conecte-se conosco


Mato Grosso

Rede Cidadã celebra 15 anos com 750 alunos matriculados em cinco cidades do Estado

Publicado

Com atividades voltadas para a inclusão de esporte, lazer e cultura na rotina de crianças e adolescentes da rede pública e em situação de vulnerabilidade social, o programa Rede Cidadã completa 15 anos de atuação em Mato Grosso. Atualmente, 750 estudantes, em cinco municípios, estão matriculados nas modalidades de pintura de tela, teatro, violão, coral, xadrez, futebol, handebol, futsal, basquete, capoeira, judô, vôlei, taekwondo e informática.

Nesta segunda-feira (18.11), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT), foi realizada uma celebração pelo aniversário do Rede Cidadã, que foi fundada em 20 de outubro de 2004 por meio de um Termo de Cooperação entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

A idealizadora e coordenadora do programa Rede Cidadã, coronel PM Zózima Dias dos Santos, disse que a data é muito importante pelos avanços que já aconteceram, mas ainda há desafios para o trabalho de prevenção.

“A sensação é de vitória, mas não ainda de dever cumprido. Porque o dever cumprido só vai se concretizar quando a Rede Cidadã estiver com toda infraestrutura necessária de logística e de pessoal para que ela possa realmente desenvolver suas atividades como política de estado. Mas já é um avanço, pois chegamos aos 15 anos de existência com a estrutura e as parcerias que temos. Entendemos suprir toda nossa necessidade não é fácil, pois o Estado vivencia dificuldades em todos os segmentos. A Sesp tem dado apoio e por isso estamos aqui. A Secretaria de Educação também é nossa grande parceira”, enfatiza.

Leia Também:  Sustentabilidade é tema de Feira de Ciências em General Carneiro

Além de Cuiabá e Várzea Grande, são contemplados pelo Rede Cidadã os municípios de Rondonópolis, Cáceres e Nova Olímpia. Durante a solenidade de aniversário, os estudantes que integram o programa fizeram apresentação de canto, violão, artes marciais e pintura em tela.

O assessor da Senasp, Carlos Augusto do Prado Bock, ressalta a importância do programa para proporcionar oportunidade para as crianças e adolescentes.

“É essencial buscar e resolver o problema da segurança pública se voltando ao segmento que é alvo das maiores causas da criminalidade violenta, que é a população jovem do nosso país. Uma grande satisfação para a Senasp verificar que depois de 15 anos, um projeto que teve um estímulo junto à Secretaria Nacional, Segurança Pública de Mato Grosso e a Polícia Militar verificar que se tornou um programa com raízes firmes e com uma perspectiva muito boa, mas que ainda precisa de atenção”, avalia.

Profissionais engajados

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes, disse que muito do resultado obtido pelo Rede se deve ao engajamento dos profissionais que desenvolvem o trabalho.

“Podemos perceber o quanto o Rede Cidadã evoluiu e isso é graças ao esforço de cada pessoa que atua dentro do programa. Vale ressaltar a importância da integração das forças de segurança e demais parceiros e poder comemorar esta data é motivo de orgulho para nós que integramos a segurança pública”, destaca.

Leia Também:  Operação Abafa Amazônia é deflagrada em Sinop e municípios da região

Uma das alunas de violão, Emanuela de Oliveira Pereira da Cunha, nove anos, moradora de Nova Olímpia, disse está há um ano está no programa e gosta muito de tocar violão. “Estou feliz por estar aqui. Meu sonho é ser médica. Gosto muito de tocar e cantar”, resume.

Já Edmilson Filho Leite Costa Lima, 12 anos, morador do Residencial São Tomé, em Cuiabá, disse que sua paixão é a pintura em tela. “O que mais gosto no Rede Cidadã é a pintura. A minha inspiração é paisagem. Quando eu crescer eu quero ser artista plástico”, revela.

Balanço

No período de 2015 a 2018, o programa atendeu cerca de 9.718 alunos. A realização do programa é resultado de uma soma de parcerias de órgãos do Estado, entre eles a Sesp, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg) e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e demais parceiros.

O Rede Cidadã é formado por nove núcleos: administrativo, capacitação, comunitário, cultural, escolar, esportivo, psicossocial, pedagógico e social. A sede do programa está localizada na Avenida Dante Martins de Oliveira, bairro Planalto, em Cuiabá.

As atividades artísticas, culturais e esportivas são desenvolvidas de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h, sempre em turno diferente ao do ensino regular.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Pesquisa da Unemat avalia efeito da variação de temperatura sobre a pressão arterial

Publicado

Considerada a epidemia do milênio, a doença renal crônica tem como principais causas a pressão arterial alta e a diabetes. É sabido que o descontrole da pressão arterial está presente em até 90% dos pacientes em hemodiálise, e muitos estudos apontam a influência dos fatores meteorológicos na pressão arterial. O perfil dos pacientes renais crônicos é composto, em sua maioria, por homens, idosos, hipertensos e que fazem uso de vários medicamentos para o controle da pressão alta.

Quando a enfermeira nefrologista Shaiana Vilella Hartwig fez a revisão bibliográfica para a sua tese de doutorado, “Fatores Meteorológicos e as alterações na pressão arterial e laboratorial dos pacientes em hemodiálise no Pantanal Mato-Grossense”, descobriu que não havia quantificação do efeito da temperatura sobre a pressão arterial dos pacientes em hemodiálise e, consequentemente, para pessoas em hemodiálise em clima tropical, como é o caso do Brasil.

A pesquisadora constatou que outras variáveis clínicas também influenciam na pressão arterial, e esses dados serviram de ajuste para descobrir o efeito da temperatura.

Shaiana é professora no curso de Enfermagem da Universidade de Mato Grosso (Unemat), em Cáceres, e leciona disciplinas de Epidemiologia, Saúde do Trabalhador, Bioestatística e Evolução do Trabalho em Enfermagem e ainda é membro do projeto Mudanças Climáticas e Saúde Humana da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Leia Também:  Micro e pequenas empresas geram 59% das vagas de trabalho em MT

O efeito encontrado por ela aponta que “para o aumento de cada 1ºC na temperatura média externa, diminui em 0,73 mmHg (milímetro de mercúrio) a pressão arterial sistólica e 0,28 mmHg a pressão diastólica e o inverso também é verdadeiro. Se a temperatura diminuir 1ºC, aumentará 0,73 mmHg de pressão arterial sistólica e 0,28 mmHg na diastólica”.

Quer dizer, a cada 1 grau que a temperatura ambiente externa esquenta, a pressão arterial do indivíduo se torna mais baixa e a cada 1 grau que a temperatura esfria, a pressão arterial do indivíduo se torna mais alta.

Segundo a pesquisadora, a determinação do efeito da temperatura ambiente em graus sobre a pressão arterial dos pacientes em hemodiálise passa a oferecer aos profissionais de saúde referência para o controle da mudança da pressão arterial em função da temperatura.

E o quadro piora quando se leva em conta que a maior dificuldade no tratamento do paciente em hemodiálise é o controle da pressão arterial, e devido às mudanças climáticas a temperatura do ar está aumentando de uma maneira jamais vista. As variações de temperatura diárias são em média de 5 a 9 ºC em países de clima tropical.

Leia Também:  Grupo Caipiras Unidos vence a 15ª edição do Festrilha

Em Cáceres e nos outros municípios do bioma Pantanal a amplitude térmica é ainda maior, variando na média de 9,7ºC em um único dia, podendo chegar à máxima de 17°C de variação.

De acordo com a pesquisadora, o perigo mora nessas oscilações de temperatura. “Para pacientes em hemodiálise as alterações de pressão, tanto para alta como para baixa, são prejudiciais, por conta da sobrecarga cardíaca, o que pode levar a internações e à morte”, explicou Shaiana, que também ressaltou a importância de que sejam tomadas medidas de controle climático.  

Ela aconselha atenção e cuidados junto aos pacientes renais crônicos em hemodiálise para mudanças na temperatura. “É importante controlar mudanças bruscas, manter o paciente aquecido nos dias frios e controlar a temperatura interna do ambiente nos dias de calor”, esclareceu Shaiana.

Hemodiálise

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende seis suspeitos e frustra roubo a motorista por aplicativo

Publicado

Policiais do Grupo de Apoio (Gap) do 4º Batalhão de Polícia Militar prenderam quatro adultos e apreenderam dois adolescentes de 17 anos por suspeita de envolvimento em um plano para assaltar um motorista de transporte de passageiros por meio de aplicativo. A ocorrência foi atendida na Avenida Ulisses Pompeu de Campos, uma das principais vias da área central de Várzea Grande, por volta de 14h deste sábado (07.12).

Os militares abordaram um VW Voyage preto que passava pela avenida. Dentro do veículo estava o motorista, de 45 anos, e três passageiros. Com um dos passageiros, os policiais encontraram um pedaço de cano PVC revestido com fita isolante.

Ao serem questionados, os três passageiros confessaram que iriam até uma localidade perto de uma escola, também na área central, e que lá renderiam o motorista para roubar o veículo, que seria levado para uma casa no bairro Nossa Senhora da Guia.

No endereço apontado a PM encontrou duas mulheres e um homem. Uma das mulheres, identificada como C.L.S. (23 anos), disse ter aceitado drogas para receber um carro roubado.

Leia Também:  Biblioteca Estevão de Mendonça abre inscrições para curso de informática básica

Um homem, com quem ela disse ter negociado, chegou a ligar várias vezes para o celular da suspeita, durante o andamento da ocorrência. Ele foi identificado, porém, ainda não foi preso.

Os outros presos e levados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande foram A.G.S. (23), J.G.A.A. (19), W.B.C. (18). Também foram apreendidos C.O. e G.J.A., ambos de 17 anos.      

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana