conecte-se conosco


Internacional

Recorde: Cresce número de brasileiros detidos na fronteira dos EUA com México

Publicado


source
Cresce número de brasileiros detidos na fronteira dos EUA com México
Reprodução

Cresce número de brasileiros detidos na fronteira dos EUA com México

Um total de 56.881 brasileiros cruzou ilegalmente a fronteira Sul dos  Estados Unidos no ano fiscal de 2021, que vai de 1º de outubro de 2020 a 30 de setembro de 2021, segundo dados do Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteira (CBP, na sigla em inglês) divulgados na última sexta-feira (22).

O número é um recorde histórico, oito vezes maior do que o relatado no ano anterior (7.161), durante a pandemia de Covid-19, e três vezes maior que em 2019, quando cerca de 18 mil brasileiros tentaram entrar nos EUA sem documentos pela fronteira terrestre com o México, o maior contingente até então.

Em termos comparativos, é como se, em média, 156 brasileiros fossem detidos pelas autoridades americanas por dia ao tentar entrar nos EUA a pé pela fronteira Sul.

Ainda segundo dados do CBP, apenas em setembro deste ano, 10.471 brasileiros tentaram a travessia, a maior marca do período. A rota de entrada mais comum foi pelo estado do Arizona, por onde chegaram 36.681 brasileiros, ou 64,5% do total nos últimos 12 meses.

Dos 56.881 brasileiros detidos na fronteira com o México, a maioria viajava com sua família — 43.790 ou 77% — e outros 12.898 tentaram completar a rota sozinhos. Do restante, 188 eram menores de idade e crianças desacompanhadas, e cinco eram menores de idade acompanhados, segundo o Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteira dos EUA.

O Brasil agora é a sexta nação com o maior número de imigrantes detidos pelas autoridades americanas na fronteira Sul do país, atrás de México, Honduras, Guatemala, El Salvador e Equador, nessa ordem. O país ficou à frente de nações como Nicarágua, Cuba, Colômbia e Venezuela, que, historicamente, enviavam mais imigrantes irregulares aos EUA.

Leia Também

Entre outubro de 2020 e setembro de 2021, 181 brasileiros também tentaram entrar ilegalmente nos EUA pela fronteira Norte, elevando o total de entradas de brasileiros em situação irregular em todo o país para 58.059. No ano fiscal anterior, a imigração ilegal de brasileiros pela divisa dos EUA com o Canadá foi 2,5 vezes maior, num total de 460.

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, e o chanceler Carlos França conversaram por telefone, na segunda-feira, sobre os movimentos migratórios irregulares sem precedentes em todo o continente e a busca por soluções comuns.


Na semana passada, o México anunciou que vai passar a exigir visto de brasileiros que cheguem ao país como turistas, devido à crise migratória em sua fronteira com os Estados Unidos. O documento de um anteprojeto nesse sentido já foi publicado pela Comissão de Melhora Regulatória (Conamer), órgão do governo mexicano.

Ao todo, mais de 1,7 milhão de imigrantes, de diversas nacionalidades, foram detidos pelas autoridades americanas na fronteira com o México no ano fiscal de 2021, o maior número já registrado, um sinal da gravidade da crise migratória que o presidente Joe Biden tem em suas mãos.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Jovem da África do Sul encontra irmã sequestrada há 20 anos por foto no Facebook

Publicado


source
Jovem vai se reunir com a família em breve
O Antagonista

Jovem vai se reunir com a família em breve

Um jovem de 19 anos encontrou a irmã que foi sequestrada há duas décadas com a ajuda de uma foto publicada no Facebook. O caso ocorreu em Mpumalanga, na África do Sul.

Segundo a polícia local, o irmão nem imaginava que poderia ter algum parentesco com a jovem da foto, mas ficou surpreso com a semelhança dela com a mãe dele. Ele então avisou os pais sobre a descoberta, as informações foram compartilhadas com as autoridades, e um exame de DNA confirmou a relação entre mãe e filha. A identidade das vítimas não foi revelada a pedido da família.

Conforme o portal News24, a investigação sobre o caso estava aberta desde março de 2001. Naquele mês, uma jovem de 16 anos deu à luz no Hospital Provincial de Ermelo. Ela recebeu alta da unidade de saúde no dia 23 e saiu do local acompanhada de uma tia. No caminho para casa, fizeram uma parada em uma loja. Uma mulher se ofereceu para ajudar a jovem mãe a segurar o bebê e fugiu com a criança. A família não teve mais notícias sobre a menina desde então.

O novo capítulo da história teve início apenas neste mês de novembro. Com a confirmação da identidade da vítima, a polícia também conseguiu identificar a mulher que cometeu o sequestro há 20 anos. Ela tem 50 anos e é natural de Limpopo. Após audiência, foi liberada sob pagamento de fiança. O julgamento do caso será realizado em janeiro de 2022.

“A jovem foi levada para um local seguro enquanto recebe alguns serviços de apoio psicológico. Com sorte, se reunirá com sua família biológica em breve” , disse o porta-voz da polícia local, Selvy Mohlala.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Homem mata família após fraudar certificado de vacina na Alemanha

Publicado


source
Homem mata família após fraudar certificado de vacina na Alemanha
Reprodução

Homem mata família após fraudar certificado de vacina na Alemanha

Um professor  alemão de 40 anos teria matado a esposa e seus três filhos de 4, 8 e 10 anos por “temer” perder a guarda das crianças e ser preso por ter falsificado o certificado de vacinação contra a Covid-19, informa a mídia do país nesta terça-feira (7).

O caso chocante aconteceu no último sábado (4), quando vizinhos chamaram a polícia de Königs Wusterhausen, no estado de Brandemburgo, após ouvirem tiros na residência. Ao chegarem no local, os agentes encontraram toda a família morta.

Ainda no mesmo dia, as autoridades emitiram uma nota oficial informando que as vítimas tinham marcas de esfaqueamento e tiros, mas que não havia sinais de que a casa teria sido invadida. No entanto, horas depois, retificaram a informação e disseram que todos foram mortos por arma de fogo.

Nesta terça, a agência de notícias DPA publicou uma declaração do promotor público Gernot Bantleon em que ele informa que a polícia encontrou uma carta, assinada pelo homem, assumindo os múltiplos homicídios e seu suicídio.

Leia Também

Segundo relatou Bantleon, o professor afirmou que o dono do local onde a esposa trabalha descobriu que ela falsificou o certificado de vacinação. Por isso, ele começou a temer que ele e a mulher fossem presos e perdessem a guarda dos filhos. Então, decidiu matar todos.


Os agentes encontraram um revólver na casa, mas ainda não tem os resultados da perícia para definir se essa foi a arma do crime.

A investigação segue para descobrir se essa foi realmente a motivação dos assassinatos.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana