro, será para os pais dos estudantes matriculados nas turmas do 9° ano do ensino fundamental. No segundo momento, os kits serão entregues para os pais dos alunos do 1° ano do ensino médio e, em seguida, para os alunos do 2º e 3º ano do ensino médio.

“Dividimos em etapas para evitar aglomeração na escola. A entrega está sendo realizada dentro das normas estabelecidas para enfrentamento da Covid-19, respeitando o distanciamento de 1,5 metros, com uso obrigatório de máscara e álcool em gel”, explica o diretor.

Na escola Jayme Veríssimo serão entregues cerca de 250 kits, considerando o número de famílias com estudantes matriculados na escola e que necessitam da alimentação escolar nesse momento de suspensão das aulas presenciais.

Os kits de alimentação escolar contêm arroz, feijão, leite, alface, mandioca, laranja, banana e frango. O valor do segundo Kit, assim como o primeiro, foi estimado em R$ 45,00 cada.

O pagamento dos kits de alimentação escolar será feito com os recursos financeiros do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), conforme Artigo 2º da Resolução nº 02 de 2020 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana